NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Quer um bom tablet este Natal? Eis uma boa proposta

Quer um bom tablet este Natal? Eis uma boa proposta

quinta, 18 dezembro, 2014 /
Quer um bom tablet este Natal? Eis uma boa proposta

A Worten lançou ontem no mercado um tablet de marca própria. E acredite, é interessante

 

 


Se o leitor for como eu, reage sempre com uma certa desconfiança aos produtos de "marca própria", em particular aos que são lançados por cadeias de retalho ou operadoras.

Isto porque, a meu ver, raramente estas entidades conseguem oferecer uma boa proposta aos seus consumidores. E não é que tenham desculpas para isto - tanto o retalho como os operadores têm perfeita noção de quais os produtos mais desejados pelos consumidores, estando numa posição mais do que privilegiada para poder tirar partido disto mesmo.

Ontem, ao receber um comunicado de imprensa da Worten, admitidamente abri a informação com um certo desdém e desconfiança. "WORTEN LANÇA, EM EXCLUSIVO, NOVO TABLET KUBO 9.7", lia-se no assunto. Restou-me continuar a ler.


Kubo 9.7

O leitor talvez ache que o nome não é particularmente digno de nota, e talvez tenha razão, mas atente à relação qualidade preço, bem como à interessante gama de serviços disponível, que tem se optar por adquirir este tablet, que custa 199,99 euros.

O Kubo 9.7 corre Windows 8.1, e talvez esta seja uma característica que não seja particularmente apelativa para muitos utilizadores, mas recordamos que é um sistema operativo feito também a pensar em computadores pessoais - ou seja, com recurso a ferramentas de produtividade que tanto podem ser úteis para profissionais como para estudantes (um segmento que acredito não ter passado ao lado da Worten quando concebeu esta proposta).

O ecrã IPS é definitivamente o grande PLUS do Kubo - com 9.7 polegadas, apresenta uma espectacular resolução de 2048 x 1533 píxeis. E apesar de desconhecer a densidade de píxeis neste ecrã, não me recordo actualmente de nenhum tablet ou smartphone imediatamente acessível ao consumidor europeu que, por 200 euros, ofereça uma resolução semelhante.


Não me alongando mais, eis um breve apanhado das características do Kubo:

• Ecrã IPS, 9.7 polegadas (2048 x 1536)
• Windows 8.1
• 2 GB de RAM
• Processador quad-core, 1.8 GHz (Intel Atom Z3735F)
• Intel Graphics Gen 7LP
• 32 GB de armazenamento
• Expansão de memória até 64 GB
• Câmara de 5 MP + 2 MP (frontal)

O lançamento deste tablet da Worten também vem acompanhado de uma oferta de lançamento, que inclui:

• Licença Office 365 para três dispositivos (1 ano)
• 1 TB de espaço gratuito no OneDrive (1 ano)
• 60 minutos/mês de comunicações no Skype (1 ano)
• 10 e-books da Leya
• Três meses de assinatura no jornal Público

Não são características tão apelativas como, digamos, um daqueles fantásticos produtos chineses, mas é uma ferramenta que à partida parece garantir uma boa experiência de consumo de conteúdos multimédia - não é precisamente para isso que servem os tablets?


8,353