NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Uber chegou a Lisboa e já fez inimizades

Uber chegou a Lisboa e já fez inimizades

terça-feira, 08 julho, 2014 /
Uber chegou a Lisboa e já fez inimizades

O serviço, que permite chamar motoristas privados em qualquer parte da cidade, estreou-se em Lisboa na sexta-feira. A aplicação é considerada ilegal pelo pesidente da ANTRAL

Uber chegou a Lisboa e já fez inimizades

*Artigo publicado em ionline.pt/tecnologia

A chegada deste serviço ao mercado português já motivou críticas por parte de Florêncio Almeida, presidente da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), que classifica o novo serviço como sendo "ilegal" e proporcionando concorrência desleal.

"É ilegal. Esse serviço não pode ser feito, porque há uma legislação que regulamenta o sector dos transportes e esse programa viola essa legislação", afirmou em declarações à Lusa.

Para o presidente da ANTRAL, os motoristas da Uber necessitam de uma licença, enquanto que os veículos precisam de estar associados a uma empresa, que por sua vez irá requerer um alvará.


Mais Apps

Aplicação para receber notificações do Android no seu PC
Apps: Aplicação usa Realidade Aumentada para mostrar Lisboa no passado
5 aplicações para quem não vive sem música
Como desactivar apps pré-instaladas no Android em 7 passos
Com problemas para dormir bem? Estas 3 apps podem ajudar


Como funciona o Uber - Sempre que o utilizador precisa de uma boleia só tem que aceder à aplicação a partir do seu smartphone para ver quais os automóveis mais próximos da sua localização, para os quais é possível enviar um pedido.

Existe uma taxa-base de dois euros, enquanto que o valor mínimo a pagar pelo serviço é de oito euros. Os valores finais, contudo, poderão variar consoante o tempo e a distância da viagem - ao todo são cobrados 30 cêntimos por minuto e 1,10€ por quilómetro.

As taxas de cancelamento situam-se nos oito euros. Quanto aos pagamentos, estes são feitos através de cartão de crédito a partir da aplicação. Os motoristas ficam com 80, com os restantes 20% reservados à comissão que a Uber cobra por cada viagem.

Sempre que é feito um pedido para uma viatura, o utilizador recebe de volta uma fotografia do motorista juntamente com o nome e a matrícula do automóvel. Os condutores também são formados e certificados pela Uber, enquanto que as viaturas que utilizam estão sujeitas à aprovação por parte da empresas.

Por enquanto o serviço só disponibiliza a modalidade UberBlack, que se foca em transporte privado de carros de gamas elevadas, mas são esperadas mais opções para o futuro.

3,990