NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

Smartphones com ecrãs curvos e flexíveis vão ocupar 40% do mercado em 2020, diz LG

sábado, 07 dezembro, 2013 /
Smartphones com ecrãs curvos e flexíveis vão ocupar 40% do mercado em 2020, diz LG

A LG lançou este ano o G Flex, um smartphone com ecrã curvo, capaz de se auto-regenerar e cujo formato lhe permite estar sujeito a pressões relativamente elevadas sem se danificar ou às suas componentes

Veja também: LG Nexus 5 à venda na Optimus a partir de hoje

Terão os ecrãs curvos e flexíveis vindo para ficar? A LG acha que sim. De acordo com um executivo da empresa sul-coreana, o final desta mesma década vai assistir à proliferação deste formato, podendo chegar a representar 40% do total do mercado de smartphones daquela altura.

O formato curvo e flexível, segundo a LG, poderá atrair mais consumidores pelo seu factor ergonómico e por se ajustar naturalmente ao corpo do utilizador. "Quando pensar sobre isso, olhar à suavolta, não existe nada verdadeiramente plano em redor do seu corpo", afirmou o executivo. "Tudo à volta do seu corpo é naturalmente curvo. Por isso, essa é uma das maiores razões por termos optado por construirmos um telefone curvo".

Veja também: LG G Flex faz justiça ao nome e, além de curvo, também se "flexiona" (vídeo)

Smartphones com ecrãs curvos e flexíveis vão ocupar 40% do mercado em 2020, diz LG

Veja também: LG G Flex faz justiça ao nome e, além de curvo, também se "flexiona" (vídeo)
4,416