NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Sony Ericsson Aino

Sony Ericsson Aino

quarta, 10 fevereiro, 2010 /
Sony Ericsson Aino A implementação do acesso remoto à PlayStation 3 é uma funcionalidade com um sentido de oportunidade estratégico que não se podem desdenhar, desbravando caminho em domínios que anunciam novos rumos para as comunicações pessoais...
Síntese

(+) A Favor:

  • Inclui berço para sincronização c/ PC e recarga da bateria com suporte simultâneo para o telefone e o kit de auscultadores.
  • Oferta de auscultadores sem fios (MH 100) c/ autonomia em reprodução musical de sete horas contínuas.
  • Auricular bluetooth c/ entrada 3,5 mm standard incorporado no módulo de controlo.
  • Wi-Fi e AGPS (c/ geottaging opcional das fotos).
  • Controlo e acesso remoto à Play Station 3.
  • Câmara de elevada resolução (8MP) com estabilizador de imagem, captura panorâmica alternativa 16:9 e razoável desenvoltura na captura de vídeo (VGA ou nHD a 30fps).
  • Suporte à reprodução de praticamente todos os formatos de vídeo mediante conversão/optimização automática através da instalação do software "Media Go" no PC (também permite gerar playlists); de resto o reprodutor do telefone permite a reprodução directa dos formatos áudio MP3, WMA, AAC/AAC+/Enhanced AAC+ in ADIF/ADTS, MP4/M4A, 3GP, WAV e vídeo MP4, 3GP, WMV.
  • (-) Podia ser melhor:

  • A opção pelo suporte parcial do toque no ecrã (inactivo com o teclado aberto) é discutível.
  • Como é comum num telefone tão completo a autonomia energética é limitada tirando partido das funcionalidades mais ricas, caindo as 300 horas potenciais em stand by em termos reais para a expectativa da recarga em dias alternados (o berço de secretária favorece essa disciplina).
  • Funcionalidades básicas de reconhecimento de voz seriam bem-vindas.
  • Inclusão de cabo de ligação de saída de vídeo seria útil.
  • Entretenimento Móvel: acesso à PS3 e 8 MP de resolução fotográfica

    No Sony Ericsson Aino (também conhecido como U10i) domina um conceito de smartphone em que a componente "entretenimento móvel" impera e mais do que a convergência com um PDA, num registo evolutivo de certo modo óbvio de alguns concorrentes, a marca preferiu ser fiel a si própria e incorporar funcionalidades próximas da gama de produtos que lhe é familiar: a capacidade de utilização do telefone para acesso e controlo sem fios da Play Station 3 (ver tabela adiante, incorporando de certa forma funcionalidades de gestão remota de um PC anteriormente já parcialmente disponíveis via VNC com clientes como o vnc2go) e a incorporação de uma máquina fotográfica digital em que uma resolução de 8 Megapíxeis (7 em formato panorâmico) com assinalável reprodução de cor coabita com uma captura vídeo eficiente.

    Esta mistura de um telemóvel com laivos de Play Station Portable quando orientado na horizontal e algo reminiscente de uma Cybershot quando fechado inova e embora como tal possa parecer estranha a alguns afigura-se-nos sensata, satisfatória e feliz e só não ainda mais por algum atrito experimentado em termos do uso contra-intuitivo introduzido pela separação demasiado abrupta entre as funções multimédia disponíveis no menu simplificado da interface acessível ao toque (com cinco ícones de acesso a outras tantas funcionalidades em linha: câmara, galeria multimédia, reprodutor de áudio reprodutor de vídeo e rádio FM), apenas disponível com o telefone fechado (com ele aberto, e o teclado visível, deixa de ser possível usar o ecrã com o dedo) e o uso do dispositivo enquanto telefone, com acesso ao seu "grande menu" principal (com doze ícones em grelha).

    Na realidade, cumpre assinalá-lo, o Aino faz bem - nalguns casos muito bem - tudo aquilo a que se propõe. E a dicotomia "uso do ecrã com dispositivo fechado" e do telefone com ele aberto é ultrapassável e não necessariamente má; correspondendo a uma visão "alternativa" com a qual alguns utilizadores poderão mesmo sentir-se mais à vontade: um telefone "tradicional" com o teclado aberto; um dispositivo multimédia compacto com um aspecto em tudo idêntico ao de uma câmara fotográfica quando fechado e quando funciona como tal. Do ponto de vista do desenho, o corpo negro obsidiana do Aino, com ângulos arredondados como convém ao aconchego no bolso e na palma da mão, resulta esteticamente bem e a espessura é diminuta quanto baste (1,55 cm) para modelo slider sendo a construção isenta de folgas, robusta e previsivelmente durável.

    Algumas atipicidades proprietárias estão presentes, embora todas elas bem compensadas: a ausência de ligação para auscultadores standard de 3,5mm é compensada pela oferta padrão de um conjunto de auriculares estéro e a ligação de entrada única na carcaça tanto pode servir para os auscultadores com fios como para a recarga eléctrica como, finalmente, para ligar o telefone ao berço de secretária fornecido, onde está igualmente contemplado local para encaixe e recarga do auricular sem fios. Este com uma autonomia de funcionamento contínuo, segundo pudemos testar, de sete horas que o torna viável mesmo para o mais militantes dos melómanos. Por outro lado, a expansão de memória é possível no mais comum formato micro SD e não no Memory Stick, normalmente preferido pela marca.

