NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
iPhone +10 explodem em França

iPhone +10 explodem em França

segunda-feira, 31 agosto, 2009 /
iPhone +10 explodem em França + 10 iPhones explodiram esta semana em França e a Apple não se cansa de explicar que todas as explosões se devem a má utilização dos equipamentos. Num comunicado ao governo francês na passada sexta feira, a Apple afirma que o estilhaçar e rebentar dos equipamentos não se devem a qualquer defeitos nestes mas sim ao mau manuseamento por parte dos seus utilizadores. Herve Novelli, Secretario de Estado para o Comércio e Consumo em França, reuniu com Michel Coulomb, Director Financeiros da Apple em França, para debater o assunto e decidir a tomada de medidas. O porta voz da Apple na Europa, Alan Hely, afirmou que não foram detectados sobreaquecimento de baterias e que os ecrãs dos iPhone partiram devido a pressão excessiva, afirmação com a qual Herve Novelli concordou. A France Telecom, que já vende 1.2 milhões de equipamentos em França diz que está atenta a estes acontecimentos mas ainda não tomou quaisquer medidas. O primeiro caso divulgado que uma avaria num destes equipamentos foi em meados de Julho e relatava uma explosão no ecrã cujos estilhaços atingiram o seu proprietário, um rapaz de 18 anos de Aix-en-Provence. Um outro caso foi relatado por Frank Benoiton, da localidade de Acheres-la-Foret a sul de Paris, disse que o ecrã do equipamento da sua esposa rebentou sem qualquer aviso na semana passada. "O telefone não caiu ao chão nem sofreu qualquer outro tipo de choque" disse ele quando foi reclamar junto da Orange Telecom, na loja onde tinha adquirido o equipamento, numa tentativa de o ver arranjado. Ele afirma que a resposta da Orange foi que não poderia resolver o problema, uma vez que os danos tinham sido causados pelo utilizador e que deviam contactar a Apple. Depois, no inicio, a Apple France também afirmou que o dano teria sido causado por um erro de manuseamento e que nada poderia fazer, no entanto, passados uns dias, Benoiton recebeu um email da Apple dizendo que iriam substituir o equipamento gratuitamente. "Estou muito satisfeito por isso, eu não estava a tentar ter um novo telefone, mas sim um novo ecrã, mas claro que aceitei a troca, porque não?" afirmou num entrevista telefónica dada na passada sexta, dia 28 a uma jornalista da Associated Press. A Comissão Europeia afirma estar em contacto com a Apple de forma a acompanhar as investigações das diversas ocorrências em alguns países europeus com iPhones e iPods.
4,105