NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
ANÁLISE: Xiaomi Redmi 2

ANÁLISE: Xiaomi Redmi 2

terça, 03 fevereiro, 2015 /
ANÁLISE: Xiaomi Redmi 2

Fizémos a análise ao mais recente dispositivo de gama média da Xiaomi, o Redmi 2!


*O equipamento foi-nos cedido pela Geekvida.pt

A Xiaomi já nos habituou a grandes equipamentos. Desde o famoso Mi 3 com a sua enorme qualidade de construção, passando pelo phablet Redmi Note, a gigante chinesa coloca à disposição dos seus utilizadores uma autêntica panóplia de dispositivos, todos eles com o propósito de atingir o máximo de consumidores possível consoante os diferentes gostos.

Hoje analisamos o Xiaomi Redmi 2, um equipamento de gama média com muito para oferecer.


Design e Qualidade de imagem

Com um ecrã IPS e resolução de 720 x 1080p, o ecrã do Redmi 2 não deixa nada a desejar. Para um equipamento de gama considerada média, a qualidade de imagem é bastante aceitável, superando as expectativas dos mais exigentes.

Xiaomi-Redmi2-Frente

Xiaomi-Redmi2-Frente1

Xiaomi-Redmi2-Traseira

Em termos de reflexo e brilho, não há muito a dizer. O modelo tem um ecrã que permite ser bastante visível mesmo em condições onde a luminosidade natural é acentuada, não sendo necessário colocar o brilho do equipamento no máximo, poupando-se assim bastante bateria.

Com uma dimensão na ordem das 4.7” polegadas, pode-se dizer que o tamanho do ecrã é bastante generoso. Ver filmes em HD, navegar na internet, até mesmo jogar alguns jogos de elevada qualidade não irão constituir obstáculo.

A nível de design o modelo apresenta uma boa qualidade de construção, pecando apenas pelo material da capa traseira que é feito de um plástico pouco ou nada rugoso, tornando-o bastante escorregadio à falta de maior cuidado.

Resumindo e concluindo, não falta nada a este equipamento. O único conselho que ofereço, é mesmo comprares uma capa caso o queiras adquirir. O material da capa traseira é mesmo escorregadio.


Câmara

Antes de mais, aviso já para tirares o cavalinho da chuva se pensas que tens aqui uma maquina fotográfica profissional. Não tens.

Mas acredita, com uma qualidade de 8 mpx, a câmara do Redmi 2 não é nada de deitar fora.

Fotografia-de-dia

Fotografia-de-noite

As imagens acima revelam bem a qualidade que os 8 mpx podem oferecer. A fotografia tirada no decorrer do dia evidencia uma boa imagem, nítida, sem desfoques e com um razoável contraste de cores. No fundo, cumpre o que promete.

A imagem seguinte como podem ver, revela a mesma paisagem durante a noite. Aqui a história é outra, e percebe-se o porquê deste smartphone ser de gama média. A imagem é algo pixelada, no entanto, ainda consegue perfeitamente sugerir a sensação de profundidade de imagem. Nem tudo é mau.  

Resumindo e concluindo, se não és um fanático por fotografias nem te interessas que as mesmas sejam de qualidade “x” ou “y”, então esta câmara é ideal para ti.

Já me ia esquecendo, ainda podes tirar uma selfies com a câmara frontal de 2 mpx se te apetecer. Apesar da imagem não ser tão boa como a da câmara principal, a mesma ilustrará perfeitamente a tua cara de parvo/a quando te apetecer tirar umas selfies.  Por isso, não te preocupes.


Processador e sistema

À semelhança de outras marcas, a Xiaomi coloca nos seus equipamentos uma máscara personalizada sob o Android, o sistema operativo do produto, a que chama de Mi UI (User Interface).

A correr em cima do Android KitKat, esta interface é bastante leve, o que permite que corra bem virtualmente em qualquer modelo, seja de gama baixa, média ou alta.

No caso do Redmi 2, sendo este um equipamento de gama média com um processador quad-core Snapdragon 410 a 1.2 GHz, a Mi UI 6 corre perfeitamente bem. Depois de usar o dispositivo durante algum tempo, abrindo e fechando várias aplicações em simlutâneo, não se notaram grandes entraves, bloqueios ou atrasos na mudança e alternância entre menus e ecrãs. O pouco que se notou, foi mais devido ao grande número de aplicações que foram abertas ao mesmo tempo, apenas para efeitos de teste.

