NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Analisámos o BQ Aquaris X Pro e a sua nova câmara

Analisámos o BQ Aquaris X Pro e a sua nova câmara

quarta, 19 julho, 2017 /
Analisámos o BQ Aquaris X Pro e a sua nova câmara

O BQ Aquaris X Pro veio para tirar melhores fotografias.

 

*Agradecimentos especiais à BQ, que nos cedeu um BQ Aquaris X Pro (64 GB) para teste!

O BQ Aquaris X Pro chegou para mostrar que a BQ leva as câmaras dos smartphones a sério.

Para tal veio equipado com um Samsung 2LZ Dual Pixel, um sensor diferente do Sony IMX298 que equipa o BQ Aquaris X (uma variante menos premium).

Aqui a câmara inclui uma abertura f/1.8 e flash LED duplo, mas uma parte significativa do trabalho da BQ foi redireccionada para a melhoria da sua aplicação, que a empresa procurou tornar mais intuitiva e fácil de usar.

De uma perspectiva técnica, a escolha de uma lente f/1.8 de 1,4 micrómetros (µm) permite ao BQ Aquaris X Pro captar até mais 33% de luz em relação aos modelos anteriores.

O resultado é uma câmara com melhor desempenho em fotografia nocturna. Aconselha-se, no entanto, uma gestão sóbria de expectativas em relação ao seu desempenho real; as afirmações da BQ quanto a ter reinventado a fotografia nocturna são excessivamente entusiastas e criam expectativas irrealistas sobre as capacidades reais da câmara.

Adiante.

*Samples fotográficas do BQ Aquaris X Pro disponíveis aqui

 

BQ Aquaris X Pro Câmara

 

Em parte, o melhor desempenho deve-se ao contributo da tecnologia Dual PD, que garante fotografias sempre focadas.

E, de facto, este é um ponto positivo que provavelmente vai passar despercebido ao utilizador convencional. Mesmo em ambientes de muito baixa luminosidade é possível perceber o ambiente em que a fotografia foi captada.

Os resultados finais, contudo, são mais humildes do que a retórica da reinvenção parece sugerir. Isto para dizer: mesmo o bom desempenho das fotografias em ambientes de baixa luminosidade não consegue esconder a presença de ruído.

É importante ter presente a noção de que, dado o actual tamanho médio dos sensores de câmara para smartphones, e independentemente da qualidade do mesmo, não será possível eliminar por inteiro o ruído nas fotografias tiradas nestas condições.

Sensores mais pequenos produzem mais ruído quando comparados a sensores de maiores dimensões. No entanto, mesmo em locais de quase completa escuridão algumas fotografias são surpreendentemente bem definidas, como é possível conferir abaixo.

 

BQ Aquaris X Pro Câmera Análise

BQ Aquaris X Pro Camera Analisis

BQ Aquaris X Pro

 

O BQ Aquaris X Pro também permite gravar vídeos em 4K, mas limita a resolução de ecrã ao Full HD (1080 x 1920 píxeis).

Esta é uma opção sóbria. No entanto, para visualizar os resultados do 4K sem limitações é necessário um ecrã UHD. Se a intenção for revisitar as gravações no telemóvel, guardá-las em Full HD é mais do que adequado.

É ainda possível gravar vídeos a 60 quadros por segundo (fps) para uma maior fluidez (só disponível em HD e Full HD).

Se em condições de baixa luminosidade o desempenho é interessante, em condições de forte luminosidade o caso muda de figura. As fotografias são realistas, sem contrastes acentuados e por vezes até demasiado saturadas (especialmente quando em áreas expostas a forte luz solar).

Como referimos mais acima, a interface de utilização foi outra das áreas que a BQ se esforçou por melhorar. Há, contudo, necessidade de melhorias.

Quando abrimos a aplicação da câmara digital podemos encontrar, no lado esquerdo do ecrã, quatro modos de utilização. O modo que estiver activo está sublinhado a vermelho.

Em teoria, isto deveria ser suficiente; mas na prática a disposição vertical dos modos causa algumas frustrações. Por vezes tocar no modo desejado não é suficiente, já que nem sempre o comando é devidamente processado (quem tiver dedos mais grossos vai aperceber-se disso rapidamente).

Em relação aos modos de câmara, são os seguintes:

 

  • Panorâmico
  • Photo
  • Vídeo
  • Motions (time lapse & slow motion)

 

BQ Aquaris X Pro Camera UI

 

O primeiro é francamente simples, e a única opção que oferece é mesmo a de escolher o ponto de partida da imagem panorâmica.

O modo Fotografia apresenta no meio do ecrã uma opção que permite ajustar manualmente a quantidade de luz captada pelo obturador. Do lado direito encontram-se as definições, bem como atalhos rápidos para modos de captação (HDR, HDR+ e HDR Auto). contador e flash.

O modo Vídeo é familiar ao modo Fotografia, excepto que não permite ajustar automaticamente a luminosidade captada pelo obturador. Do lado direito temos atalhos rápidos para seleccionar o número de frames com que queremos gravar (os 60 fps só são possíveis em HD e Full HD), a resolução (720, 1080 ou 4K), desactivar o microfone ou activar o flash.

