NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Serviço telefónico móvel com 15,9 milhões de utilizadores em 2009

Serviço telefónico móvel com 15,9 milhões de utilizadores em 2009

quinta-feira, 25 fevereiro, 2010 /
Serviço telefónico móvel com 15,9 milhões de utilizadores em 2009 No final de Dezembro, a penetração do serviço móvel ascendia a 149,9 por 100 habitantes

No final do 4.º trimestre de 2009 existiam em Portugal 15,929 milhões de assinantes do Serviço Telefónico Móvel, o que representa um aumento de 2,4% face ao trimestre anterior e de 6,5% em termos homólogos.

O peso dos cartões pós-pagos, 4,341 milhões, atingiu cerca de 27,2% do total de assinantes, tendo registado um crescimento de mais de 4 pontos percentuais nos últimos 2 anos. Esta evolução estará associada, entre outros factores, à adesão dos assinantes aos serviços de dados baseados no UMTS que, maioritariamente, implicam o pagamento de uma mensalidade.


No final de Dezembro, a penetração do serviço móvel ascendia a 149,9 por 100 habitantes.

A interpretação do valor do número de assinantes e da penetração do STM deve considerar que existem utilizadores que dispõem de mais do que um cartão de acesso ao serviço. Segundo o mais recente inquérito ao consumo das comunicações electrónicas promovido pelo ICP-ANACOM, cerca de 10% dos clientes do STM dispõem de mais do que um cartão activo. Há ainda que considerar que existem cartões SIM para utilização exclusiva de serviços de dados e acesso à Internet; bem como cartões activos afectos a máquinas, equipamentos e viaturas (p.ex. terminais de pagamento automático com recurso à rede móvel, equipamentos de alarme, segurança, telemetria e telemática, etc. .); além de existirem cartões afectos a empresas.

No final de Dezembro, o número de utilizadores com acesso aos serviços UMTS ultrapassou os 5,9 milhões. O número de utilizadores activos foi superior a 2,5 milhões, mais 8,7% do que no período anterior, e mais 101% em termos homólogos.

Os utilizadores potenciais dos serviços UMTS/HSPA representam 37,6% do total de assinantes do STM, enquanto os utilizadores activos constituem 16,2% do total de assinantes móveis.

No 4º trimestre, os assinantes do serviço móvel realizaram mais de 2 mil milhões de chamadas, menos 1,6% que no trimestre anterior. Habitualmente, no 4.º trimestre de cada ano regista-se uma redução do tráfego face ao trimestre anterior. Em comparação com o trimestre homólogo verificou-se um acréscimo de 7,2% do número de chamadas. O aumento do tráfego originado, que cresceu a uma taxa superior ao crescimento do número de assinantes, foi impulsionado pelo tráfego intra-rede. O crescimento deste tipo de tráfego reforça a tendência que se tem vindo a registar e que poderá estar eventualmente relacionada com o aparecimento de ofertas específicas que permitem realizar chamadas gratuitas entre os seus aderentes, dentro da rede do respectivo operador.

No mesmo período, o número de chamadas recebidas na rede móvel foi superior a 2 mil milhões, menos 1,1% que no trimestre anterior e mais 6,9% em termos homólogos.

O tráfego fixo-móvel apresenta uma quebra homóloga de 14%, reforçando-se assim a tendência que se vem registando há alguns anos.

No último trimestre de 2009, os assinantes do STM realizaram, em média, cerca de 44 chamadas mensais, menos duas do que no período anterior. Cerca de 31 das chamadas realizadas têm como destino a rede do operador de origem.

O número de minutos de conversação originados nas redes móveis totalizou mais de 4,6 mil milhões, um acréscimo de 1,1% face ao trimestre anterior. Em termos homólogos, o crescimento foi de 15,4%, mais de 8 pontos percentuais acima da taxa de crescimento do número de assinantes.

O tráfego intra-rede, que já representa mais de três quartos do tráfego registado, não pode deixar de ser salientado na medida em que poderá sugerir que a sociedade não está a beneficiar do expectável benefício resultante das externalidades positivas associadas à possibilidade de interligação das redes de comunicação.

A duração média das chamadas originadas na rede móvel manteve a tendência crescente, verificando-se uma média de 134 segundos por chamada, cerca de 10 segundos a mais que no mesmo período do ano anterior.

No período em análise foram enviadas mais de 6,3 mil milhões de mensagens escritas, menos 3% que o verificado no trimestre anterior, mas mais 8,1% que no período homólogo. O número médio mensal de mensagens enviadas por assinante foi, neste período, de 133.

O número de MMS atingiu 24,27 milhões, menos 20,8% do que no período anterior, e mais 20,6% em termos homólogos.

No mesmo período foram realizadas mais de 1,2 milhões de vídeochamadas, menos 14,8% do que no trimestre anterior. O tempo de conversação associado a estas vídeochamadas também diminuiu, 13,7%.

Por : Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. - Telemoveis.com
Telemoveis.com on Facebook
Siga-nos no Twitter!
2,680