NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

Smartphones. Xiaomi tornou-se na 5ª maior fabricante do mundo

terça-feira, 05 agosto, 2014 /
Smartphones. Xiaomi tornou-se na 5ª maior fabricante do mundo

Numa lista claramente dominada pela Apple e pela Samsung, as posições 3 a 5 são todas detidas por nomes chineses

Smartphones. Xiaomi tornou-se na 5ª maior fabricante do mundo

*Artigo escrito originalmente para http://www.ionline.pt/tecnologia

Se ainda não ouviu falar da Xiaomi, não é o único. De facto, a empresa tem ainda pouca visibilidade fora do território asiático, de onde é proveniente (da China, mais especificamente). O que torna curiosa a sua ascensão para o top 5 das maiores fabricantes de smartphones do mundo.

Numa lista claramente dominada pela Apple e pela Samsung, as posições 3 a 5 são todas detidas por nomes chineses: Huawei (3º), Lenovo (4º) e agora Xiaomi (5º). A LG passou a ocupar a sexta posição, depois de ter sido destronada pela Xiaomi durante o segundo trimestre de 2014.

Com enorme foco no seu mercado natal, só muito recentemente é que a gigante chinesa se expandiu para outros territórios, também no continente asiático. A ABC News reportou, em Junho deste ano, que a empresa já havia ultrapassado a Apple em números de vendas de smartphones, e que iria expandir-se para Singapura, Malásia e Indonésia.

A empresa é actualmente dona de 5% da quota de mercado global, e expediu cerca de 15,1 milhões de smartphones durante o Q2 de 2014. Comparativamente ao mesmo período de 2013, cujos números se situavam em 4,1 milhões de unidades, a diferença é claramente significativa. A LG, durante o mesmo período, expediu 14,5 milhões de unidades.

Os nomes do costume

A Samsung continuou a apresentar números impressionantes: 74,5 milhões de unidades expedidas em todo o mundo, entre Abril e Junho deste ano. Estes resultados, contudo, são inferiores aos 76 milhões de smartphones registados no mesmo período do ano passado. Como resultado, a quota de mercado global da empresa desceu de 33& para 25%, mas a sua posição ainda é a dominante.

O segundo lugar pertence à única fabricante não-asiática a ocupar este top 5 - a Apple, que obteve resultados ainda mais positivos do que os registados no Q2 de 2013. Com 35,2 milhões de iPhones expedidos no segundo trimestre de 2014, a empresa liderada por Tim Cook ocupa agora 12% da quota global deste mercado.

A terceira e a quarta posição são ocupadas pela Huawei e pela Lenovo, respectivamente, com 20,1 milhões (no caso da Huawei) e 15,8 milhões (no caso da Lenovo) de smartphones expedidos durante o Q2 de 2014.

6,204