NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Samsung Galaxy Note 4

Samsung Galaxy Note 4

domingo, 01 novembro, 2015 /
Samsung Galaxy Note 4

Um ano de Samsung Galaxy Note 4

 

*Imagem: Android Authority

 

*Veja as características técnicas do Samsung Galaxy Note 4
*Veja outros telemóveis da Samsung

 

Samsung Galaxy Note 4 em Resumo:

 

• Outubro de 2014
• Micro-SIM
• Sensor de impressões digitais
• S-Pen
• Ecrã Super AMOLED, 5,7 polegadas (1440 x 2560)
• 515 ppi
• Gorilla Glass 4
• Processador Quad-core 2.7 GHz
• 32 GB de armazenamento
• 3 GB de RAM
• MicroSD até 128 GB
• Câmara 16 MP + 3.7 MP (frontal)
• NFC
• 3220 mAh

 

Samsung Galaxy Note 4. Preço e Disponibilidade

 

• Valor médio de €629,90
• Disponível desde Outubro de 2014

 

Foi há precisamente um ano que o Samsung Galaxy Note 4 foi lançado. Mas não se preocupe o leitor: o telemóvel gigante da Samsung pouco mudou desde então. De facto, eu diria que ainda continua a ser caro e pouco acessível ao bolso do consumidor comum.

O Samsung Galaxy Note 4 também tem a enorme vantagem de ser fácil de encontrar. Uma breve pesquisa online - e com isto quero dizer que basta dirigir-se ao site oficial da Samsung - faz notar que o Samsung Galaxy Note 4 continua disponível praticamente em todo o lado.

 

Estes são os sítios onde ainda pode comprar o Samsung Galaxy Note 4:

 

KuantoKusta (a partir de €521)
Vodafone (€539,90)
Rádio Popular (€629,90)
FNAC (€629,90)
Worten (€629,90)
PhoneHouse (€624,62)
NOS (€689,89)

 

Os valores são, sem dúvida, elevados, em particular se tivermos em conta que é uma tecnologia já com um ano de idade. Contudo, comparativamente ao novo Samsung Galaxy Note 5, que custa acima de €800, é sem dúvida mais acessível - o que também se poderá traduzir numa proposta melhor em termos de relação preço-qualidade.

Em termos de características técnicas, os upgrades do Samsung Galaxy Note 5 face ao Samsung Galaxy Note 4 são pouco expressivos. Contudo, optar pelo telemóvel de 2014 poderá representar uma poupança de pelo menos €200 (ou, em casos onde seja particularmente paciente, €300).

 

Se tivermos em conta que as principais variações nas características técnicas de ambos estão na memória RAM, no espaço de armazenamento (o Samsung Galaxy Note 5 tem uma versão com 64 GB de armazenamento) e na câmara frontal, entre outras, então esses €200-€300 de investimento extra deixarão claramente de fazer sentido. Ou seja: o Samsung Galaxy Note 4 apresenta uma melhor relação preço-qualidade que o Samsung Galaxy Note 5.

Recordo que o Samsung Galaxy Note 4 ainda pode ser considerado um topo-de-gama, com a excepção de só não ser um recente. Isto, creio, explica o porquê dos seus valores continuarem elevados.

 

É claro que não irei mentir ao leitor: se eu pudesse optar entre um Samsung Galaxy Note 4 e um Samsung Galaxy Note 5, obviamente que preferiria a edição mais recente. Mas numa situação onde tivesse a opção de investir num dos dois, o Samsung Galaxy Note 4 seria claramente a minha opção. Os motivos:

 

Preço inferior
Características técnicas quase equivalentes
Continua a ser uma proposta apelativa e aliciante

 

Com isto dito, acho que faz mais sentido aguardar pelo Samsung Galaxy Note 6 e na altura tentar perceber se as diferenças técnicas justificam mesmo o upgrade.

 

Samsung Galaxy Note 4

Imagem: The Verge

 

Samsung Galaxy Note 4. Hardware

 

Continua a ser excelente
Permanece relevante em 2015

 

Se vai pagar mais de €600 por um telemóvel o melhor é que seja realmente bem servido em termos de hardware. Aqui o Samsung Galaxy Note 4 não desilude, mesmo já com um ano de idade em cima. A meu ver, estas são as características que mais saltam à vista no Samsung Galaxy Note 4:

 

• Ecrã QHD de 5,7 polegadas
• 1440 x 2560 píxeis de resolução
• 515 ppi de densidade (de píxeis)
• Câmara digital de 16 MP (filma em 4K)
• Processador Quad-Core de 2.7 GHz
• MicroSD até 128 GB
• 3220 mAh de bateria

 

A meu ver, a principal validação para o excelente hardware do Samsung Galaxy Note 4 é, curiosamente, o Samsung Galaxy Note 5. Se fizer uma rápida comparação entre o hardware destes dois telemóveis, vai notar que o Samsung Galaxy Note 5 limitou-se a aperfeiçoar detalhes ao hardware do Samsung Galaxy Note 4. Ou seja: pouco mudou desde 2014.

