NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
ZAPP.PT mantém preços dos seus serviços em 2011

ZAPP.PT mantém preços dos seus serviços em 2011

quinta-feira, 13 janeiro, 2011 /
ZAPP.PT mantém preços dos seus serviços em 2011

A ZAPP.PT mantém preços das mensalidades dos seus serviços em 2011 e disponibiliza a oferta mais competitiva no mercado de banda larga móvel ou nómada

A ZAPP.PT (www.zapp.pt), operador de internet wireless que detém uma rede móvel de cobertura alargada, a partir da qual disponibiliza serviços de banda larga sem fios mesmo nos locais mais remotos de Portugal, anuncia a sua decisão de suportar o aumento do valor do IVA, de forma a evitar custos acrescidos para os seus clientes de banda larga e manter os mesmos valores de 2010 nas facturas mensais.

Este facto assume relevo especial num momento em que as famílias portuguesas foram confrontadas com aumentos generalizados dos serviços, quer devido ao aumento do IVA, quer devido à aplicação da taxa anual de inflação anual aos tarifários dos serviços de comunicações.

Assim, com esta medida, a ZAPP.PT aumenta significativamente a competitividade dos seus tarifários de banda larga face aos praticados pelos outros operadores móveis GSM, quer em termos de capacidade, quer em termos de preço.

O valor das mensalidades dos serviços de banda larga móvel disponíveis no mercado português, e que não os prestados pela ZAPP.PT, acabam de sofrer um aumento entre os 3 e os 4%.

Passamos a dar alguns exemplos, o pacote EASY Light da banda larga nómada da Zapp continua a manter o valor de 14,90 Euros por mês e inclui 2GB sem limite de velocidade, uma poupança de 27,9% todos os meses nos custos de Internet, em comparação com os serviços idênticos disponibilizados pelos outros operadores móveis de GSM.

De acordo com José Campos, Director Executivo do Grupo ZAPP.PT, “A ZAPP.PT espera desta forma continuar a merecer a confiança do mercado e dos seus clientes num ano decisivo, em que o Grupo está a implementar novas infra-estruturas no mercado nacional, que traduzem um investimento adicional no nosso país de cerca de 30 milhões de Euros.

6,460