O modo Motions deixa-nos registar vídeos em câmara lenta ou timelapse.

Ainda assim, a interface da câmara é um dos seus pontos fortes. Nota-se que houve um esforço para tornar a sua utilização tão intuitiva quanto possível. Destaque positivo para a capacidade de gravar as fotos em RAW.

É de notar que os sensores de câmara, de 12 MP, são fabricados pela Samsung. A sua abertura maior (f/1.8) resulta em captações melhores em ambientes de pouca luz - mas não existem milagres, fazemos nós notar.

O facto é que as fotografias do BQ Aquaris X Pro, quando em condições favoráveis, têm boa qualidade e bons níveis de detalhes. Mas quando essa luminosidade é excessiva, o caso muda de figura.

As especificações técnicas das câmaras são as seguintes:

  • Câmara traseira: Samsung S5K2L7SX, 12 MP Dual Pixel, Abertura de ƒ/1.8, 1.4µm/pixel, 6 lentes Largan, Dual Tone Flash, Autofócus por detección de fase Dual PD, Resolução de vídeo 4K@30fps, Estabilizador de vídeo (Vidhance), Slow Motion (720p@120fps), Fast motion e Time Lapse, Auto HDR, Capturas em formato RAW, Definição manual de parâmetros (tempo de exposição, focagem e ISO), Modos noturno, panorâmico e de disparo contínuo
  • Câmara frontal: Samsung S5K4H8YX, 8 MP, Abertura de ƒ/2.0, 1.12um/pixel, 3 lentes, Flash frontal, Resolução de vídeo 1080p@60fps, Face Beauty, Selfie Indicator

 

 

Corpo & medidas

Apesar do tamanho, o BQ Aquaris X Pro não é um smartphone volumoso (7,8 mm de espessura) nem pesado (apenas 158g).

A estas características somam-se um corpo com acabamendo polido em alumínio adonizado e vidro 3D, um piscar de olhos à qualidade de construção de gamas mais altas.

O resultado é um smartphone grande, mas elegante; leve e confortável ao toque.

 

Ecrã

O BQ Aquaris X Pro é um telemóvel grande, que alberga um ecrã de 5,2 polegadas em formato 16:9. A resolução é Full HD (1080 x 1920 píxeis), o que nos sugere não ser a melhor opção para comprovar a qualidade final dos vídeos 4K gravados com o telefone.

A BQ revestiu o ecrã (um LCD IPS-LTPS) com um acabamento anti-dedadas que, infelizmente, não faz milagres.

 

BQ Aquaris X Pro Camera

 

Processamento

O processamento do BQ Aquaris X Pro fica a cargo de um Qualcomm Snapdragon 626, de oito núcleos, com capacidade até 2,2 GHz. O processamento gráfico fica a cargo de uma Adreno 506 até 650 Mhz.

Tecnicamente falando, as diferenças face ao 625 estão nos consumos mais inteligentes, no facto de ser 10% mais eficiente e na versão Bluetooth (4.2 no 626; 4.1 no 625).

Curiosamente, o 626 é mais potente do que o novo 630 - oito núcleos capazes de velocidades na ordem dos 2,2 GHz, contra quatro do 630 (que é octa core; os restantes quatro atingem velocidades máximas de 1,8 GHz). Esta diferença, contudo, não é notável.

Um aspecto que claramente benefficia o BQ Aquaris X Pro é a presença de Quickcharge 3.0, que permite efectuar carregamentos rápidos de bateria. A Qualcomm afirma ser possível obter o equivalente a 5 horas de autonomia em apenas 5 minutos.

 

Android 7.0 Nougat

Face ao 6.0, o Android 7.0 não trouxe novidades muito visíveis. Antes, focou-se em apimorar alguns detalhes com vista a um desempenho mais rápido no longo prazo. Por este motivo, o BQ Aquaris X Pro poderá parecer mais rápido que os telemóveis anteriores.

O BQ Aquaris X Pro corre Android  7.1.1 Nougat, que face à versão 7.0 implementou melhorias como ícones mais arredondados, um menu de definições aprimorado, novo deign de notificações e atalhos rápidos.

Outra novidade bem-vinda são os atalhos de acesso directo imediatamente a partir dos ícones das aplicações. Note-se que nem todas as apps suportam esta funcionalidade, pelo que é uma questão de experimentação. Por exemplo, as aplicações de atalho fixo (onde se encontram a Câmara, Browser e Contactos), basta ficarmos a pressionar num ícone para termos acesso a opções adicionais.

 

Memória & armazenamento

O BQ Aquaris X Pro tem 64 GB de armazenamento, dos quais 54 GB estão disponíveis para utilização. Isto significa que 10 GB são dedicados ao Android.

Com 4 GB de RAM, que ameaçam tornar-se no novo standard, a juntar-se o poder de processmento iniciado pelo Snapdragon 626, o BQ Aquaris X Pro faz do desempenho uma das suas grandes conquistas.

Recordamos que o Aquaris X Pro também suporta expansão de memória, o que lhe pode garantir até 256 GB adicionais.

 

12,854
Comentários
close