Um dos detalhes mantidos foi o ecrã Quad HD: com 1440 x 2560 píxeis (auxiliados por uma densidade de 515 ppi), acho que muito dificilmente alguém ficaria insatisfeito com esta resolução ao ponto de exigir uma actualização. Além de que, mesmo que a houvesse, dificilmente seria uma evolução notável a olho nu num ecrã de 5,7 polegadas.

 

Também do Samsung Galaxy Note 4 foi o 5 buscar a câmara digital de 16 MP. Creio que esta já é uma resolução fantástica para uso quotidiano, e mais do que isto já seria encarecer (indevidamente, acrescento) o telemóvel. E é um facto que, a par da câmara digital do iPhone, os Galaxy (S e Note) apresentam-se como algumas das melhores alternativas do mercado.

A versão do Samsung Galaxy Note 4 que encontramos à venda nas lojas portuguesas é o N910, que vem com um processador quad-core de 2,7 GHz. Se a isto acrescentarmos 3 GB de RAM, temos um telemóvel que não só vai permanecer relevante ao longo de 2016, como em 2017 ainda continuará apto para correr jogos e aplicações exigentes.

 

A este respeito, e se eu adquirisse actualmente um Samsung Galaxy Note 4, eu sentir-me-ia confiante, pois não creio que até lá o mercado seja inundado por uma vaga de aplicações assim tão exigentes (pelo menos não ao ponto de transformar estas características no 'mínimo essencial'). Se eu estiver enganado, contudo, isto vão ser boas notícias para os segmentos mais baratos, que terão que oferecer hardware compatível com as exigências das aplicações da altura.

O mesmo se pode dizer do suporte para expansão de memória no Samsung Galaxy Note 4. Não é particularmente relevante que a versão mais básica do Samsung Galaxy Note 4 só apresente 16 GB de armazenamento interno (tanto que a Samsung eliminou isto no Galaxy Note 5). Aliás, este pormenor só se torna realmente relevante por dois motivos:

 

Na ausência de expansão de memória
Na falta de vontade em investir em expansão de memória

 

Com capacidade para adicionar 128 GB ao armazenamento-base do Samsung Galaxy Note 4, só vejo uma forma de gastar rapidamente todo este armazenamento - através de vídeos 4K (que o Samsung Galaxy Note 4 consegue registar).

Facto: em 2015 o Samsung Galaxy Note 4 ainda é um telemóvel relevante em termos de hardware. E aqui eu acredito que adquirir um Samsung Galaxy Note 4 em 2015 ainda oferece umna garantia perfeitamente razoável de longevidade para as características que o telemóvel apresenta.

 

Samsung Galaxy Note 4

Imagem: Youtube/DetroirBORG

 

Samsung Galaxy Note 4. Design

 

Leve e elegante, mas não 'premium'

 

Permita-me ser franco consigo: o design nunca foi o verdadeiro forte da Samsung, tanto que muitas das vezes a empresa sul-coreana veio a público argumentar dar mais prioridade à função do que à estética. Uma combinação equilibrada entre ambos, por outro lado, ocupou bastante tempo à Samsung - pelo menos até chegar aos actuais moldes 'premium' (presentes nos novos Galaxy S ou no Galaxy Note 5).

Eu vejo o Samsung Galaxy Note 4 como o início do distanciamento da Samsung desta ideia generalizada. É possível ver neste telemóvel o 'molde' em que a empresa se baseou para o Samsung Galaxy Note 5, por exemplo, e a tentativa de se distanciar de uma fabricante com materiais plásticos, geralmente associados a componentes baratas. Exemplo disso é a moldura em metal, e as costas à base de 'falso' cabedal.

 

O design do Samsung Galaxy Note 4, contudo, está longe de ser um mau design. Pode não ser tão elegante como as propostas mais recentes da empresa, mas mostra sem dúvida que houve um esforço (e também alguma relutância por parte da empresa) em adaptar-se às novas tendências. Em contrapartida, a Samsumg sempre foi bem-sucedida (em parte precisamente graças aos 'plásticos' resistentes) em produzir alguns dos telemóveis mais leves do mercado.

 

12,808