NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Apple iPhone 5 review

Apple iPhone 5 review

terça-feira, 06 novembro, 2012 /
Apple iPhone 5 review

Apple iPhone 5 em análise no Telemoveis.com. Após uma semana com o iPhone 5, cortesia da Vodafone, estas foram as nossas conclusões. Saiba mais!

Contextualizando o Apple iPhone 5, poderíamos dizer que o mais recente smartphone da fabricante da maçã não viveu um, mas dois anos de constantes build-ups de expectativas, tendo sido um dos dispositivos mais antecipados no mundo das tecnologias. Quando foi lançado, no mês passado, as opiniões parecem ter-se dividido acerca dele - estará o iPhone 5 à altura das expectativas criadas? Surpreende? Desilude? Independentemente da resposta, este foi o mais recente recordista de vendas da Apple, com o qual passámos pouco mais de uma semana. Eis as nossas conclusões (podem ler aqui as nossas primeiras impressões sobre o Apple iPhone 5).

Apple iPhone 5

Design do Apple iPhone 5

Sejamos directos: o Apple iPhone 5 é um smartphone muito elegante. Mais do que apelativo ou bonito, se há uma característica que define o design do smartphone da Apple é a sua elegância estética. Podemos compreender o porquê de alguns utilizadores terem ficado desiludidos com o "novo" look do iPhone 5, já que à partida não se parece afastar do dos seus antecessores. E, para sermos honestos, também nós chegámos a partilhar essa opinião. Mas não é exactamente o caso aqui.

O design do Apple iPhone é uma das suas grandes imagens de marca. Sendo, à partida, uma fórmula vencedora, seria difícil prever uma mudança muito extrema neste sentido, especialmente quando vários rumores afirmam que este foi o último projecto que teve o toque particular de Steve Jobs. A verdade é que houve mudanças, mas subtis. Há diferenças para com os seus antecessores, especialmente destacáveis quando colocamos um iPhone 4/4S lado a lado com o iPhone 5, mas em essência são ambos dispositivos que partilham de um design comum.

Apple iPhone 5

Olhando de frente para o iPhone 5, a primeira coisa que salta à vista será o seu ecrã - ligeiramente - maior, que agora passou a ser de 4 polegadas. Olhando com atenção também podemos perceber que a câmara frontal mudou de posição, tendo passado para o centro da parte superior do smartphone, mesmo por cima do altifalante. O botão Home mantém-se na mesma posição de sempre.

As costas do iPhone 5 também são construídas à base de outro material - alumínio anodizado, com um complemento de vidro cerâmico no topo e no fundo - e são visivelmente diferentes do material utilizado na construção dos seus dois últimos antecessores. Este é um aspecto que náo só torna o Apple iPhone 5 bonito, como também faz dele um dispositivo mais leve. Como contrapartida, não aconselhamos a levar o iPhone 5 no mesmo bolso que as chaves, pois mais facilmente fica cheio de riscos.

Apple iPhone 5

Tanto o lado direito como o lado esquerdo do iPhone 5 permanecem inalteráveis, pelo menos à vista: do lado esquerdo permanecem os botões físicos de volume, enquanto que no lado direito encontramos a ranhura para o cartão, que agora é nanoSIM. O botão de ligar/desligar/bloquear é agora o único ocupante da parte superior do iPhone 5 - a entrada para auscultadores, tamanho standard (3.5 mm) passou agora para a parte inferior do smartphone, que agora tem mais espaço para alojar esta entrada graças à sua nova entrada para Dock/Carregador. Podem conferir nas imagens a diferença entre o tamanho da entrada dock no iPhone 5 com a do iPhone 4.

Resumindo e concluindo: não, o iPhone 5 não é uma cópia dos anteriores. Mas também não é assim tão diferente quanto isso. Estamos definitivamente parante um dispositivo que é a imagem de marca da Apple, que optou por não realizar demasiadas alterações à sua já bem sucedida fórmula. As alterações que existem são mais subtis e nem todas se encontram visíveis ao utilizador comum. Se tivermos de optar entre o look do novo iPhone 5 e o do iPhone 4/4S, optaríamos antes por este. É mais subtil, elegante e agradável.

