NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

sexta-feira, 23 março, 2012 /
BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

BlackBerry PlayBook em análise no Telemoveis.com. BlackBerry PlayBook é tablet de 7 polegadas da RIM, concorrente de Apple iPad.

O BlackBerry PlayBook é um tablet de 7 polegadas da RIM que, aquando do seu lançamento, pretendeu concorrer com o Apple iPad 2. E se à partida o BlackBerry PlayBook pode ser apelativo, e com uma interessante experiência de utilização que funciona como factor diferenciador, também sofre de contrapartidas negativas que, para bem ou para mal, são decisivas no sucesso de um dispositivo: o número de aplicações disponíveis.

O BlackBerry PlayBook corre o sistema operativo QNX, que até à data não integra nenhum smartphone BlackBerry. E tal como os smartphones, o tablet da BlackBerry foi pensado para profissionais, disponibilizando algumas aplicações úteis neste segmento, embora também contemple o consumo de conteúdos multimédia.

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

Acessórios do BlackBerry PlayBook

O BlackBerry PlayBook incluiu apenas os acessórios obrigatórios. Na embalagem que recebemos constavam um carregador - adaptado com entrada miniUSB -, cabo USB para transferência de dados entre o PC e o tablet e os respectivos manuais de informação de produto e garantia.

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

Design do BlackBerry PlayBook

O BlackBerry PlayBook é um tablet de 7 polegadas e que pesa 425g, sendo um dispositivo portátil relativamente pesado. No entanto é um tablet bastante elegante, com um ar sofisticado e minimalista. Na parte frontal saltam à vista o ecrã (TFT, 600 x 1024) de 7 polegadas e o logotipo BlackBerry, localizado mesmo por debaixo do ecrã.

Por cima do ecrã temos uma câmara frontal de 3 MP, com auto focagem, e um sensor acelerómetro. A parte traseira do BlackBerry PlayBook é uma superfície quase totalmente lisa, com excepção do logotipo e da câmara de 5 MP (2592 x 1944), localizada na parte superior. Este tablet ganha bastantes pontos no seu aspecto, pois alia sofisticação com elegância.

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

Os lados laterais do BlackBerry PlayBook seguem a mesma linha minimalista e não têm quaisquer botões ou entradas, que só podem ser encontrados na parte superior e inferior deste tablet. Na parte de cima encontramos os controladores de volume, um botão multimédia que permite pausar/retomar os conteúdos que estamos a visualizar, e o botão para encerrar/bloquear/desbloquear o BlackBerry PlayBook.

Na parte inferior do tablet encontramos uma entrada microUSB, para transferência de ficheiros e outra entrada microHDMI - que permite ver conteúdos do BlackBerry Playbook num televisor de alta definição. Se o aspecto do BlackBerry PlayBook funciona como cartão de visita, na nossa opinião o tablet da RIM já começou com o pé direito.

Relembramos que o BlackBerry PlayBook é um tablet direccionado para o segmento profissional, pelo que o seu tamanhho e factor de portabilidade, associados à sua aparência elegante e premium, vão certamente fazer do BlackBerry Playbook um dos tablets mais atractivos do mercado.

Interface e Funcionalidades do BlackBerry PlayBook

O BlackBerry Playbook corre QNX, um sistema operativo muitas vezes comparado ao WebOS, adquirido pela HP à Palm. O sistema operativo QNX presente no BlackBerry PlayBook recorre muito à funcionalidade swipe para permitir que os utilizadores naveguem através do BlackBerry PlayBook.

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

E se, por exemplo, o sistema operativo Android tem uma navegação muito fluida, mas que funciona algo por camadas, a impressão que o QNX nos dá é a de que estamos perante um sistema operativo que tem tudo disponível de imediato, bastando para isso um merro arrastamento - como se o ecrã principal estivesse no centro da interface do tablet, e todas as opções essenciais estivessem à distância de um simples arrastar de dedo.

A interface, por si, é bastante mais intuitiva do que esperávamos e não requis muito tempo de habituação. Descrevendo um pouco a interface do BlackBerry PlayBook, no menú inicial temos várias indicações, a começar: o relógio e a data, no centro superior do ecrã pçrincipal, com as opções de bloqueio de orientação (que nos permite "bloquear" o ecrã de forma a mantê-lo constantemente em modo panorâmico ou vertical), opções bluetooth, wi-Fi, notificador de estado de bateria e opções.

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

Na parte inferior do ecrã inicial temos as aplicações, divididas em categorias: tudo, favoritos, multimédia e jogos. Tanto as definições do BlackBerry Playbook como o menú de aplicações podem ser facilmente acedidos com um simples arrastar do dedo (swipe): o menú de definições do tablet é acedido ou através do ícone no canto superior direito, ou arrastando a parte superior do ecrã para baixo, com o dedo. As aplicações acedem-se com um gesto swipe inverso, ou seja, puxando o menú das aplicações com o dedo para cima.

O BlackBerry PlayBook também apresenta um agradável teclado virtual. Na verdade descobrimos, através da sua constante utilização, que um ecrã de 7 polegadas está longe de limitar a experiência de utilização no que diz respeito a teclados. O tamanho é o ideal devido ao seu factor de portabilidade, mas também por permitir teclar com as duas mãos, uma mais valia para quem trabalha obrigatoriamente com processadores de texto e necessita de fazer apontamentos on the go.

O teclado, no entanto, nem sempre correspondeu a 100%, e utilizadores com dedos grandes poderão sentir algumas dificuldades em adaptar-se a este aspecto.

Câmara e Multimédia do BlackBerry PlayBook

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

O BlackBerry PlayBook vem equipado com uma câmara digital de 5 MP com suporte para gravação de vídeos em HD (720p). E se as fotografias têm, de facto, boa qualidade, não podemos afirmar que esta será soberba: gostaríamos de ter visto fotografias com mais contrastes e tons mais vívidos, se bem que este não seja um aspecto que, para nós, seja fundamental num tablet.

