NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Microsoft quer aplicações do PC a correr no telemóvel

Microsoft quer aplicações do PC a correr no telemóvel

quarta-feira, 21 janeiro, 2015 /
Microsoft quer aplicações do PC a correr no telemóvel

A empresa está a levar a sério o conceito de uniformização do seu software


Hoje é dia de Windows 10. A Microsoft vai introduzir a nova versão do seu sistema operativo ao público, mas também são esperadas novidades em relação às outras plataformas, incluindo o Windows Phone.

Uma das expectativas que mais parece estar a chamar a atenção é a da unificação da oferta de software da empresa. De facto, ainda recentemente foi referido que o próximo Windows Phone poderia ter um outro nome, mais em concordância com o Windows 10.

Não pondo para já as mãos no fogo sobre essa possibilidade, a verdade é que este é um dos objectivos máximos que a empresa norte-americana se tem esforçado em alcançar nos últimos anos. O que significa que faria sentido que, em último caso, ambos os sistemas operativos partilhassem características além do seu aspecto estético - e isto quer dizer 'correr as mesmas aplicações'.


Esta parece ser a ideia da Microsoft. Não sendo propriamente famosa no mundo dos telemóveis, a história muda de figura quando se tratam de computadores pessoais - onde a Microsoft tem uma grande comunidade de programadores satisfeitos com o ecossistema que criou.

Faria sentido tentar canalizar esta mesma comunidade - ou melhor: as aplicações desenvolvidas por esta comunidade - para os seus telemóveis.

A pergunta que está a passar na cabeça de toda a gente, neste momento, é: como? A The Information sugere, com base numa fonte próxima da Microsoft e que alega conhecer os planos da empresa nesta questão, que a solução está num código-base comum nos sistemas operativos da empresa (o mobile e o do PC).


Isto iria permitir correr as mesmas aplicações em PCs, tablets e telemóveis, já que os critérios para tornar isto possível não se baseariam apenas na optimização das apps para um tamanho de ecrã.

Parte dessa unificação também se deverá reflectir na loja de aplicações da empresa, que passará a disponibilizar apps para o PC, tablet e telemóvel.

A confirmarem-se estas informações, isto seriam boas notícias para o Windows Phone, já que permitiria à Microsoft alavancar o seu próprio ecossistema de aplicações e torná-lo mais apelativo para consumidores e programadores.


Também a possibilidade de ter uma plataforma 'única', ainda que a correr em diferentes dispositivos, me parece ser particularmente interessante. A confirmar-se, seria de facto inovador (e capaz de fazer alguma inveja à Canonical).

Tenho, contudo, algumas dúvidas sobre como a empresa poderia fazer isto - a explicação do código-base não me parece ser suficiente para garantir que a experiência de utilização será consistente em todas as plataformas da empresa. Isto parece apenas garantir consistência à experiência de utilização das aplicações, e não à experiência do software em si.

Também não vejo como é que a Microsoft será capaz de adaptar ao telemóvel uma experiência desenvolvida a pensar no ambiente PC. Se bem que, com esta possibilidade em vista, os programadores passariam agora a ter mais oportunidades à sua disposição.

Talvez ainda seja cedo para tirar conclusões, uma vez que, no máximo, essa possibilidade só estará disponível a partir de hoje. Mas a confirmar-se durante a apresentação da Microsoft, os programadores passarão a ter à sua disposição uma plataforma capaz de proporcionar uma experiência verdadeiramente integrada, e radicalmente diferente das propostas concorrência.

Microsoft quer aplicações do PC a correr no telemóvel


2,964