Apple iPhone 5

Interface do Apple iPhone 5

A interface do novo Apple iPhone 5 não oferece, de facto, novidades estrondosas, e isto tanto pode ser bom como pode ser mau, especialmente se tivermos em conta que o sistema operativo mobile da Apple é desenhado para levar o conceito de simplicidade até ao extremo - um factor que nem todos os utilizadores poderão apreciar, mas que também consegue cativar o seu leque de fãs.

E o que há a saber sobre a interface do iOS 6? Essencialmente, toda a sua simplicidade assenta num conceito de "grelha", ou seja, num ecrã onde estão disponíveis todas as aplicações do smartphone. E não há muito mais a acrescentar para além disto, de facto. Se ficarmos a pressionar num ícone por mais tempo que o necessário, teremos à disposição opções como arrumar as aplicações em pastas ou eliminá-las.

Apple iPhone 5

Este é um sistema que acaba por se revelar mais simples, talvez até intuitivo, que o Android da Google, precisamente por descartar camadas de menús. Como contrapartida, o iOS não permite - pelo menos por enquanto - a utilização de Widgets além dos que já se encontram disponíveis na barra de notificações (o respectivo boletim metereológico) ou o próprio leitor de música.

Toda esta simplicidade, que já faz parte da imagem de marca da Apple desde o lançamento do primeiro iPhone, também traz consigo contrapartidas menos positivas. Por exemplo, quando queremos alterar as definições de uma aplicação. Tendo em conta que só existe um menú de definições, o que à partida faz sentido, isto significa que esse mesmo menú vai ser responsável também pela definição das próprias aplicações - ou seja, temos que sair de uma aplicação, abrir o menú das definições e só depois aceder às opções da app. Como já terá sido referido várias vezes, a necessidade de um menú contextual - que diga respeito à própria aplicação, por exemplo - começa a tornar-se visível.

Apple iPhone 5

Em termos de navegação, o iOS 6 mantém-se fiel à fluidez que sempre o caracterizou. É um dos aspectos que nos faz pensar que, relativamente às especificações técnicas do iPhone 5, um processador quad-core seria quase um desperdício.

Câmara do Apple iPhone

Um aspecto interessante a ter em conta na câmara do iPhone 5 é o facto de ser bastante semelhante à que podemos encontrar no Apple iPhone 4S. Por outro lado, e para colmatar as informações relativas a manchas/brilho púrpura em algumas das fotografias captadas pela câmara do iPhone 5, nós não nos deparamos com esse problema em nenhuma ocasião.

Apple iPhone 5

Face ao seu antecessor, contudo, houve algumas melhorias. O Apple iPhone 5 consegue tirar fotografias 40% mais depressa que o iPhone 4S, além de tirar melhores fotografias em ambientes com pouca iluminação - neste caso, este factor deve-se ao facto de a Apple ter reduzido a quantidade de píxeis em imagens captadas nestas condições, o que melhora a qualidade das fotografias com pouca iluminação.

A câmara do iPhone 5 também não disponibiliza muitas opções, permitindo, no máximo, captar fotos panorâmicas, ou acrescentar uma grelha ao ecrã para melhor alinharmos a imagem que estamos prestes a captar. A qualidade das fotografias, contudo, é quase sempre fantástica. Os utilizadores mais viciados em fotos irão certamente apreciar a qualidade das imagens captadas pelo iPhone.

Apple iPhone 5

É um pouco inevitável comparar o iPhone 5 à concorrência no que diz respeito às funcionalidades que a sua câmara digital oferece. Por exemplo, um modo que permitisse captar dezenas de fotografias seguidas - presente em concorrentes como o Samsung Galaxy S III ou o HTC One X, por exemplo - seria bem-vindo, até porque a experiência que o iPhone 5 oferece já é, por si só, bastante rápida.

Uma adição bastante interessante é o modo panorâmico, que nos faz captar imagens em modo vertical. Além de ser muito rápido, a colagem entre as várias imagens captadas é feita de uma forma muito subtil, resultando em imagens largas e esticadas - ao todo, é uma fotografia com 28 MP. Disponibilizamos já a seguir algumas das imagens captadas com o iPhone 5 ao longo do nosso período de utilização:

Apple iPhone 5

Apple iPhone 5

Apple iPhone 5

Apple iPhone 5

Brevemente vamos disponibilizar aqui alguns vídeos que captámos ao longo da nossa análise.

