NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

terça-feira, 28 fevereiro, 2012 /
Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

 Nokia Lumia 800 foi primeiro smartphone Windows Phone da Nokia em Portugal. Leia a nossa review ao Nokia Lumia 800.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

O Nokia Lumia 800 é, a par do Nokia Lumia 710, o primeiro smartphone Nokia com Windows Phone disponível no mercado, além de ter marcado a estreia dos novos Nokia Windows Phones em Portugal. Elegante e sofisticado, todo o Nokia Lumia 800 é uma peça única - que por coincidência ou não, apresenta semelhanças com o Nokia N9, um smartphone esteticamente bastante parecido, mas que recorre ao MeeGo enquanto sistema operativo.

O Nokia Lumia 800 é um smartphone topo de gama da Nokia que vem competir com concorrentes como o Apple iPhone 4S ou o Samsung Galaxy Nexus, apresentando para isso uma proposta diferente - o sistema operativo Microsoft Windows Phone Mango. Conheçam melhor a nossa opinião sobre  o Nokia Lumia 800 após o termos utilizado durente duas semanas.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

Acessórios do Nokia Lumia 800

O Nokia Lumia 800 apresenta os acessórios já típicos neste género de equipamentos - cabo micro USB para transferência de ficheiros entre o PC e o smartphone, além de um carregador de bateria adaptado ao já sistema universal - muito semelhante, de facto, ao carregador USB que encontramos na embalagem do Nokia N9,. Outros acessórios que o Nokia Lumia 800 inclui passam pelos headphones, que proporcionam uma experiência audio muito acima da média. Mais pormenores acerca da componente multimédia do Nokia Lumia 800 serãio adiantados mais à frente.

Design do Nokia Lumia 800

Não será à toa que o Nokia Lumia 800 poderá lembrar o Nokia N9. Ambos os smartphones apresentam quase o mesmo design, com excepção de alguns elementos diferenciadores - como é o caso do botão de câmara dedicado, no Nokia Lumia 800, e dos botões touch para navegar pela interface Windows Phone. Isto significa que, tal como o Nokia N9, o Nokia Lumia 800 é um smartphone que tresanda a premium, assente em minimalismo, elegância e sofisticação.

O Nokia Lumia 800 é certamente um exemplo de bom design. Tal como o Nokia N9, o Nokia Lumia 800 é uma peça única, que não permite remover nenhuma cobertura para inserir o cartão SIM ou trocar a bateria. Mas analisemos melhor este smartphone:

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

O Nokia Lumia 800 vem equipado com um ecrã AMOLED de 3.7 polegadas, um pouco mais pequeno do que o ecrã do Nokia N9 (3.9 polegadas), com um design ergonómico e curvado, à semelhança do smartphone MeeGo da Nokia. Como referimos, é difícil não tecer comparações entre o aspecto dos dois smartphones. Mas algumas diferenças que saltam imediatamente à vista incluem os botões touch, debaixo do ecrã, para navegarmos pela interface Windows Phone do Nokia Lumia 800 - a tecla que nos leva para o ecrã inicial denuncia o Nokia Lumia 800.

O minimalismo é também uma das características mais apelativas do Nokia Lumia 800 - os únicos botões físicos encontram-se no lado direito do smartphone, e incluem apenas os botões de volume, de ligar/desligar/bloquear e ainda um botão de câmara dedicado, especificação presente em todos os smartphones Windows Phone.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

A parte de cima do Nokia Lumia 800 apresenta um slot para cartões microSIM, uma entrada microUSB e ainda uma entrada para auscultadores on-ear. Por fim, mas não menos importante, a parte de trás do Nokia Lumia 800 apresenta como únicos elementos uma câmara digital de 8 MP, com flash dual LED.

