NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Packard Bell Liberty Tab review

Packard Bell Liberty Tab review

terça-feira, 21 fevereiro, 2012 /
Packard Bell Liberty Tab review

Review ao Packard Bell Liberty Tab. Liberty Tab da Packard Bell é tablet Android 3.0 Honeycomb de 10.1 polegadas.

Packard Bell Liberty Tab review

O Packard Bell Liberty Tab é um tablet Android 3.0 Honeycomb de 10.1 polegadas, que poderá recordar - e muito - o Acer Iconia A500, outro tablet da mesma categoria e com Android 3.0. Na verdade estaríamos a mentir se nos ficássemos pelo recordar, já que os dois tablets são, essencialmente, o mesmo dispositivo - embora com algumas diferenças.

A Packard Bell é uma subsidiária da Acer, pelo que alguns dos produtos de ambas as companhias são bastante semelhantes - no caso do Packard Bell Liberty Tab e do Acer Iconia Tab A500, esse padrão não é uma excepção.

Acessórios do Packard Bell Liberty Tab

O Packard Bell não nos apresentou muitas novidades neste aspecto, tendo-se resumido ao absolutamente essencial: um carregador de bateria e um pano para limpar o ecrã. Estávamos à espera de mais neste aspecto, embora não avaliemos um tablet pelos acessórios que inclui - que por sinal valorizam o seu preço, e o Packard Bell Liberty Tab é um dos tablets mais acessíveis dentro do segmento das 10.1 polegadas.

Packard Bell Liberty Tab review

Design do Packard Bell Liberty Tab

Como referimos anteriormente, o Packard Bell apresenta fortes semelhanças com o Acer Iconia Tab A500, outro tablet Android 3.0 de 10.1 polegadas. No entanto as semelhanças não se resumem ao aspecto exterior, e ambos partilham especificações técnicas bastante parecidas.

O Packard Bell Liberty Tab vem equipado com um processador dual core de 1 GHz, além de apresentar uma interessante resolução de 1280x800 MP. Os olhares mais atentos poderão notar, igualmente, que os ângulos do Packard Bell são mais arredondados e polidos comparativamente ao Acer Iconia Tab A500.

A maior diferença, ou pelo menos a que mais facilmente salta à vista, será sem dúvida a parte de trás de ambos os tablets O Packard Bell apresenta uma parte traseira com acabamentos mais "luxuoos", por assim dizer, com tons vermelho tinto que lhe conferem um aspecto bastante premium e elegante.

Interface e Funcionalidades do Packard Bell Liberty Tab

Packard Bell Liberty Tab review

A Interface do Packard Bell Liberty Tab é tipicamente Android 3.0 Honeycomb, e isso significa que, logo à entrada, temos disponível o menú principal com as suas respectivas secções: na parte de baixo encontra-se a barra fixa que nos acompanha ao longo de toda a interface do tablet, permitindo que voltemos atrás, passemos directamente para o ecrã inicial ou tenhamos acesso à lista de aplicações abertas.

Do lado esquerdo temos o relógio, com o indicador de autonomia de bateria e o estado da rede que estivermos a utilizar. As aplicações mais utilizadas também marcam presença no ecrã principal, logo por cima da barra fixa do Android 3.0 Honeycomb, e incluem um enorme widget do Android Market para que possamos aceder a novas aplicações.

O menú de aplicações está localizado no canto superior direito do ecrã principal. Quanto aos menús de aplicações, esses estão divididos em duas principais secções: todas as aplicações, ou todas as aplicações que o utilizador descarregou do Android Marketplace. O ícone do Android Market encontra-se permanentemente localizado na parte superior do ecrã.

Fazendo uso do ecrã de 10.1 polegadas, a interface do Android 3.0 Honeycomb permite aceder às definições numa experiência totalmente diferente da que temos em smartphones. O ecrã divide-se em duas faixas, sendo do lado direito que estão localizadas as diversas opções para categoria das definições.

Câmara e Multimédia do Packard Bell Liberty Tab

Packard Bell Liberty Tab review

Não somos apologistas dos tablets de 10.1 polegadas enquanto dispositivos para tirar fotografias, pois o seu tamanho dificulta bastante o processo. Isto não significa, contudo, que o Packard Bell Liberty Tab não venha preparado para as ocasiões em que não temos alternativas para tirar fotografias. A câmara de 5 MP's do Packard Bell Liberty Pad impressionou-nos pela qualidade das suas fotos, que revelam o seu bom aspecto no ecrã de um computador - embora, sejamos honestos, enganem bastante no ecrã do próprio tablet.

Também o software do Packard Bell para gerir as funcionalidades da câmara digital estão bastante simplificados, mas fazem-nos crer que é preferível ter um smartphone à mão para todos os efeitos. E se as fotografias não são más, também não podemos afirmar que são de grande qualidade. São bastante medianas e faltam-lhes contrastes mais fortes e nítidos para que se tornem mais interessantes ao olhar. Este aspecto sublinha-se sobretudo em locais com muita iluminação, como seria de esperar.

