NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

Mediatek ou Snapdragon? Entenda as diferenças

terça, 13 março, 2018 /
Mediatek ou Snapdragon? Entenda as diferenças

Em termos gerais os Snapdragon estão melhor cotados do que os Mediatek. A razão para isto deve-se às diferentes abordagens na produção de systems-on-a-chip (SoC): enquanto a Qualcomm se foca mais em eficiência, a Mediatek privilegia o poderio bruto. Mas existem nuances pelo meio, as quais tentaremos explicar de seguida.

 

A opinião pública - não da crítica especializada, mas de utilizadores avançados - reconhece qualidades em ambas as fabricantes, com vantagem para a Qualcomm. Os processadores Snapdragon são o padrão de ouro dos processadores para smartphones por serem mais equilibrados, mais avançados e mais consistentes, mas também pelo suporte da comunidade de programadores. Os Mediatek, por outro lado, são bem mais baratos.

Comecemos pela arquitectura dos processadores de ambas as empresas. Enquanto que os processadores Snapdragon possuem quatro ou oito núcleos (quad ou octa core, respectivamente), os processadores da Mediatek podem ter até 10 núcleos (deca core). O desempenho bruto dos núcleos que equipam os processadores Mediatek também tende a ser superior aos da Qualcomm, embora isso não se traduza necessariamente em vantagem - afinal, quantidade não é sinónimo de qualidade. Vamos tentar perceber porquê.

Mais núcleos significam, de facto, mais poder e, em teoria, melhor capacidade para desempenhar várias funções em simultâneo (multi-tarefa ou, em inglês, multitasking). Mas também requerem mais energia para suportar o seu funcionamento, o que quase sempre se traduz em aumentos de temperatura indesejados e em consumos de bateria mais significativos.

No caso dos processadores Mediatek, embora o número de núcleos e potência dos mesmos impressione, também é facto que estes tendem a sobreaquecer e a drenar bateria em grandes quantidades. Os processadores Snapdragon tendem a considerar mais estes factores, o que explica o porquê de restringirem o número de núcleos e ainda assim apresentarem resultados consistentes. Mas o desempenho inferior dos Mediatek em relação aos concorrentes norte-americanos não significa que não tenham havido melhorias nos últimos anos. Ambas as empresas se esforçam por limar arestas às suas tecnologias, no entanto a Qualcomm mantém-se na linha da frente devido ao rigor e à continuidade dos testes aos seus processadores.

THERENT.ZONE - Aluguer de Dispositivos Tecnológicos

A questão mais interessante em relação ao desempenho é a seguinte: se os processadores Mediatek possuem um desempenho bruto por vezes superior aos da Qualcomm, então de que forma é que os Snapdragon vão à frente? A resposta, uma vez mais, não está no número de núcleos de processamento (que na Mediatek costumam ser superiores aos da Qualcomm), mas na qualidade do seu trabalho. Os processadores Mediatek oferecem um bom desemepenho, mas tudo isso tem um custo na autonomia de bateria do telefone e no sobreaauecimento deste - características em que os Snapdragon geralmente oferecem experiências melhores. Isto significa que sob pressão - em modo multi-tarefa, em jogos e em tarefas muito intensivas - os processadores Snapdragon conseguem lidar com a situação sem impactar tanto o telefone.

No entanto, é no desempenho gráfico que podemos apontar uma ligeira vantagem dos processadores Snapdragon face aos concorrentes da Mediatek. Nos Snapdragon há uma maior e melhor integração da placa gráfica com o SoC - a Adreno é, afinal, desenvolvida pela Qualcomm especificamente para os seus processadores. Na Mediatek a GPU é desenvolvida por terceiros, com arquitecturas diferentes do CPU, o que dificulta o reajuste de todo o sistema. No entanto ambos apresentam desempenhos muito bons.

As conclusões favorecem quase sempre os processadores da Qualcomm em relação aos da Mediatek. Contudo, seria erróneo considerar que os processadores da Mediatek são de má qualidade. Na verdade adquirir um telefone equipado com Mediatek possui diversas vantagens, a começar pelo preço - é graças à filosofia da Mediatek que encontramos telefones mais acessíveis com desempenhos capazes de rivalizar com topos-de-gama actuais. Em gamas de preço semelhantes, especialmente em gamas intermédias ou mais baixas, muitas vezes as características dos Mediatek são mais apelativas que nos Snapdragon. Por isso, em smartphones mais baratos, o mais provável seria optarmos por um dispositivo equipado com Mediatek em vez de Snapdragon. A partir do segmento médio e até ao alto, contudo, a escolha mais consistente é sem dúvida Snapdragon.

7,628

Colaborações

MindShaker

O que saber sobre desbloquear o telemóvel?

Por MindShaker | 17 julho 2018

THERENT.ZONE

HTC Vive vs Oculus Rift: qual o melhor equipamento de realidade virtual?

Por THERENT.ZONE | 21 março 2018

eMenuk

Sistema de Menu Digital Para Restaurantes

Por eMenuk | 15 março 2017

Surf Map Portugal

Tecnologia no Surf

Por Surf Map Portugal | 07 março 2017

Colunistas

Lauro Lopes

Como fazer captura de ecrã no Android?

Por Lauro Lopes | 08 agosto 2018

close