Interface e Funcionalidades do Nokia Lumia 800

O Nokia  Lumia 800 vem equipado com Windows Phone 7 Mango, a versão mais actual do sistema operativo mobile da Microsoft. Ao contrário dos restantes smartphones Nokia (com excepção para o Nokia N9, que corre MeeGo), o Nokia Lumia 800 marca igualmente o abandono da Nokia do seu sistema operativo Symbian para smartphones.

 Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

O Windows Phone é um sistema operativo que causa alguma estranheza, principalmente por se apresentar de uma forma tão diferente dos sistemas operativos que já nos habituámos a ver noutros smartphones. Relativamente recente, o Windows Phone assenta numa estética e numa forma de organização totalmente diferente da que podemos encontrar em sistemas operativos como o Android e o iOS.

O Windows Phone divide-se em dois ecrãs principais: o ecrã inicial, onde estão as tiles com todos os atalhos que o utilizador pretende (a navegação é feita em modo vertical) e um ecrã onde se encontram todas as funcionalidades do smartphone, organizados de forma alfabética e vertical. E é isto. Toda a navegação pela interface do smartphone é feita a partir daqui.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

As tiles são pequenos quadrados animados que funcionam como atalhos para as funcionalidades que os utilizadores pretendem aceder. A sua organização está totalmente dependente do utilizador, que tem a liberdade de as posicionar como achar melhor. Se à partida isto pode chocar um pouco contra o habitual homescreen repleto de atalhos e widgets, duas semanas a utilizar o Nokia Lumia 800 fizeram-nos crer que é, de facto, necessário um curto período de habituação a esta interface - que mais tarde se revelou, na nossa opinião, bastante simples, intuitiva e user friendly.

Para movermos qualquer uma das tiles basta ficarmos a pressioná-las, surgindo uma opção que nos permite ou eliminar essa tile do ecrã principal, ou arrastá-la para outra localização.

Temos que ser honestos, já que inicialmente julgávamos que esta forma de organização estaria dependente da quantidade de elementos que colocaríamos no ecrã inicial - ou seja, à medida que o ecrã inicial fosse ficando mais preenchido, a organização iria tornar-se mais caótica. O que não aconteceu. A navegação, apesar de vertical, é bastante rápida e as tiles são facilmente identificáveis, permitindo-nos aceder a qualquer funcionalidade do Nokia Lumia 800 on-the-go. A velocidade com que navegamos pela interface será, por sua vez, uma das maiores vantagens que o sistema operativo mobile da Microsoft tem para oferecer.

Outro aspecto bastante interessante, e que justificam o conceito de Live Tiles, baseia-se no facto de que cada um dos quadrados presentes no ecrã prinicpal exibe informações relativas à funcionalidade que representa. Ou seja, supondo que no topo do ecrã inicial se encontra a live tile Eu, vão surgir várias informações visuais relativas a updates nas redes sociais. O mesmo acontece nos contactos, cuja integração com as redes sociais estã simplificada ao máximo, tornando a experiência Windows Phone muito mais social do que noutros sistemas operativos mobile.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

Se à primeira vez a lista de aplicações do smartphone pode parecer antiquada, voltamos novamente a sublinhar que é bastante mais fácil de navegar e permite, facilmente, identificar as aplicações que procuramos. Por outro lado, talvez fosse interessante complementar este modo de organização com a possibilidade - dos utilizadores, claro está - de reorganizar as aplicações por categorias, ou grupos, de forma a facilitar a sua procura e acesso.

O acesso ao Wi-Fi e ao Bluetooth, entre outras opções de conectividade, tem que ser feito na lista de aplicações, o que se torna frustrante do ponto de vista da experiência de utilizador, já que uma barra de notificações mais interactiva pode facilitar, e muito, o acesso a estas opções. Esperamos que, neste sentido, a Microsoft opte por permitir que a barra de notificações se expanda pelo ecrã.

A interface é, como referimos, bastante simples e user friendly. Mas requer alguns ajustes de forma a que a sua experiência de utilização se torne mais fluida. Um gestor de tarefas que nos permita, facilmente, escolher quais as opções que desejamos manter em funcionamento, ou uma funcionalidade que nos permita aceder às opções de uma aplicação.