    Possibilidades da integração do Aino com a PS3 (via Wi-Fi ou 3G), trazendo para o dispositivo móvel as possibilidades desta (Remote Play) em qualquer lugar:

  • Ligar ou desligar a PS3
  • Navegar e controlar a interface XMB
  • Aceder ao navegador da Internet
  • Aceder a qualquer conteúdo guardado no disco rígido da PS3 (exclui a reprodução de discos - e.g., filmes em DVD)
  • Ligar-se à PlayStation Network
  • Aceder à Play Station Network Store
  • PlayTV- emissões de TV podem ser vistas em tempo real, gravadas e reproduzidas

     

  • A presença do Wi-Fi é sempre conveniente, não só para comunicação com a PS3 (sendo possível mediante o emparelhamento fazer o streaming para o telefone de vídeo ou áudio) como para a navegação na Net. Ou mesmo para tirar partido do GPS - a Sony Ericsson agrupa no grupo "serviços de localização" um conjunto de 3 aplicações: Google Maps, Navigation (Wisepilot - com instruções à meida mas dependente da ligação e portanto com custos acrescidos negativamente comparáveis por ex. com a anunciada disponibilização pela concorrente Nokia do OviMaps gratuitamente) e Tracker (aplicação para monitorização do exercício físico na linha de treinador pessoal).

    No plano fotográfico (ver capturas) evidencia-se a experiência da Sony na competência da câmara e na intuitiva usabilidade dos menus.

    Agrupados sob a categoria "Organizer" encontramos o mais completo ramalhete das papoulas onde além das funções óbvias de sincronização (sendo de destacar o reconhecimento do telefone pelo sistema operativo como armazenamento de massa a partir do qual se necessário se podem obter os necessários drivers) marcam por definição presença aplicações normalmente instaláveis pelo utilizador de fonte independente como a para uso do flash como lanterna, um cliente AccuWeather para acesso às previsões meteorológicas, acesso ao canal móvel do Youtube ou o cliente de Podcasting et cetera.

    Amostra fotográfica

     
     
    Foto 2 Foto  
    Balanço

    Com o Aino a SonyEricsson prossegue a sua renovação e conseguiu apresentar um modelo que proporciona uma experiência de uso agradável com uma exploração do ecrã táctil que se foge ao hábito e que se se presta à crítica da opção pela sua inactivação com o modelo aberto (muitos gostaria de poder continuar a confirmar as opções com o dedo no botão respectivo no ecrã) por outro lado liberta-o e - um pouco à semelhança do LG GD900, por ex. - desviando o controlo da navegação na Internet para o joypad, orientando um típico cursor do rato sobre as páginas, é manifestamente agradável. Capacitando bem o telefone para o acesso móvel à Internet até porque o browser integrado releva excelentes qualidades de redução das páginas e de sítios sem versão móvel especifica aos 432 x 240 píxéis do ecrã.

    Simultaneamente, a implementação do acesso remoto à PlayStation 3 é uma funcionalidade com uma clarividência e sentido de oportunidade estratégicos que não se podem desdenhar, desbravando caminho em domínios que anunciam novos rumos para as comunicações pessoais, além já da Web Social, dita 2.0, cujas funcionalidades ainda assim não deixam de estar contempladas, através mormente da incorporação da possibilidade de publicação das fotos directamente do telefone para contas no Picassa, Blogger e Flickr bem como do envio do vídeo Youtube (incluindo-se igualmente, em sentido inverso, um cliente para acesso e recuperação dos conteúdos do mesmo para exibição no telefone).

    A passibilidade de durante umas férias ou viagem de negócios ao estrangeiro se permitir via Wi-Fi - com menor custo na rede local de um hotel - o acesso ao conteúdo do disco rígido da PlayStation, seja a filmes seja a emissões gravadas de TV é algo que se espera e merece vir a ser futuramente explorado também em sentido reverso: através da facilidade de envio remoto de informação do telefone para armazenamento na PlayStation, podendo-se dessa forma "despejar" em segurança o conteúdo fotográfico directamente para casa ao mesmo tempo que limpa e recupera para preencher de novo a plena capacidade de armazenamento do cartão de 8GB oferecido com o telefone.

    Sendo exigente, o potencial interessado no Aino não deve no entanto deixar de o comparar com a demais oferta da marca, em particular com o Satio bem como com o eminente Xperia X10 em que SonyEricsson promete seguir na peugada do "Google Phone", o Nexus One, ao oferecer um ecrã com ainda maior resolução (480 x 854 pixéis em 4 polegadas); um processador de 1GHZ e sobretudo o versátil sistema operativo Android como impulsionador

    SonyEricsson Aino - Animação 1 (Perspectiva 3D)

     

    SonyEricsson Aino - Animação 2 (Vista Rápida)

     

    SonyEricsson Aino - Animação 3 (Demonstração - em inglês)

     

     

    8,958