Resumindo e concluindo, em termos de performance, à partida não haverá nada de que te possas queixar.

Quando estiveres a navegar na internet ou a reponder a uma mensagem e de repente quiseres abrir a câmara para tirar uma fotografia, posso desde já certificar-te que o smartphone será rápido o suficiente para o fazer, de forma a conseguires apanhar o momento certo na altura certa sem teres que te preocupar com bloqueios ou atrasos inesperados.

A questão aqui passa mais pela rapidez dos teus dedos do que propriamente pelo smartphone em si.


Memória interna e memória RAM

O Redmi 2 vem dotado com 8 GB de memória interna, mais do que suficiente para armazenar alguns jogos, fotografias, vídeos e músicas. Contudo, seria de esperar que com o surgir de equipamentos com memórias internas de 32 GB de origem, pelo menos os 16 GB da praxe estivessem presentes. Mas vá, 8 GB para um dispositivo que custa perto de 150€ não está nada mau.

Em relação à memória RAM, esta é de 1 GB. Apesar de parecer pouco, esta quantidade de memória chega perfeitamente para o smartphone se portar lindamente no que respeita á capacidade de multitarefa. Como já dito acima a respeito do processador, o dispositivo consegue lidar bastante bem com várias aplicações abertas em simultâneo, o que com apenas 1 GB de RAM muitos outros seguramente não o fazem, revelando uma enorme preocupação por parte da Xiaomi em manter os seus dispositivos equilibrados e bem optimizados.

Resumindo e concluindo, a memória interna podia de facto ser um pouco maior. Apesar de 8 GB chegarem para guardar bastante conteúdo, se gostares mesmo muito de música e em vez de músicas isoladas quiseres guardar albuns inteiros, aconselho-te vivamente a comprares um cartão de memória. Mas não ultrapasses os 32 GB, pois essa é a quantidade máxima de memória de que o leitor de cartões microSD deste modelo dispõe.

De resto e a respeito da memória RAM, não há motivos para preocupações. Se quiseres ter várias aplicações abertas para poderes alternar entre elas quando te apetecer, podes ficar descansado que ele mesmo só com 1 GB, não se vai engasgar.


Conectividade e bateria:

As opções de conectividade correspondem não só áquilo que é esperado, como também oferecem mais do que a maior parte dos seus concorrentes directos.

WiFi e Bluetooth estão obviamente presentes. O que é surpreendente é a presença de conectividade 4G LTE, que em muitos outros equipamentos que concorrem directamente com o Redmi 2 não se verifica. “Cudos” para a Xiaomi!

Relativamente à bateria, mais uma vez a gigante chinesa continua a surpreender ao colocar neste equipamento uma bateria de 2200 mAh, capacidade também ela superior a grande parte dos modelos que teoricamente se equiparam, dada a gama em que o modelo se insere.

Resumindo e concluindo, a cavalo dado não se olha o dente. Melhor, a muitos cavalos dados a última coisa que queres fazer, é mesmo olhar os dentes. Isto porque tanto em termos de conectividade como em capacidade de bateria, o Xiaomi Redmi 2 oferece muito mais do que o esperado.

Conectividade 4G e uma bateria que dura praticamente dois dias inteiros com uma utilização moderada, é muito raro encontrar em smartphones actuais. Por isso, podes-te orgulhar de ter encontrado um equipamento assim.


CONCLUSÃO

Depois de analisar o Redmi 2, é passível de concluir que dada a linha e sector de mercado em que o equipamento compete, dificilmente existirá muito melhor a todos os níveis.

Tanto em termos de capacidade de processamento, qualidade de imagem e até mesmo design, o Xiaomi Redmi 2 compete claramente para ser o melhor.

Prós:

                . Processador Quad-Core Snapdragon.

                . Som com boa qualidade.

                . Expansão via microSD.

                . Conectividade 4G LTE.

                . Dual-SIM.

                . Preço praticamente imbatível.

Contras:

                . Material da capa traseira.

                . Qualidade das fotografias à noite.

                . Memória interna podia ser maior.


Um último ponto a acrescentar: se esta análise de alguma forma te aguçou o apetite e ficaste com uma vontade incontrolável de adquirir este equipamento, então segue este link.


9,252