NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Motorola. A aposta nos telemóveis baratos está a compensar

Motorola. A aposta nos telemóveis baratos está a compensar

segunda-feira, 02 fevereiro, 2015 /
Motorola. A aposta nos telemóveis baratos está a compensar

A Motorola vendeu 3 milhões de telemóveis na Índia. Mais de metade foram telemóveis acessíveis como o Moto G ou o Moto E


Se o leitor pensar que a Motorola foi uma empresa que beneficiou imenso do tempo que esteve com a Google, então temos uma coisa em comum. Um desses benefícios foi sem dúvida a mudança de percepção que a empresa conseguiu impor ao mercado - a Motorola de 2015 é vista como uma marca "fixe", o que há apenas quatro anos atrás era impensável.

A estratégia é simultaneamente surpreendente e não-surpreendente. É surpreendente porque aposta naquilo todos nós (eu incluído, admito) procuramos para nós próprios - bons negócios. E isto consegue-se ao apresentar o melhor produto possível pelo preço mais justo possível.

Propostas como o Moto G e o Moto E enquadram-se neste cenário. Ao mesmo tempo acaba por ser não tão surpreendente assim porque era algo que já todos sabíamos desde o início.

Foi necessário que a nova vaga de fabricantes chinesas - lideradas pela Xiaomi - validasse esta estratégia para que as fabricantes ocidentais começassem a considerar oferecer propostas igualmente competitivas.


Só que, ao contrário da maioria das fabricantes chinesas, o leitor já conhece a Motorola de há muito tempo atrás. Ou seja - é uma marca reconhecida, com histórico e com a confiança dos consumidores. Isto beneficia imenso a sua actual estratégia.

As boas notícias, contudo, são mesmo para a Motorola - a empresa conseguiu vender 3 milhões de telemóveis no mercado Indiano desde Fevereiro de 2014, mais de metade dos quais telemóveis acessíveis como o Moto G ou o Moto E (infelizmente não foi possível especificar as unidades exactas para cada modelo).


3,483