NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Jovens já preferem chamadas telefónicas ao envio de sms

Jovens já preferem chamadas telefónicas ao envio de sms

quarta-feira, 07 outubro, 2009 /
Jovens já preferem chamadas telefónicas ao envio de sms 60,12% dos jovens preferem efectuar chamadas telefónicas a enviar SMS's. 68,68% dos inquiridos preferem música a qualidade de imagem. 57,29% dos jovens destacam a Sony Ericsson pela qualidade ao nível de som e imagem, revela inquérito online Sony Ericsson/Habbo. A Sony Ericsson, que recentemente anunciou o reajustamento da sua imagem, aproximando-a ainda mais do conceito de entretenimento, lança agora os resultados de um inquérito online realizado em parceria com o Habbo. A plataforma, que em Portugal conta com mais de 3 milhões de utilizadores inscritos em habbo.pt, disponibilizou o inquérito Sony Ericsson durante cinco dias, alcançando cerca de 24.508 participações de jovens entre os 13 e os 18 anos, maioritariamente. As respostas ao inquérito revelam que os adolescentes preferem as chamadas telefónicas ao envio de mensagens de texto, havendo 60,12% dos inquiridos a optarem pelas primeiras. Os participantes alegam que os factores que mais pesam nesta decisão são o dinheiro e o tempo[1], o que poderá ser explicado pela disponibilização de tarifários cada vez mais acessíveis que fazem com que as mensagens escritas comecem a ser menos práticas e até mesmo desnecessárias na hora de comunicar. Quando questionados acerca do número de mensagens enviadas, 62,19% dos participantes afirmam enviar apenas entre uma a cinco mensagens diariamente. Sendo que 77,69% dos participantes não vão além das 10 mensagens diárias. A Sony Ericsson concluiu ainda que as MMS's não têm tido grande impacto na vida dos adolescentes, havendo cerca de 50,09% dos inquiridos a responderem que não têm por hábito recorrer ao envio de imagens. Afirmação que acaba por ser reforçada com os 25,73%, que apesar de enviarem MMS's, não o fazem mais do que três vezes por semana. Quando confrontados com a compra de um novo telemóvel os jovens parecem dar bastante importância às aplicações tecnológicas disponíveis no equipamento, enquanto a marca é por sua vez bastante menos relevante[2]. A música, área na qual a Sony Ericsson tem sido grande pioneira, parece vencer na batalha contra a imagem, com 68,68% dos participantes a preferirem um telemóvel especialmente dedicado à música. A maioria dos inquiridos vai ainda mais longe, demonstrando que os telemóveis são, cada vez menos, um mero equipamento de comunicação, afirmando mesmo que substituiriam o seu MP3 ou máquina fotográfica por um telemóvel com boa qualidade de som/imagem. Tal como acontece no universo dos adultos e no mundo profissional, também os mais novos parecem já não abdicar do seu telemóvel, considerando que 69,46% dos inquiridos admitiram que este se tornou um equipamento indispensável, pelo que dificilmente passariam um dia sem ele. Já a Internet parece, ao contrário do que acontece hoje em dia na vida profissional de muitos, ter pouca relevância para os adolescentes[3]. Os factores que mais influenciam esta tendência são os custos associados a esta prática, confirmando-se, mais uma vez, que este é um ponto importante para o target em questão. Há ainda alguns jovens que afirmam não sentir qualquer necessidade de aceder à Internet a partir deste dispositivo ou ter qualquer curiosidade de experimentar[4]. Também a Sony Ericsson foi alvo das opiniões dos participantes. Estes, quando questionados acerca dos principais conceitos que associam à marca, preferiram dar destaque à inovação ao nível da imagem, música e respectivos acessórios[5]. Na sua lista de preferências em relação às marcas de telemóveis, 47,39% dos jovens deu a medalha de ouro à Sony Ericsson, havendo 88,37% a considerarem que a marca mereceria um lugar no pódio. 1 Factores que pesam na escolha das chamadas telefónicas: Dinheiro (58,63%); Tempo (16,24%); Preferência (13,4%); Hábito (11,73%) 2 Factores mais importantes na compra de um telemóvel: Aplicações tecnológicas (41,19%); Design (22,81%); Preço (19,76%); Marca (7,64%); Simplicidade/Fácil acesso ao menu (6,54%); Tamanho/ Peso (2,06%) 3 Quando inquiridos acerca do hábito de aceder à Internet a partir do telemóvel, 68,31% responderam não ter por hábito aceder enquanto 31,69% afirmaram o contrário. 4 34,78% não acede à Internet por questões financeiras; 20,28% não sente necessidade de aceder; 19,39% considera que demora muito para aceder a uma página; 12,17% não tem acesso a partir do seu telemóvel; 10,05% não tem curiosidade de experimentar; 3,33% não sabe como aceder. 5 Conceitos que associam à Sony Ericsson: 29,62% Grande qualidade de imagem; 27,67% Grande qualidade de som e respectivos acessórios; 13,25% Inovação ao nível de design; 8,23% telemóveis especialmente dedicados aos jovens; 5,67% Bateria de longa duração; 5,19% Fácil acesso; 3,77% Telemóveis dedicados ao âmbito profissional
3,410