NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
TMN: confusão "que nunca mais acaba"

TMN: confusão "que nunca mais acaba"

terça, 08 fevereiro, 2011 /
TMN: confusão "que nunca mais acaba"

 

Deco PROTESTE publicou artigo com tarifário "e" em análise. Conheça os limites reais do tarifário: 2000 minutos de chamadas, 1500 SMS e 500 MB nos pacotes de Internet.


De acordo com um artigo publicado na Deco ProTeste, os novos tarifários "e" da TMN afinal têm limites: 2000 minutos de chamadas, 1500 sms e 500 MB nos pacotes com internet.

Os novos tarifários "e" da TMN prometem pacotes sem limites e comunicações gratuitas a partir de 10€ mensais, ou 15€ no caso de optar por Internet. No entanto, os tarifários mais baratos apenas incluem chamadas para a TMN e rede fixa à noite, entre as 21 e as 9 horas, e ao fim de semana, além das sms para TMN todo o dia. Quem quiser obter chamadas gratuitas para rede TMN todo o dia tem que optar antes pelos pacotes "e" 24 horas, com carregamentos mensais de 20€ para voz e sms, ou 25€ com Internet.

De acordo com o artigo, estes tarifários só interessam a utilizadores intensivos e bastante disciplinados, ao ponto de aproveitarem os períodos gratuitos de comunicações. Nas versões noite e fim de semana, as comunicações só são gratuitas à noite (entre as 21 e as 9 horas), e ao fim de semana, para TMN e rede fixa. Já nos dias úteis (entre as 9 e as 21 horas), as chamadas são pagas: 15 cêntimos no primeiro minuto, 5 cêntimos nos minutos seguintes para números TMN. Para rede fixa o cliente já paga 20 cêntimos por minuto.

Só nos pacotes 24 horas é que as comunicações são gratuitas todo o dia, ainda assim sob limites impostos por uma política de utilização responsável, comum nos 4 tarifários: 2000 minutos e 1500 sms por mês. Se incluirmos a modalidade com Internet sem limites, os limites de tráfego não ultrapassam os 500 MB. Chamadas para outras redes custam 20 cêntimos p/minuto e sms 15 cêntimos.

O artigo refere o slogan - "e nunca mais acaba" - que induz os clientes em erro, pensando tratar-se realmente de tarifários "sem limites" e com condições válidas para sempre, colocando em causa uma particularidade do tarifário: a possibilidade de continuar a realizar chamadas e enviar mensagens mesmo com o saldo esgotado. Apesar do cliente não ter saldo, está na verdade a pagar 30 cêntimos por minuto em chamadas e 15 cêntimos por SMS, valores que são descontados no saldo seguinte.

O mesmo artigo traça comparações relativamente aos limites impostos em tarifários de outras redes: desde 4000, 5000 ou mesmo 8000 minutos de chamadas gratuitas. O limite para as mensagens escritas é difícil de ultrapassar. Mas o mesmo não se pode dizer dos 2000 minutos de chamadas por mês. Basta falar pouco mais de 60 minutos por dia, refere.

Confusão "que nunca mais acaba"

O mais recente tarifário TMN tem gerado confusão e críticas. No Youtube já podemos ver vídeos que criticam a publicidade da operadora, em contraste com a prática real dos tarifários. Em baixo fica um exemplo de um utilizador insatisfeito com a publicidade da operadora.

Podem conferir o artigo aqui.

7,141