NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Abuso nos telemóveis fotográficos

Abuso nos telemóveis fotográficos

segunda-feira, 09 dezembro, 2002 /
Abuso nos telemóveis fotográficos No Japão foi preso um indíviduo ao ter sido apanhado em flagrante delito a abusar das características fotográficas do seu telemóvel. A possibilidade de se poder tirar fotografias com os telemóveis está a levar muita gente a cometer actos de abuso. O site Telemóveis.com já tinha noticiado a prisão de um indivíduo, nos Emirados Arábes Unidos, que foi apanhado a tirar fotografias com o seu telemóvel aos pacatos clientes de um restaurante no Dubai. Desta vez foi um japonês que foi emparedado numa esquadra policial, depois de ser apanhado em flagrante delito...com o seu terminal móvel.

Só que desta vez, o objecto das imagens em questão não eram, simplesmente, rostos. Segundo o diário nipónico Mainichi, o cidadão Toyokazu Hamano, com cerca de 40 anos, foi apanhado a tirar fotografias a jovens raparigas estudantes por baixo das saias, aproveitando os momentos de espera nas paragens dos transportes públicos.

As queixosas só deram conta pelo barulho característico que os telemóveis fazem quando disparam os diafragmas das lentes, idêntico aos das máquinas fotográficas profissionais. A polícia foi alertada para a situação, que acabou por capturar o indivíduo em pleno acto, isto é, em flagrante delito.

O mais curioso é que acusação que recai, agora, sobre Hamano reporta a uma lei do governo de Chiba, cidade onde a cena se desenrolou, e que proíbe a recriação de nudez em público.

4,800