Ao ficarmos a carregar no botão de retorno, surgiram vários ecrãs que nos exibiam as aplicações em funcionamento, mas em nenhuma ocasião encontrámos uma opção que nos permitisse encerrar as aplicações. No máximo poderíamos apenas escolher para qual aplicação voltar. Mas também existem aspectos bastante positivos a considerar, que é o facto de que em nenhuma ocasião a navegação pelo Windows Phone saiu prejudicada pelo número de aplicações abertas.

Apenas para concluir a nossa opinião sobre a interface Windows Phone, a principal diferença para com a concorrência parece-nos ser o posicionamento do utilizador - o Windows Phone coloca o utilizador no centro de toda a experiência mobile, e apesar de algumas contrapartidas menos positivas, quer-nos parecer que é uma opção que merece ser considerada e que apresenta imenso potencial para evoluir.

Câmara e Multimédia no Nokia Lumia 800

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

O Nokia Lumia 800 vem equipado com uma câmara digital de 8 MP com Flash Dual LED, lentes carl zeiss e suporte para gravação de vídeos em HD (720p). A câmara do Nokia Lumia 800 é boa, mas já utilizámos câmaras mais impressionantes em smartphones. Desapontou-nos a impossibilidade de podermos gravar vídeos em Full HD, uma tendência que cada vez mais assume importância nos smartphones de gamas elevadas. Ainda assim, os 720p captados pelo Nokia Lumia 800 revelaram sempre uma qualidade acima da média, inclusive na captação de ruído ambiente.

Em termos de interface, retornamos à questão de que a interface do Windows Phone assenta na simplicidade, e o acesso à cãmara digital não é excepção. Tal como todos os smartphones equipados com Windows Phone, o Nokia Lumia 800 apresenta um botão de câmara dedicado, físico, que permite aceder a esta funcionalidade mesmo quando o smartphone está bloqueado. O acesso, contudo, não é tão rápido como desejaríamos - um aspecto que achamos que pode e deve ser melhorado, caso contrário muitos utilizadores não irão conseguir captar momentos únicos por uma questão de segundos.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

Voltando à interface da câmara, a simplicidade é a norma - embora isso não signifique que o Nokia Lumia 800 não disponibilize opções, antes pelo contrário. A interface de utilização da câmara de 8 MP no Nokia Lumia 800 apresenta os seguintes elementos: Vídeo (que nos permite saltar entre a opção de câmara fotográfica ou cãmara de vídeo), Zoom in/Out e Definições. Nem sequer se encontra presente um ícone para nos levar à galeria de imagens, bastando fazer swipe para acedermos directamente à galeria de imagens do Nokia Lumia 800.

Outro factor importante é o botão dedicado. Torna-se muito mais prático tirar fotografias com um botão dedicado à mão, além de contribuir para que a câmara seja utilizada de maneira uniforme. Com um botão dedicado dificilmente tiramos fotografias ou vídeos noutras posições (fotografar com o botão dedicado situado na parte de baixo será certamente mais complicado, por exemplo). Não sabemos até que ponto este aspecto foi estudado e propositado, mas é algo que fazemos sem sequer nos apercebermos.

Como já referimos anteriormente, a experiência Windows Phone é muito orientada para o utilizador, o que significa que também existe uma forte componente social. O mesmo princípio aplica-se na Interface da câmara e na galeria de imagens: a partir do momento em que uma fotografia é tirada, rapidamente podemos aceder à galeria de imagens e partilhar esse momento no Facebook. Existe também a possibilidade de indeitificarmos utilizadores - a câmara do Nokia Lumia 800 detecta caras automaticamente -, pelo que nos basta fazermos a selecção da nossa lista de contactos para que os uploads sejam realizados directamente para o Facebook, evitando que seja necessário identificar utilizadores mais tarde.