Internet no Apple iPhone 5

Em termos de navegação Web, o Apple iPhone 5 é uma das propostas mais rápidas que podemos encontrar actualmente no mercado. Mais rápido, inclusive, que o seu antecessor. Praticamente todos os websites carregaram de forma rápida, e o mesmo princípio aplicou-se na visualização de vídeos. Lemos algures que o Samsung Galaxy S III consegue ser ligeiramente mais rápido a carregar os textos, mas que o iPhone 5 termina os carregamentos primeiro. Se é verdade ou não, não o saberemos dizer para já - mas fica aqui uma interessante ideia para realizarmos testes.

Apple iPhone 5

Como sempre admitimos nas nossas análises, somos fãs de ecrãs grandes, sobretudo quando o assunto é navegar na Web. Temos igualmente que ser honestos e admitir que, ainda que inicialmente tivéssemos ficado felizes com o aumento do ecrã, não achámos que fosse assim tão significativo na experiência Web que o iPhone 5 oferece. O que é mentira. É natural que, apesar do salto de meia polegada, a experiência continue a não diferir muito - mas difere, pelo menos o suficiente para se tornar significativa. Especialmente na visualização de vídeos, para o qual o ecrã do iPhone 5 - em formato 16:9 - foi pensado.

E porquê? Bem, porque de facto não descarta o factor portabilidade que o iPhone 5 consegue oferecer face aos restantes gigantes. Continua a ser leve e elegante o suficiente para o manejarmos com uma só mão, mal damos por ele no bolso, e oferece uma experiência de navegação bastante rápida. O ecrã já permite usufruir de uma boa experiência, embora não nos incomodasse se fosse antes de 4.5 polegadas.

Apple iPhone 5

Um aspecto definitivamente negativo é o da falta de suporte 4G em Portugal. Comparativamente à concorrência, sobretudo ao seu grande oponente Galaxy S III, o iPhone 5 fica atrás neste aspecto. Sem dúvida que talvez a velocidade de navegação não diferisse muito da actual, mas são pormenores que transmitem uma sensação de abandono entre a fabricante da maçã e os seus clientes.

Em poucas palavras, se nos pedissem para resumir a experiência web no iPhone 5 diríamos apenas que é rápida, interessante, agradável e bastante legível - com um toque duplo no ecrã qualquer texto fica ajustado, ou podemos sempre realizar pinch-to-zoom.

Multimédia no Apple iPhone 5

O consumo de conteúdos multimédia num smartphone é um dos aspectos mais importantes a ter em conta, embora aqui estejamos abertos à possibilidade de se tratar de uma opção do próprio utilizador, já que nem todos irão utilizar os seus dispositivos com os mesmos propósitos. Mas porque não, caso a oportunidade surja, tirar proveito?

E aqui a nossa opinião divide-se, já que há aspectos muito favoráveis ao iPhone 5, mas também existem aspectos mais negativos a ter em conta. Para começar, um dos aspectos favoráveis passa definitivamente pelo consumo de música no iPhone 5. Ouvir música no novo iPhone 5 é uma experiência excelente, com ou sem auscultadores.

A qualidade áudio é bastante limpa e permite usufruir, mesmo que estejamos sem auscultadores, de uma excelente experiência musical. Para não dizer que, a seu favor, também a interface do leitor de música é bastante simples. Alguns atalhos interessantes para aceder de imediato ao leitor de música incluem pressionar duas vezes o botão Home, com um ligeiro gesto swipe para a direita, abrindo logo no lock screen o leitor de media - isto é válido tanto para filmes como para músicas, já que vai abrir o leitor com o último ficheiro que estávamos a ver/ouvir.

Apple iPhone 5

Ao fim ao cabo, os acréscimos não são significativos, até porque a interface do leitor de música do iPhone sempre foi bastante boa e simples de utilizar. Mas existem algumas mudanças que gostaríamos de ver presentes, mais não fosse para simplificar a vida a quem passa a maior parte do tempo em deslocações e a ouvir música no seu aparelho - um acesso contextual às definições de áudio, especialmente. Porque apesar da fluidez do novo iPhone, ainda somos obrigados a sair da app onde estávamos para irmos ao menú das definições.

Outros aspectos definitivamente positivos a ter em conta: as opções de música, com vários equalizadores (embora fosse interessante podermos personalizar nós próprios as nossas definições); o limitador de volume, que inclui um limite de volume de acordo com as normas da União Europeia, de forma a proteger os ouvidos dos seus utilizadores. Do que não gostámos? Do iTunes. É realmente chato estarmos dependentes do iTunes para sincronizar o que quer que seja entre o computador e o smartphone.

