NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
A Huawei manifestou interesse numa fusão com a Nokia

A Huawei manifestou interesse numa fusão com a Nokia

quarta-feira, 19 junho, 2013 /
A Huawei manifestou interesse numa fusão com a Nokia

As acções da Nokia subiram na terça-feira após a Huawei ter alegadamente manifestado interesse numa fusão com a Nokia, embora dentro de condições específicas, tais como o abandono do Windows Phone enquanto plataforma exclusiva.

De acordo com o Financial Times, a empresa chinesa poderia considerar adquirir a empresa finlandesa caso esta estivesse disposta a largar o Windows Phone enquanto principal sistema operativo, mas também se manifestasse interesse numa potencial fusão entre as duas empresas.

No caso de ume eventual fusão, a exclusividade que a Nokia conferiu ao Windows Phone poderia apresentar-se como um risco para a Huawei, que ainda considera o sistema operativo operativo da Microsoft uma plataforma arriscada por ainda não ter desenvolvido uma quota de mercado suficientemente significativa desde que o Windows Phone 8 chegou ao mercado.

A Huawei manifestou interesse numa fusão com a Nokia

Stephen Elop, CEO da Nokia, já rejeitou considerar outras alternativas além do Windows Phone

'É difícil de dizer se o Windows Phone vai ser bem sucedido', referiu Richard Yu, presidente do conselho de administração do grupo Huawei. 'Tem uma quota de mercado muito pequena. [Os smartphones Windows] são fracos mas ainda necessitam de um custo de licenciamento. Isso não é bom. O Android é gratuito'.

O actual director-executivo da Nokia, Stephen Elop, já terá rejeitado diversas vezes considerar a hipótese de a Nokia se aventurar em lançar dispositivos que corram outras plataformas, tais como o Android da Google.

2,360