NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

Redes sociais que tem de conhecer: Portal da Queixa

segunda-feira, 21 março, 2016 /
Redes sociais que tem de conhecer: Portal da Queixa

Esta é a rede social onde quer estar na sua próxima reclamação.


*Imagem © Chris & Karen Highland/Flickr

 

Alguma vez deixou de fazer uma reclamação por este ser um processo inconveniente?

A não ser que tenha menos de 12 meses, imagino que me responda "sim".

Facto: fazer queixa é chato.

 

É como se os processos fossem assim, de propósito, para evitar mais queixas.

Algumas empresas tiram partido disto.

Mas - e se tudo isto fosse mais fácil?

 

#5. O Portal da Queixa é uma rede social para reclamações.

 

Fazer queixa pode ser difícil se estiver sozinho. Em especial contra uma grande empresa.

O Portal da Queixa resolve este problema.

Com mais de 50 mil utilizadores registados, é a maior rede social de consumidores em Portugal.

 

Também há aproximadamente 2500 empresas registadas.

Ou seja: é mais fácil contactar as marcas/empresas.

 

"O processo de reclamação no portal é gratuito, muito simples, rápido e cómodo, já que os utilizadores podem fazer o registo quando e onde quiserem, sem limitações de horários, deslocações ou custos associados" (Portal da Queixa)

 

Entre 2009 e 2016 foram apresentadas 26.825 reclamações através do Portal da Queixa.

 

#4. A taxa de sucesso das reclamações é muito alta.

 

Estamos a falar de 94.3%.

Os sectores que geraram mais reclamações até à data foram:

 

  1. • TV, Internet e Comunicações (7.813)
  2. • Comércio Electrónico (3.602)
  3. • Serviços Públicos (2.347)
  4. • Comércio (3.090)
  5. • Electricidade e Gás (1860)
  6. • Equipamentos para o Lar (1.213)
  7. • Correio e Logística (1.153)
  8. • Transportes Públicos (1.046)
  9. • Companhias de seguros (979)
  10. • Escritório, Informática e Imagem (719)
  11. • Saúde (706)
  12. • Banca (689)

 

Faço notar que o Portal das Queixas já está online desde 2009.

Os números disponíveis acima representam o total de cada sector desde que o site ficou online.

 

#3. Gerir reclamações é mais fácil para consumidores e empresas.

 

Em Março de 2016 o Portal das Queixas sofreu um upgrade geral.

Os consumidores passaram a ter a opção de guardar os formulários de queixa antes de os enviarem.

As empresas passaram a ter um novo acesso ao Backoffice, com mais funcionalidades de comunicação.

 

"Com uma taxa de sucesso de 94.3%, este é um motivo de orgulho para a nossa equipa. Até Março de 2016, a plataforma atingiu mais de 26 mil reclamações, 47 mil consumidores registados e 22 milhões de visualizações, o que representa que este espaço de partilha de experiências de consumo tem tido um crescimento significativo e conquistou a confiança dos portugueses" (Pedro Lourenço, CEO & Fundador do Portal da Queixa)

 

Redes Sociais que tem de conhecer: Portal da Queixa

Redes sociais que tem de conhecer: Portal da Queixa

Reclamações Recebidas (dados de Março de 2016) - © Portal da Queixa

 

Ao fazer queixa também vai estar a prevenir que situações semelhantes ocorram com outros utilizadores.

Isto é particularmente verdade em situações que incluam burlas, esquemas fraudulentos ou campanhas enganosas.

 

#2. Estas foram as marcas que receberam mais reclamações em 2015.

 

  1. • MEO
  2. • NOS
  3. • CTT
  4. • Vodafone
  5. • Segurança Social
  6. • Galp On
  7. • Medicare
  8. • Multidreams
  9. • EDP
  10. • Goldenergy

 

O sector da TV, Internet e Comunicações foi o que gerou mais reclamações em 2015.

Segue-se o do Comércio Electrónico (1827) e o dos Serviços Públicos (1573), respectivamente.

 

#1. Estas foram as marcas com melhor capacidade de resposta em 2015.

 

  1. • CTT
  2. • Vodafone
  3. • Medicare
  4. • MEO
  5. • Conforama
  6. • Cabovisão
  7. • Segurança Social
  8. • ClubeFashion
  9. • Galp On

 

O Portal da Queixa nota que "muitas vezes" as reclamações estão associadas a campanhas de promoção.

Outros motivos muito frequentes incluem:

 

  1. • Má prestação de serviços e atendimento
  2. • Fidelizações
  3. • Tarifários e alterações de contratos
  4. • Burlas e Fraudes
  5. • Reembolsos e trocas

 

2,903