Apple iPhone 5

Já no que diz respeito ao vídeo, apesar de no geral a experiência ser boa, também encontrámos algumas limitações - mais por imposição da própria Apple. Um primeiro aspecto a ter em conta é o ecrã maior, mais apropriado para ver filmes, e adaptado ao formato 16:9. O problema aqui, contudo, são os formatos. O Apple iPhone 5 suporta quase exclusivamente ficheiros MP4, pelo que qualquer outro tipo de ficheiros têm que ser visualizados com recurso a alguma aplicação - o que também não oferece garantias.

Estas limitações são compensadas pela experiência que o iPhone 5 oferece, sobretudo se for em modo panorâmico, já que o ecrã Retina do iPhone 5 já garante uma óptima experiência de visualização, sobretudo para filmes em alta definição. Será, talvez, difícil evitar acabar esta parte da análise sem fazer algumas comparações com o Galaxy S III, que também oferece uma experiência excelente. Tudo o que podemos dizer é que se resume às próprias preferências de utilizador: enquanto que o Galaxy S III oferece mais liberdade, o iPhone 5 oferece uma experiência igualmente boa.

Performance no Apple iPhone 5

A performance é definitivamente um dos pontos altos do iPhone 5: equipado com um processador A6 dual-core de 1.2 GHz, o iPhone 5 é rápido, suave e extremamente fluido. E esta é a questão fundamental na experiência do iPhone 5: o facto de não ser necessária uma capacidade de processamento superior.

Se um processador quad-core seria apelativo? Seria, definitivamente. Especialmente tendo em conta que a concorrência Android tem vindo a seguir esta tendência. Por outro lado, presumimos que tal capacidade de processamento pudesse ter impacto noutros aspectos a ter em conta durante a utilização do iPhone, tais como a sua autonomia de bateria. Uma coisa é certa, o iPhone 5 não arrasta por nada deste mundo, independentemente das tarefas que estivermos a desempenhar.

Também destacamos a autonomia de bateria do iPhone 5. Com uma utilização intensiva e Wi-Fi ligado (por esquecimento nosso, por vezes), a bateria do iPhone 5 só mostrou estar a fraquejar praticamente ao fim do terceiro dia.

Apple iPhone 5

Conclusões sobre o Apple iPhone 5

Bem, na nossa opinião o iPhone 5 não é o melhor smartphone da actualidade, apesar de oferecer uma experiência de utilização fantástica. E tudo se resume ao tipo de utilizadores que somos: apesar da experiência ser fantástica, continuamos a achar que é limitada. O iPhone 5 é, talvez, o mais próximo possível do verdadeiro conceito de smartphone, o que significa que realiza todas as tarefas com elegância e subtileza. Mas não pudemos deixar de nos sentir algo presos a este sistema, o que é uma sensação estranha.

Também temos que admitir que nos divertimos imenso a utilizar a Siri, a famosa assistente pessoal que se estreou por estas lides com o Apple iPhone 4S. Apesar das enormes dificuldades em compreender o nosso sotaque latinizado, a assistente pessoal do iPhone 4S/5 mostrou-se prestável quando compreendeu o que nós dissemos.

Um aspecto que definitivamente temos em consideração é a fantástica câmara do iPhone 5. Passámos horas a tirar fotografias, inclusive várias panorâmicas, e a partilhá-las nas redes sociais - sim, a integração com o Facebook/Twitter está super simplificada e promete facilitar a vida as utilizadores mais sociais. Também em termos de consumo multimédia o Apple iPhone 5 revelou ser um excelente companheiro e, não fosse a limitação imposta pelo iTunes, e estaríamos perante uma experiência de utilização ímpar. Com uma fantástica qualidade de som, o Apple iPhone 5 definitivamente não vai desiludir os fãs da fabricante da maçã - embora não nos pareça que tenha argumentos suficientes para puxar para o seu lado aqueles que sempre o criticaram. Resumindo: aqueles que já gostavam do iPhone e da Apple vão ficar encantados com a experiência, que apesar de tudo se mantém familiar; por outro lado, aqueles que criticam a Apple não vão encontrar aqui motivos para passarem a venerar a empresa fundada por Steve Jobs e Steve Wozniack.

6,228