NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
‘iPhone da Estremadura' era afinal smartphone da Xiaomi. Esta é a história de uma fraude

‘iPhone da Estremadura' era afinal smartphone da Xiaomi. Esta é a história de uma fraude

segunda, 17 outubro, 2016 /
‘iPhone da Estremadura' era afinal smartphone da Xiaomi. Esta é a história de uma fraude

A Zetta, uma 'fabricante' espanhola, é acusada de vender telemóveis da Xiaomi como se fossem de fabrico próprio. Ficaram conhecidos por 'iPhones da Estremadura'.

 

A Zetta é uma marca de telecomunicações espanhola. A empresa, liderada por Unai Nieto, está actualmente envolvida numa polémica considerável, onde é acusada de fraude por vários blogs de tecnologia, depois de ter sido descoberto que revendia telemóveis da Xiaomi como se fossem equipamentos de marca própria.

O esquema não é tão sofisticado quanto se poderia imaginar, e na verdade o seu nível de rudimentaridade é que acaba por impressionar - a marca, literalmente, limitava-se a sobrepor autocolantes com o seu branding sobre o logotipo da Xiaomi. Depois comercializava os smartphones como se fossem produtos da sua criação.

 

Imagem: Movilzona.es

 

Os telemóveis da Zetta são, pura e simplesmente, smartphones Xiaomi.

A única diferença está no branding, que a marca espanhola se limitou a esconder com autocolantes por cima do logo da empresa chinesa, e no facto de correrem Cyanogen Mod, uma variante do Android. Só que enquanto o Xiaomi Redmi 2 pode ser adquirido em Espanha por valores que variam entre os 90 e os 150 euros, os telemóveis da Zetta apresentavam preços bem menos humildes - custavam entre 185 e 275 euros.

 

Zetta - Unai Nieto

Unai Nieto, CEO da Zetta (Fotografia: Rafa Gassó/El Espanol.com)

 

 

O CEO da Zetta, Unai Nieto, de 31 anos, afirmava que os telemóveis da marca eram montados na região da Estremadura e chegou a ser apresentado em Espanha como uma espécie de Steve Jobs ibérico. Este protagonismo, contudo, saiu-lhe caro à reputação. Eduardo Arcos, autor na Hipertextual, descreve Nieto da seguinte forma: "Unai Nieto parece ter a mesma facilidade de Jenaro García para criar realidades paralelas onde é um empresário de sucesso absoluto".

Dificilmente voltará a ser levado a sério.

 

O Hipertextual dá conta de um episódio onde foi divulgada uma alegada fotografia da linha de produção da Zetta, que mais tarde se comprovou ter sido uma imagem roubada numa notícia sobre a Garmin.

A farsa foi descoberta por um grupo de indivíduos do fórum Forocoches, bem como por autores dos blogs The Geek Hammer e El Chapuzas Informático, que comprovaram que os telemóveis pertenciam à Xiaomi. A marca espanhola também ficou manchada pelo anúncio de "características inexistentes" e pelo "uso de logotipos sem direitos de utilização".

Como consequência, toda a presença online da marca foi eliminada e, até à hora da publicação deste texto, ainda não era conhecida a posição oficial da empresa em relação a estas acusações. A última comunicação oficial da empresa, no Facebook, indicava que o seu site se encontrava offline devido a um ataque informático.

 

3,038

Autores

Telemoveis.com

Como recuperar um telemóvel que caiu na água?

Por Telemoveis.com | 13 setembro 2018

Colaborações

MindShaker

O que deve saber sobre desbloquear telemóveis?

Por MindShaker | 17 julho 2018

THERENT.ZONE

HTC Vive vs Oculus Rift: qual o melhor equipamento de realidade virtual?

Por THERENT.ZONE | 21 março 2018

eMenuk

Sistema de Menu Digital Para Restaurantes

Por eMenuk | 15 março 2017

Surf Map Portugal

Tecnologia no Surf

Por Surf Map Portugal | 07 março 2017

Colunistas

Lauro Lopes

Como fazer captura de ecrã no Android?

Por Lauro Lopes | 08 agosto 2018

close