Mas não é só de fotografias que vive um smartphone. Também a multimédia é uma parte essencial destes dispositivos. A nível de experiência de utilização, o Nokia Lumia 800 revelou ser dos smartphones mais interessantes com os quais nos cruzámos - a qualidade de som neste smartphone é de topo, embora deixe algo a desejar quando se baseia apenas nas suas próprias colunas. O ecrã, apesar de não ser de 4 polegadas, também apresenta um tamanho perfeitamente adequado para a visualização de vídeos.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

Em termos de experiência musical, o Nokia Lumia 800 disponibiliza duas opções distintas - uma opção que permite aceder aos ficheiros armazenados no smartpbone, que aproveitamos já para referir que só é possível enviar e retirar ficheiros do Lumia 800 através do Zune, e uma opção que perrmite aceder a um serviço de música via Streaming. O serviço de streaming tem forte impacto na autonomia da bateria, além de que a sua utilização deve ser feita, recomendadamente, através de Wi-Fi.

Quanto aos vídeos, o modo de visualização é exclusivamente panorâmico (landscape), ou seja, com o ecrã do Nokia Lumia 800 deitado. Graças à qualidade do ecrã e à simplicidade da interface, a experiência vídeo no Nokia Lumia 800 promete fazer com que os seus utilizadores a voltem a utilizar, especialmente em viagens mais longas ou em transportes públicos.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

Internet e Conectividade no Nokia Lumia 800

A experiência de navegação Web é um dos factores mais importantes a ter em conta num smartphone. No caso do Nokia Lumia 800, equipado com o browser Internet Explorer 9, temos que referir que usufruímos de uma experiência de navegação bastante rápida e fluida. O ecrã do Nokia Lumia 800, apesar de não chegar às 4 polegadas, tem um tamanho adequado à navegação na Web, e o ecrã proporciona detalhes e contrastes suficientes para que qualquer utilizador possa aceder à Web e ler conteúdos sem qualquer desafio.

Como contrapartida, os utilizadores que apreciarem conteúdos flash poderão ficar desapontados, já que o Nokia Lumia 800 não suporta flash - pelo menos por agora, já que a Nokia terá referido que a Adobe se encontra a trabalhar numa solução para esta limitação. Apesar da navegação web ter sido simplificada ao máximo, detectámos alguns problemas que - infelizmente - não se resumiram à experiência Web, mas que foram algo frequentes durante toda a experiência de utilização do smartphone.

O problema esteve no próprio touch screen, que imensas vezes interpretou os nossos gestos como se fossem toques de selecção. Isto fez com que muitas vezes acabássemos por abrir links involuntariamente, ou aceder a opções por engano. Um exemplo bastante comum deu-se após termos sincronizado a nossa selecção musical para o telemóvel. Ao procurarmos uma música específica na playlist, muitas das vezes abrimos outras faixas à medida que só desejávamos fazer scroll down. Se à partida pode parecer uma questão inocente, torna-se bastante frustrante após algum tempo de utilização - e só imaginamos que é do interesse da Nokia em ver esta situação resolvida.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

O Nokia Lumia 800 recorre ainda ao Zune para sincronizar ficheiros entre o PC e o Smartphone, um pouco à semelhança do iTunes da Apple. Faz-nos pensar qual será, de facto, a sua verdadeira funcionalidade - na primeira vez que conectámos o Nokia Lumia 800 ao PC fomos obrigados a fazer download do ZUNE, a instalá-lo e a configurar a sua interface. É um processo algo penoso e, para sermos honestos, teríamos preferido que a Microsoft mantivesse a simplicidade neste aspecto, permitindo aceder ao Nokia Lumia 800 em modo de armazenamento de massa. O que, temos que acrescentar, é possível - embora tais passos tenham que ser procurados na Web.

