NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Portugal Regista um Aumento dos Serviços 3G

Portugal Regista um Aumento dos Serviços 3G

quarta-feira, 03 junho, 2009 /
São cerca de 34% o potencial número de utilizadores de serviços 3G, revela o estudo da Anacom. A Anacom, a entidade reguladora das comunicações avança com a seguinte conclusão: são cerca de 34% o potencial número de utilizadores de serviços terceira geração entre a totalidade dos assinantes dos serviços móveis. O estudo publicado pela Anacom revela que no primeiro trimestre de 2009, o número de utilizadores com acesso aos serviços UMTS ultrapassou 4,8 milhões. O número de utilizadores activos rondou 1,6 milhões, mais 23,3% do que no período anterior. Em termos homólogos, o número de utilizadores activos de serviços UMTS cresceu 70,5%. Os utilizadores potenciais dos serviços UMTS/HSPA representam 32,4% do total de assinantes do STM, enquanto os utilizadores activos constituem 10,6% do total de assinantes móveis. A penetração do UMTS no final de Março estava em 45,5 por 100 habitantes e, de acordo com a informação disponível referente a Dezembro de 2008, a penetração então registada em Portugal (40,7 por 100 habitantes) era superior à média da UE (21,4 por 100 habitantes), encontrando-se Portugal no terceiro lugar deste ranking. Os dados também mostram um decréscimo ligeiro no número de assinantes móveis pré-pagos, em favor do crescimento dos assinantes com contratos pré-pagos, pelo sucesso crescente da Intenet móvel e serviços com planos de débito pós-pago. De qualquer modo, o domínio pertence aos contratos pré-pagos. Regista-se que entre Janeiro e Março, os assinantes do serviço móvel realizaram mais de 1,94 mil milhões de chamadas, menos 0,5% do que no trimestre anterior - no 1º trimestre de cada ano regista-se habitualmente uma variação negativa do tráfego face ao trimestre anterior. Em termos homólogos, o número de chamadas aumentou 10,4%. No mesmo período, o número de chamadas recebidas na rede móvel rondou 1,95 mil milhões, menos 0,1% que no trimestre anterior e mais 10,1% em termos homólogos. O tráfego das chamadas fixo-móvel caiu 12,8% face ao trimestre homólogo, reforçando-se a assim a tendência que se vem registando há alguns anos. O número de minutos de conversação originados nas redes móveis totalizou, no 1º trimestre, mais de 4,1 mil milhões, mais 1,5% que no trimestre anterior e mais 18,1% que no período homólogo. O número de minutos terminados nas redes móveis atingiu mais de 4,1 mil milhões, valor que representa um aumento de 1,5% relativamente ao trimestre anterior. No 1º trimestre registou-se o envio de 6 mil milhões de mensagens escritas, cerca de 2,5% acima do verificado no trimestre anterior. O número médio mensal de mensagens enviadas por assinante foi, neste período, de 135. No mesmo período foram enviadas cerca de 20 milhões de MMS, menos 1,6% do que no período anterior, mas mais 26,8% que no período homólogo. O número de vídeo chamadas também aumentou 50 por cento, para 1,3 milhões.
3,426