NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Como não viciar a bateria do telemóvel

Como não viciar a bateria do telemóvel

terça-feira, 28 maio, 2019 /
Como não viciar a bateria do telemóvel

The Rent Zone - Aluguer de Dispositivos Tecnológicos

Como carregar o telemóvel sem viciar a bateria? Continue a ler.

 

Talvez já tenha notado que as baterias dos telemóveis têm tendência para piorar ao longo do tempo. Se inicialmente têm energia de sobra para durar dois dias, à medida que o tempo passa começam a perder autonomia.

Parte da culpa deve-se ao número de aplicações que instala no telemóvel. Cada personalização que faz, ou notificação extra que recebe, sobrecarrega a bateria.

E depois há a degradação da própria bateria. À medida que se aproxima do fim da vida, o seu desempenho tende a decrescer.

Uma bateria convencional tem um tempo útil de vida entre três e cinco anos, o suficiente para durar entre 500-1000 ciclos de carregamentos.

Para garantir que a bateria do seu telemóvel permanece tão saudável quanto possível, aplique os conselhos abaixo.

 

Quando é que devo carregar o meu telemóvel?

 

A regra de ouro é esta: preferencialmente, deve manter a bateria entre 50% e 90% na maioria do tempo.

Quando estiver abaixo dos 50%, reforce a carga - desde que desligue antes de chegar aos 100%.

Com isto em mente, pense duas vezes antes de deixar o smartphone toda a noite a carregar. Não é uma boa ideia se quiser preservar a autonomia do seu telemóvel.

Tenha em atenção que recarregar completamente o telemóvel não é fatal para a bateria, mas cada vez que o fizer vai contribuir para encurtar o seu tempo de vida útil.

Da mesma forma, evite que a bateria do seu telefone fique abaixo de 20%.

 

Devo carregar o meu telemóvel durante a noite?

O ideal é que não faça disso uma regra. A chave está em evitar carregar a bateria até 100% com muita frequência.

No entanto, a maioria dos smartphones modernos reconhecem quando a bateria está cheia e param de carregar.

Caso tenha mesmo de deixar o telemóvel a carregar durante a noite, é aconselhável remover a capa de protecção para evitar o sobreaquecimento do aparelho.

 

Devo carregar a bateria do meu telefone a 100%? 

Não, ou pelo menos não em todos os carregamentos que efectuar.

Os especialistas recomendam que uma vez por mês faça uma recarga total de zero a 100% da bateria (um "ciclo de carga"). Isto ajuda a recalibrar a bateria, um pouco como reiniciar o computador.

 

O carregamento rápido danifica o telemóvel?

Os telemóveis mais recentes suportam carregamentos rápidos, mas muitas vezes vêm com um carregador de baixa voltagem.

O padrão mais comum para carregamentos rápidos é o Quick Charge da Qualcomm, mas as fabricantes de telemóveis geralmente têm a sua própria alternativa (que pode inclusive ser mais rápida).

Embora o carregamento rápido em si não seja prejudicial para a bateria do telemóvel, o calor gerado durante o processo provavelmente vai afectar o seu tempo de vida útil.

Ou seja: é pouco provável que um carregamento rápido prejudique o seu telefone.

Mas realizar carregamentos rápidos regularmente, especialmente se durarem toda a noite, pode impactar o tempo de vida útil da bateria do seu telemóvel.

Adicionalmente: da mesma forma que a bateria do telemóvel não gosta de calor, também não gosta de frio. Evite deixar o telemóvel ao sol, dentro de um carro quente, ao lado de um forno, na neve ou no frigorífico.

 

Posso usar qualquer carregador?

Sempre que possível, use o carregador fornecido com o telefone, pois ele terá a classificação correta.

Ou certifique-se de que um carregador de terceiros é aprovado pelo fabricante do seu telefone.

Alternativas baratas não só podem prejudicar o telefone, como ainda pode provocar acidentes indesejados (ex: vários casos relatados de carregadores baratos que pegam fogo).

 

Efeito de memória da bateria: fato ou ficção?

O efeito da memória da bateria diz respeito a baterias que são regularmente carregadas entre 20 e 80% e sugere que o telefone pode de alguma forma "esquecer" os 40% extras que você ignora rotineiramente.

As baterias de lítio não sofrem o efeito de memória da bateria, embora baterias antigas baseadas em níquel (NiMH e NiCd) o façam.

 

Por último:

Não deixe uma bateria de lítio por muito tempo em 0% - se você não for usá-la por um tempo, deixe-a com cerca de 50% de carga.

Você verá que a bateria irá drenar entre 5 e 10% a cada mês, e se você a deixar descarregar completamente, ela pode se tornar incapaz de manter uma carga.

 

2,048