NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Huawei Ascend Mate 2 desafia fronteira entre smartphone e tablet

Huawei Ascend Mate 2 desafia fronteira entre smartphone e tablet

terça-feira, 07 janeiro, 2014 /
Huawei Ascend Mate 2 desafia fronteira entre smartphone e tablet

Se acha o Samsung Galaxy Note 3 grande, é porque ainda não teve oportunidade de usar um Huawei Ascend Mate - em semana de CES 2014, a Huawei introduziu o sucessor do seu "gigante" Android

Veja também: Huawei Ascend P6S será "um verdadeiro octa core", diz presidente da empresa

A tendência para os ecrãs gigantes está mais popular do que nunca, mas existem dispositivos que admitidamente são um exagero. O novo Huawei Ascend Mate 2, introduzido esta semana em Las Vegas, durante uma sessão da Consumers Electronics Show 2014, é um exemplo disso.

Com um ecrã com 6,1 polegadas, a fronteira entre tablet e smartphone torna-se quase impossível de definir - tendo inclusive, ainda que em tom humorístico, dado origem ao termo 'phablet - e de carregar dentro de um bolso convencional. Um pormenor curioso em relação a este dispositivo é o facto de vir equipado com uma porta USB convencional e de permitir conectá-lo a outros smartphones como um carregador auxiliar de bateria, avançou a Techland.

Com uma bateria significativamente maior que a de um smartphone convencional - a do Huawei Ascend Mate 2 tem 4050 mAh, segundo o GSMArena -, a longevidade deste gigante poderá constituir um dos seus pontos altos, especialmente tendo em conta o tamanho do seu ecrã e o hardware que corre. Segundo a Huawei, com uma utilização regular é possível utilizar o Ascend Mate 2 entre 3 a 5 dias antes de voltar a recarregá-lo. Se a utilização for intensiva, contudo, esse período deverá cortar-se para metade.

Um olhar breve para as especificações técnicas do Ascend Mate 2 revelam um aparelho de gama elevada, ainda que não necessariamente um topo-de-gama, o que em contrapartida se deverá traduzir num aparelho relativamente acessível dentro da gama em que concorre: suporte 4G, ecrã de alta definição (720p, 241 ppi) e 2 GB de RAM aliados a 16 GB de espaço de armazenamento (suporte para expansão de memória) e a um processador quad-core de 1,6 GHz. A câmara digital é de 13 MP.

Veja também: Huawei Ascend Mate: análise a um gigante Android (vídeo)

Huawei Ascend Mate 2 desafia fronteira entre smartphone e tablet

Fonte: Techland

Imagem: Gadgets.ndtv

3,693