Já a respeito de Multimédia, este será um dos pontos fortes do Packard Bell Liberty Tab. O ecrã de 10.1 polegadas revela-se um factor bastante atraente para ver filmes e navegar na Web, e não ficámos desapontados com as potencialidades que o Packard Liberty Bell nos ofereceu. Navegar na Web é um prazer, e as 10.1 polegadas são o tamanho ideal para usufruir de uma experiência Web que não seja em Desktop. A resolução de 1280x800 também promete manter os utilizadores entretidos durante as longas viagens que tiverem pela frente.

Packard Bell Liberty Tab review

Uma das características que mais nos agradou, contudo, foi a qualidade de som do Packard Bell Liberty Tab. Mesmo não sendo fenomenal, oferece uma qualidade acima da média e que proporciona uma boa experiência multimédia. Mas utilizar um tablet de 10.1 polegadas maioritariamente para ouvir música, embora não seja totalmente descabido, não seria a nossa primeira opção. A experiência é optimizada quando acedemos a aplicações como o Youtube, que só por si disponibiliza milhões de conteúdos. E por falar em conteúdos..

Internet e Conectividade no Packard Bell Liberty Tab

Como já referimos, os tablets de 10.1 polegadas são ideais para navegar na Web e usufruir de uma experiência comparável à de um desktop. E se por vezes detectámos algum arrastamento no Packard Bell Liberty Tab, sobretudo em websites com fortes componentes Flash, no geral a experiência revelou-se interessante e agradável.

No entanto, e a respeito da experiência multimédia, temos que salientar as opções de conectividade que o Packard Liberty Bell disponibiliza. Podemos ligar uma pen directamente no tablet e usufruir, on-the-go, de conteúdos. Por outro lado também não temos que ficar limitados ao ecrã do Packard Liberty Bell: se a oportunidade surgir, o tablet disponibiliza uma entrada mini-HDMI que permite ver filmes em ecrãs maiores, de alta definição.

Packard Bell Liberty Tab review

A lock-switch, um botão localizado na parte de cima do tablet, permite trancar o ecrã e mantê-lo estático na mesma posição independentemente de como estivermos a utilizar o tablet. Já a respeito do espaço de armazenamento do Packard Bell Liberty Tab, este tablet está disponível em duas versões: 16 GB e 32 GB, exclusivamente com Wi-Fi (o Acer Iconia Tab A500 também está disponível com o mesmo volume de armazenamento, mas em versões com 3G).

Performance do Packard Bell Liberty Tab

O Packard Bell Liberty Tab vem equipado com um processador NVidia Tegra 2 de 1 GHz, pelo que será de esperar uma performance, no mínimo, eficiente. Por cá utilizámos este tablet, sobretudo, para conteúdos multimédia e navegação na Web, e a sua performance manteve quase sempre, em média, valores bastante positivos: independentemente do número de aplicações abertas, ou dos websites com fortes conteúdos flash integrados, raramente dectectámos o Packard Bell Libertty Bell a fraquejar.

Alguns problemas que detectámos, contudo, tornaram-se bastante frustrantes. Enquanto os vídeos no Youtube carregavam, por exemplo, por vezes ocorreu que o ecrã do Packard Bell Liberty Tab tenha ficado em branco, obrigando a bloquear e desbloquear o ecrã. 

Packard Bell Liberty Tab review

Conclusões sobre o Packard Bell Liberty Tab

Tal como o seu parente mais próximo, o Packard Bell Liberty Tab consegue proporcionar horas de entretenimento. É, na verdade, um bom companheiro para viagens mais longas, sobretudo se estivermos acompanhados por um bom par de headphones e filmes em formato digital. Embora demasiado grande para que seja uma experiência de portabilidade perfeita, também temos que admitir que dificilmente conseguiríamos obter maior prazer num dispositivo mais pequeno.

Como tal, o Packard Bell apresenta contrapartidas positivas e negativas, e cabe aos próprios utilizadores adaptarem aquilo que procuram num dispositivo às características do tablet. Equipado com Android, disponibiliza um vasto leque de aplicações e jogos. As diversas opções de conectividade também fazem do Packard Liberty Tab um dispositivo mais atraente, especialmente por oferecer várias alternativas para quem gosta de usufruir de conteúdos.

Uma contrapartida igualmente negativa, especialmente para a Packard Bell, parece ser a dificuldade em encontrar este tablet disponível fisicamente nas grandes superfícies comerciais. 

Classificação do Packard Bell Liberty Tab

Acessórios: 7,95

Design: 8,47

Interface e Funcionalidades: 7,70

Câmara e Multimédia: 7,70

Internet e Conectividade: 8,15

Performance: 7,85

Extras: 7,90

__________________________________________

CLASSIFICAÇÃO FINAL: 7,96

 

2,763