NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
O senhor Benefon e os seus pupilos

O senhor Benefon e os seus pupilos

sexta-feira, 12 janeiro, 2001 /
O senhor Benefon e os seus pupilos O Telemoveis.com foi falar com António Lisboa, o grande responsável pela chegada da Benefon a Portugal e conta-lhe o que descobriu. Se tivessemos de achar dois substantivos para caracterizar António Lisboa, director comercial da Lesta, pragmatismo e energia seriam, provavelmente, os mais bem escolhidos. Afinal, trata-se, nada menos do que o "Senhor Benefon": o grande responsável pela introdução, em Portugal, dos telemóveis da marca finlandesa.

Ao grande público, ignaro, o nome Benefon não diz muito, mas os mais esclarecidos, ou viajados, sabem que se trata, nas palavras lapidares de alguém, da "Rolls Royce dos telemóveis" - com a vantagem adicional de o preço de custo ser altamente concorrencial face às marcas mais massificadas.

Baseada na Finlândia e a operar desde 1987, a empresa rapidamente soube gerar em torno de si a mística que todas as coisas boas, bonitas e eclécticas merecem. Se os charutos têm os seus Monte Cristo; se o champanhe conhece um Don Perignon; a indústria dos telefones móveis também tinha de ter os seus Benefon.

António Lisboa - O Senhor Benefon Portugal O design é sóbrio e, no entanto, compacto; a tecnologia de ponta e a produção restrita. Os Benefon têm tudo para ser telefones de culto, e os utilizadores não lhe poupam elogios, veja-se o exemplo da Gsmarena.com.

O que nos leva a perguntar: afinal, porque é que demoraram tanto a chegar a Portugal? E porquê, finalmente, agora? Posta essa mesma questão a António Lisboa, a resposta foi clara. Um misto de falta de visão e de pequenez de mercado contribuíram em grande medida. A Lesta, empresa na área da engenharia que é, em Portugal, a filial da multinacional SIT-Systéme Ingénerie Télecom & Reseaux, sediada em França, teve o grande mérito de conquistar a confiança da Benefon. Telemóveis assim não se confiam a grossistas; nem a vendedores por atacado.

Director de uma empresa onde a tecnologia tem uma importância primordial, António Lisboa não é, ele mesmo, um técnico. Economista de formação, apresenta-se, antes do mais, como homem de negócios e um utilizador de telemóveis que gosta do que é bom.

Com grande sentido prático, ao obter a exclusividade da representação Benefon para o nosso país, no fundo, na melhor lógica do "faça você mesmo", foi buscar o telemóvel de que de sentia falta. Trata-se do homem que, do seu escritório na rua Alexandre Herculano, em Lisboa, se orgulha de gerir, com pleno domínio de uma panóplia de meios de comunicação, um empresa repartida em Portugal por várias instalações; e com múltiplos contactos pelo Mundo.

 

Quero um para mim!

A comercialização dos Benefon no nosso país vai avançar gradualmente, a partir do corrente mês de Janeiro. A Lesta já estabeleceu contactos com a TMN e a Optimus para a possibilidade da inclusão dos aparelhos, nomeadamente do modelo Twin nos seus pacotes e está a providenciar, igualmente, o contrato com uma rede de distribuidores para oferecer os móveis fora do esquema dos pacotes promocionais.

O primeiro modelo a ser lançado, o "Q", super-compacto, com apenas 89 gramas consegue o prodígio de conjugar as funcionalidades do WAP com uma agenda e a possibilidade de navegação na internet (http) através do Internet Mobile Explorer. O "Q" não tem concorrência directa e o mercado mostra-se-lhe altamente receptivo. Desde que corre o rumor da sua disponibilização que as chamadas de utilizadores interessados não param de chegar à Lesta - foi-nos assegurado. Efectivamente, na conversa que manteve com António Lisboa, o Telemoveis.com pode constatar, num final da tarde, com a secretária ausente, duas interrupções, ao telefone, por pessoas que queriam saber o preço. "Já tive que indivíduo que veio aqui e queria comprar seis, para toda a família", vangloria-se, mais maçado do que orgulhoso, o director da Lesta.

Os modelos Track e Esc, por seu lado, chegam em Fevereiro. Vão ser os primeiros telemóveis disponíveis em Portugal a incorporar um sistema de GPS. O Esc, em particular, para além das funções de telefonia em dual band, dispõe de um visor alargado onde é, inclusive, integrado com os sistema de georeferência, possível visualizar um mapa com a localização do utilizador e, ou, dos seus interlocutores.

O Telemoveis.com tem um "Q" para lhe oferecer

Na sucessão do lançamento em Portugal, o Telemoveis.com tem a satisfação de poder, com o patrocínio da Lesta, oferecer aos seus leitores um Benefon "Q". Veja na página do concurso como se pode habilitar.

19,469