Performance do Nokia Lumia 800

Um dos maiores problemas que encontrámos no Nokia Lumia 800 foi a sua fraca autonomia de bateria. Em nenhuma ocasião conseguimos utilizar o Nokia Lumia 800 por mais do que um dia sem que este necessitasse de recarregar a bateria. Por outro lado, para compensar, a navegação por entre a interface é bastante rápida, suave e intuitiva. Foi um dos pontos altos da nossa experiência de utilização durante o período de testes com o Nokia Lumia 800.

Conclusões sobre o Nokia Lumia 800

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

Utilizámos o Nokia Lumia 800 durante duas semanas. Durante esse período, tanto a nossa experiência de utilização como a nossa opinião foi evoluindo. Para sermos honestos, inicialmente não sabíamos bem o que esperar do Windows Phone Mango nos smartphones Nokia. A interface é demasiado diferente para que um utilizador habituado a smartphones se adapte de imediato, pelo que requer alguma habituação. E se já estávamos preparados para esse período de habituação, não esperávamos que esse processo de adaptação se desse de forma tão rápida.

Ao fim de uma tarde inteira a mexer no Nokia Lumia 800 já estávamos a adaptar-nos - esquecemos interfaces mais populares como o Android e o iOS e limitámo-nos a explorar o smartphone e a aceder às suas opções e funcionalidades. Quando referimos anteriormente que o Windows Phone é user friendly, não nos enganámos - todas as funcionalidades estão à distância de um dedo, e a forma como enquadramos as live tiles no ecrã principal depende do próprio utilizador.

É curioso constatar que o Nokia Lumia 800 não vem equipado com um processador dual core, pois até mesmo com várias aplicações a correr em simultãneo não detectámos qualquer lag no smartphone. Naturalmente que ainda há arestas a ser limadas, mas quer-nos parecer que este facelift que a Nokia deu aos seus smartphones foi para melhor - uma sábia decisão por parte da Microsoft, sem dúvida.

Nokia Lumia 800, review a Windows Phone da Nokia

Aguçou-nos igualmente a curiosidade face ao futuro ecossistema de que a Microsoft e a Nokia tanto falam. Em termos de aplicações, o Windows Marketplace já disponibiliza uma variedade bastante razoável, com muitas das aplicações disponíveis gratuitamente. Se houver aqui alguma contra-corrente, achamos igualmente que a Microsoft tem todas as condições para vingar no mercado face à concorrência, precisamente por apostar numa experiência diferente.

O Nokia Lumia 800 é uma excelente opção para utilizadores que apreciem conteúdos multimédia, já que a nivel musical oferece uma qualidade bastante acima da média, mas porque também em vídeo mostra os seus trunfos - o ecrã AMOLED do Nokia Lumia 800 oferece muito boa qualidade para estes conteúdos. Mas as delícias estarão feitas para os viciados em redes sociais: a integração do Facebook no Windows Phone é a melhor a que já assistimos até à data: desde a câmara aos contactos, passando pelos feeds de notícias - tudo se encontra integrado e simplificado.

Talvez o desafio agora passe por tentar tornar a experiência ainda mais intuitiva e em limar algumas das arestas que referimos - a questão da barra de notificações, pois não faz sentido que num smartphone que disponibilize tudo o utilizador tenha que ir procurar na lista de aplicações as definições do Wi-Fi, por exemplo. Também a questão do ecrã ultra sensível se torna irritante, já que muitas das vezes somos obrigados a retroceder e a retomar a navegação, por inadvertidamente termos aberto uma aplicação.

Também o conceito das Live Tiles tem tudo para ser bem sucedido. É simples, fácil de processar e ainda disponibiliza em tempo real informações úteis ao utilizador. Só queremos ver como é que a Microsoft e a Nokia vão levar este conceito mais além.

Classificação do Nokia Lumia 800

Acessórios: 8,55

Design: 9,40

Interface e Funcionalidades: 8,80

Câmara e Multimédia: 9,03

Internet e Conectividade: 7,80

Performance: 9,16

Extras: 8,66

__________________________________________

CLASSIFICAÇÃO FINAL: 8,66

 

6,418