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

Para sessões de videoconferência, por exemplo, são perfeitamente adequadas. E o BlackBerry PlayBook é um tablet de 7 polegadas relativamente pesado (425 gramas), pelo que não será o dispositivo mais prático para ser utilizado como câmara fotográfica. Mas efectua o seu trabalho, e um dos aspectos que mais nos agradou na sua utilização deveu-se ao excelente multitasking que este tablet tem: se deixássemos um vídeo a gravar, por exemplo, e retomássemos ao ecrã inicial, o vídeo continuaria a gravar sem quaisquer arrastamentos na performance do tablet, permitindo-nos retomar e concluir a gravação a qualquer altura.

Trata-se igualmente de uma ferramenta útil de trabalho, por permitir, on-the-go, tirar fotografias, captar vídeos e conjugar isso com as aplicações profissionais que o BlackBerry PlayBook inclui. Em locais menos iluminados, por outro lado, as fotografias desapontam um bocado - pudemos notar, bastantes vezes, ruído nas imagens que captámos. A interface da câmara, por outro lado, revelou-se bastante simples e intuitiva para utilizar, e inclui diversas opções para os seus utilizadores.

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

O suporte multimédia será um dos aspectos mais agradáveis no BlackBerry PlayBook. No que diz respeito a vídeos, por exemplo, o BlackBerry PlayBook trabalhou com a maioria dos formatos populares. A qualidade de som do Black.Berry PlayBook é média (as colunas estão na parte frontal, dos lados esquerdo e direito do ecrã) e, embora não sendo fenomenal, permite usufruir de uma experiência agradável - problema, aliás, que facilmente é resolvido com recurso a headphones.

O BlackBerry PlayBook, embora direccionado para o segmento profissional, inclui ainda uma entrada microHDMI para podermos usufruir de conteúdos multimédia num ecrã HD. E esta é a faceta interessante do BlackBerry PlayBook, que tem na performance multitasking uma grande aliada para quem não usa o tablet exclusivamente como uma ferramenta.

Internet e Conectividade do BlackBerry PlayBook

A experiência Web no BlackBerry PlayBook é muito boa. O ecrã de 7 polegadas permite usufruir ao máximo da experiência Web, além de ter também um tamanho interessante para usufruirmos de conteúdos multimédia sem sacrificar o factor mobilidade. Não pudemos foi deixar de achar que alguns websites carregados de conteúdos Flash demoravam bastante mais a carregar,  embora no geral a performance do tabket nunca tenha saído prejudicada.

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

O BlackBerry PlayBook, infelizmente, não suporta armazenamento externo. No entanto já disponibiliza, por si só, um espaço de armazenamento razoável, além de permitir transferir dados para o PC. Também permite que configuremos o tablet para transferir ficheiros via Wi-Fi, eliminando a necessidade de recorrermos ao cabo sempre que pretendermos transferir ficheiros entre o BlackBerry PlayBook e o PC.

Performance do BlackBerry PlayBook

Equipado com um processador dual core de 1 GHz, da Texas Instruments, o BlackBerry PlayBook também conta com o apoio de 1 GB de RAM. As aplicações correm de forma bastante suave e a nenhuma altura sofremos de arrastamentos ou de crash's na sua utilização. Um dos problemas mais apontados neste tablet estará relacionado com a navegação Web. Ao abrirmos várias tabs no browser, o BlackBerry PlayBook poderá crashar - nós, por outro lado, não tivemos essa experiência, que por sinal também terá sido resolvida posteriormente na actualização 1.0.1.1710.

BlackBerry PlayBook, review a tablet da RIM

O BlackBerry PlayBook é um tablet com um bom suporte multitasking, permite correr diversas aplicações em simultâneo enquanto estamos a realizar outras tarefas - tais como gravação de vídeos em HD, ou enquanto deixamos correr vídeos do Youtube. Neste aspecto o BlackBerry PlayBook apresenta-se como uma interessante ferramenta.

Conclusões sobre o BlackBerry PlayBook

A nossa experiência de utilização com o BlackBerry PlayBook revelou-se muito positiva. Apesar de algo pesado, o BlackBerry PlayBook apresenta o tamanho ideal para um dispositivo do género, o que favorece o seu factor de portabilidade. Ao contrário do que pensávamos inicialmente, o tamanho do ecrã do BlackBerry PlayBook não se tornou incómodo em nenhuma ocasião, nem mesmo quando utilizávamos o teclado virtual - que se revelou bastante confortável de utilizar, além de permitir a utilização das duas mãos.

Um dos grandes defeitos do BlackBerry PlayBook passa pelo número de aplicações disponíveis, que comparativamente à concorrência é bastante reduzido - número que esperamos que venha a aumentar este ano, quando forem lançados os primeiros smartphones BlackBerry QNX. No entanto, enquanto ferramenta de trabalho ou dispositivo multimédia, a sua experiência é muito positiva e intuitiva.

O BlackBerry PlayBook também é uma excelente ferramenta multitasking e na nossa experiência de utilização não nos deixou ficar mal em nenhuma ocasião. É sem dúvida um dispositivo elegante e sofisticado, mas que infelizmente - na nossa opinião - irá permanecer à sombra de outros tablets bem mais populares.

Classificação do BlackBerry PlayBook

Acessórios: 8,12

Design: 7,82

Interface e Funcionalidades: 7,20

Câmara e Multimédia: 7,70

Internet e Conectividade: 6,60

Performance: 8,60

Extras: 7,90

__________________________________________

CLASSIFICAÇÃO FINAL: 7,70

 

5,964