NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Chamadas de números anónimos. Tudo o que deve saber

Chamadas de números anónimos. Tudo o que deve saber

segunda-feira, 19 janeiro, 2015 /
Chamadas de números anónimos. Tudo o que deve saber

Está a receber chamadas anónimas com frequência? Relaxe, (na maioria dos casos) pode não ser nada de mais

 

 


O leitor, se estiver a ler isto, já recebeu. Eu já recebi. Falo das infames chamadas anónimas, que por vezes se repetem com uma frequência desconfortável.

É especialmente irritante quando atendemos o telefone e do outro lado não ouvimos nada nem ninguém. Chega a fazer-nos pensar que seria preferível ouvir alguém a rir-se do outro lado - pelo menos teríamos uma certeza sobre a intenção dessa chamada.


Não se preocupe

Ok, excepto nas alturas em que tem motivos para se preocupar, na maioria dos cenários este não será o caso.

Receber chamadas anónimas acontece a todos. Atendê-las e não ouvir ninguém do outro lado também. Isto é mais comum do que pensa. Permita-me sugerir ao leitor que pergunte a alguém se alguma vez recebeu chamadas anónimas, as atendeu e do outro lado não ouviu ninguém - talvez se surpreenda!

Não, não é nenhum psicopata com raiva de si (esses, geralmente, estão mais ocupados a tirar selfies do que a incomodar os outros). Há um motivo para isto: estas chamadas são, regra geral, oriundas de um sistema automático de realização de chamadas em massa de uma só vez. Se tiver que se chatear com alguém por causa disto, é com o call center de onde esta chamada automática teve origem.

Este sistema é utilizado por call centers para divulgar produtos, vender produtos ou serviços ou para realização de pesquisas. A própria Autoridade Nacional das Comunicações esclarece isto.


Porque não se ouve ninguém do outro lado

Se leu o artigo até aqui, vai saber que as chamadas anónimas têm origem em sistemas automáticos localizados em call centers. Só que, regra geral, quando um call center o contacta com o propósito de vender algo, existe um operador por detrás - nesse caso como explicar os casos onde não ouve nada?

Como referi um pouco mais acima, estes sistemas são automáticos e realizam uma enorme quantidade de chamadas. Mas não são infalíveis.

Isto significa que quando uma chamada não é transferida para um operador - por estarem ocupados com outras chamadas, por exemplo - a sua chamada vai parar a uma espécie de limbo. E é por isso que não ouve nada nem ninguém do outro lado.


O que fazer quando as chamadas são frequentes

Tem algumas opções à sua disposição. Pode recorrer a aplicações que lhe bloqueiem chamadas anónimas (tem uma larga variedade à sua disposição nas lojas de aplicações), pode configurar o seu telemóvel para não aceitar esse tipo de chamadas (mas há telemóveis que não têm esta opção) ou pode contactar o seu operador para bloquear todas as chamadas não identificadas.

Identificação de números anónimos

Dito desta maneira, soa fantástico. Mas na prática é um processo sujeito a algumas limitações.

Ao contactar o seu operador, pode pedir a anulação da confidencialidade do número. Caberá ao operador analisar o pedido e, não interferindo com os princípios da necessidade, da adequação e da proporcionalidade, pode anular a confidencialidade do número da pessoa que lhe liga por um período não superior a 30 dias. No entanto, como estão em causa dados pessoais, para que esta medida seja aplicada é ainda necessário um parecer obrigatório da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD).


29,376