NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Análise ao Huawei Ascend Y530

Análise ao Huawei Ascend Y530

quinta, 03 julho, 2014 /
Análise ao Huawei Ascend Y530

O Huawei Ascend Y530 custa 150 euros desbloqueado, mas será capaz de intimidar nomes como o Moto G ou Nokia Lumia 520?

Análise ao Huawei Ascend Y530

Huawei Ascend Y530 - O Ascend Y530 é um Android de baixa gama que foi inicialmente introduzido em Fevereiro deste ano. No mercado português pode ser adquirido a partir de valores como 110 euros (bloqueado para operador), ou por 150 euros livre de operador.

Como é de esperar dentro deste segmento de mercado, as suas especificações técnicas estão longe de serem competitivas face a qualquer gama-média ou elevada do mesmo mercado. As boas notícias, contudo, são que estamos em 2014, e daqui para a frente o desempenho neste tipo de aparelhos será progressivamente menos mau.

Especificações técnicas do Huawei Ascend Y530:

• Ecrã de 4,5 polegadas (480 x 854 píxeis, 218 ppi)
• 512 MB de RAM
• 4 GB de espaço de armazenamento (suporte para microSD até 32 GB)
• 5 MP (2592 x 1944 píxeis, autofocagem, flash LED)
• Processador dual-core de 1,2 GHz
• Android 4.3 Jelly Bean
• Bateria 1700 mAh

Longe de serem fantásticas, é ainda necessário considerarmos que o Ascend Y530 compete directamente (em termos de preços) com smartphones como o Motorola Moto G e o Nokia Lumia 520.


Mais análises

Análise ao Moto G da Motorola
Análise ao Acer Liquid Z4
Sony Cybershot QX-100, também para smartphones
Nokia Lumia 1520: análise ao maior Windows Phone 8 do mercado (vídeo)
Auscultadores wireless para levar para o treino


Experiência Ascend Y530 - Admitidamente o Ascend Y530 não oferece nem o charme nem a qualidade dos seus outros dois concorrentes, mas se tivermos em consideração que tanto o Moto G como o Lumia 520 oferecem desempenhos surpreendentemente bons dentro da gama em que concorrem, o Ascend Y530 não é mais do que uma proposta sólida prejudicada por dois aparelhos que superaram todas as expectativas.

E é precisamente isto que define o Ascend Y530 - é uma proposta sólida. Nele encontramos todas as funcionalidades habituais em termos de conectividade: bluetooth 4.0, GPS, Wi-Fi, acelerómetro e sensores de proximidade.

Além disso, compensa os seus ingratos 4 GB de espaço de armazenamento com suporte para cartões microSD até 32 GB - isto significa que com um orçamento de 100/150 euros (conforme optemos por adquiri-lo livre ou bloqueado a operador) conseguimos levar connosco praticamente 32 GB de conteúdos como fotografias, músicas e vídeos.

Análise ao Huawei Ascend Y530

Provavelmente não iríamos requerer tantos GBs de memória, uma vez que não faríamos do Ascend Y530 o nosso dispositivo de eleição para ver filmes. O seu ecrã TFT de 4,5 polegadas oferece sem dúvida um tamanho compacto o suficiente para o levarmos no bolso sem o acharmos intrusivo, mas grande o suficiente para nos proporcionar uma boa experiência de navegação web. O facto de apresentar apenas 218 ppi, contudo, torna a sua experiência visual muito pouco gratificante para jogos e filmes.

Também os 512 MB de RAM não contribuem para o seu desempenho, antes pelo contrário - mesmo que o processador do Ascend Y530 fosse um quad-core (nota: é um dual-core de 1,2 GHz), a limitação da memória RAM continuaria a ser prejudicial para a realização de diversas tarefas em simultâneo e para correr aplicações ou jogos mais exigentes. Para tarefas como navegação Web, ouvir música ou simplesmente correr aplicações menos exigentes, contudo, já deverão revelar-se suficientes (mas não completamente satisfatórios).

O Ascend Y530 não suporta 4G, mas em contrapartida oferece uma cãmara digital de 5 MP com autofocagem e flash LED incluídos - uma característica que começa a tornar-se mais comum dentro das gamas baixas, mas que até recentemente era uma raridade.

Análise ao Huawei Ascend Y530

A interface é a já conhecida - amada por uns, odiada por outros - Emotion UI, que poderíamos classificar como sendo uma espécie de intermediária entre o típico look Android (com várias camadas de menús) e a simplicidade do iOS (com o mínimo de camadas possível). Isto significa que no Ascend Y530 as aplicações vão estar localizadas no ecrã principal do smartphone, o que a nosso ver poupa tempo ao utilizador e contribui para tornar a experiência de utilização geral mais cómoda.

A autonomia de bateria pode ser surpreendentemente positiva, especialmente se só utilizarmos o Ascend Y530 para tarefas mais rotineiras como enviar SMS, realizar chamadas e consultar e-mails ocasionalmente. Equipado com uma bateria de 1700 mAh, o Ascend Y530 consegue chegar "vivo" até ao final de um dia intensivo de utilização, ainda que requeira o já habitual carregamento diário, mas consegue aguentar dois a três dias sem um carregamento se o utilizarmos com alguma contenção (envio de SMS e pouco mais, com definições de brilho de ecrã optimizadas para evitar consumos excessivos).

Análise ao Huawei Ascend Y530

Conclusões sobre o Ascend Y530 - Supomos que o utilizador que vai querer adquirir este aparelho não o vai fazer para correr aplicações ou jogos exigentes, nem para usufruir de conteúdos de alta definição. A forma como vemos o Ascend Y530 a comunicar com o seu público-alvo é revelando-se uma proposta acessível, equilibrada e perfeitamente capaz de responder a necessidades mais básicas como enviar SMS, realizar chamadas e aceder às redes sociais.

O Ascend Y530 está longe de oferecer uma relação preço-qualidade tão interessante como o Moto G ou o Nokia Lumia 520, mas não deixa de ser uma proposta sólida - a experiência não será espectacular, mas decididamente irá cumprir os requisitos mínimos a que se propõe.

Contudo, e a nosso ver, o Ascend Y530 conseguiu ainda assim colocar-se num curioso limbo que está longe de favorecer a Huawei - por um lado temos propostas como os dois smartphones concorrentes que já referimos (Moto G e Lumia 520), com preços semelhantes mas com características técnicas e desempenhos certamente mais apelativos; por outro, e em questões de relação preço-qualidade-especificações, o Ascend Y530 sai a perder com propostas como o Acer Liquid Z4 (que analisámos bem recentemente), que por menos 50 euros consegue oferecer características técnicas equivalentes.

>

Análise ao Huawei Ascend Y530

Análise ao Huawei Ascend Y530


Sugestões

Themer para Android
InstagramSaver guarda todas as fotos e vídeos do seu Instagram
Apple iPhone: 4 formas para reduzir o consumo de dados no seu smartphone
Android: como fazer download de vídeos do Youtube para o smartphone
CamScanner transforma o seu smartphone num scanner


12,163