NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Tim Cook. Biografia

Tim Cook. Biografia

sexta-feira, 11 setembro, 2015 /
Tim Cook. Biografia
É o actual CEO da Apple. Mas será apenas isso?

Uma das maiores e mais lucrativas empresas do século XXI, a Apple foi fundada por Steve Jobs, Steve Wozniak e Ronald Wayne em 1976 com o intuito de mudar o mundo através da implementação de novas tecnologias, até à data impensáveis.

A forma em como a Apple conseguiu conquistar um dos lugares primordiais no top de empresas inovadoras é indubitavelmente de louvar, dada não só a feroz concorrência de outras grandes companhias como a famosa Microsoft, como também devido às várias dificuldades por que passou ao longo da sua história.

Após um trabalho exemplarmente executado por parte de Steve Jobs até 2011, data em que o destino o traiu, coube a Tim Cook ocupar o seu lugar e carregar o pesado fardo de sucesso da empresa da maçã sob os seus ombros.

Mas… quem é Tim Cook?
PRÉ-APPLE
 

Nascido na pequena vila de Robertsdale a 1 de Novembro de 1960 no estado de Alabama, Estados Unidos, Tim Cook sempre foi um apaixonado por tecnologias, o que o levou a concretizar um bacharelato em engenharia industrial em 1982. De seguida tirou um MBA (Master of Business Administration) na Faculdade de Economia de Fuqua, pertencente à Universidade de Duke, em finais dos anos 80.

Os cursos alcançados aliados a uma personalidade marcada pela curiosidade e vontade em singrar na área de computação, permitiram-lhe abrir portas para a popular empresa IBM, percurso esse que se fez ocupar por 12 anos. Em 1994, Tim Cook juntou-se à Intelligent Electronics no seu primeiro cargo executivo como COO (Chief Operating Officer) no departamento de revendas durante cerca de 3 anos, seguindo-se então uma fase efémera de apenas 6 meses na conhecida Compaq como vice-presidente de materiais corporativos.

Tim Cook nos tempos da IBM

TimCookIBM


APPLE
 

Passados os 6 meses na Compaq, Tim Cook juntou-se à Apple em inícios de 1998, muito antes da empresa sequer imaginar que iria produzir alguns dos mais bem sucedidos equipamentos tecnológicos até à data. Nessa altura, a Apple preocupava-se em inverter uma tendência de decréscimo financeiro, devido a uma série de quebras em termos de vendas. De facto, Tim Cook foi persuadido a não aceitar o cargo na Apple, pois segundo algumas personalidades como Michael Dell – fundador e CEO da empresa Dell -, a Apple estava à beira do abismo, tendo mesmo afirmado que, por ele, «fechava a empresa e devolvia o dinheiro aos accionistas».

Mesmo contra a corrente, Tim Cook aceitou o desafio que, segundo o próprio, correspondeu a uma das melhores decisões sua vida, como afirmou durante um discurso na Universidade de Auburn:

«A descoberta mais significativa da minha vida foi o resultado de uma única decisão: a decisão de me juntar à Apple».

Discurso na Universidade de Auburn

TimAuburn
 

Depois da entrada de Tim Cook para os quadros da Apple como gestor de operações, a empresa começou a viver melhores dias. Em menos de um ano na Apple, Tim Cook conseguiu fazer com que uma empresa que estava segundo alguns, à beira da extinção, finalmente apresentasse lucros, contrariando perdas na ordem de um milhão de dólares face à época fiscal anterior.

Posteriormente e passados 13 anos, Tim Cook foi apontado como o novo CEO da Apple, lugar ocupado pelo fundador Steve Jobs, falecido em Outubro de 2011 após uma longa batalha contra o cancro.

No ano em que foi lançado o iPhone 4S, o primeiro da empresa a fazer uso da popular assistente de voz Siri, Tim Cook tomou as rédeas da empresa com unhas e dentes, tendo sido directamente responsável por grande parte do sucesso de que a empresa goza actualmente.

Desde 2011 foram lançados inúmeros novos equipamentos e actualizações de sistema, dos quais se destaca o iPhone 5, 6 e mais recentemente o iPhone 6S, o Apple Watch, assim como as versões do sistema operativo iOS 7, 8 e 9, inovações simbólicas de algumas das maiores transições alguma vez demonstradas pela Apple na sua linha de produtos e que vieram oferecer lucros até então impensáveis para a empresa, conseguindo desta forma manter a gigante da maçã no caminho do sucesso.

Em Maio de 2014 a Apple anunciou a sua maior aquisição até à data, nomeadamente a aquisição da empresa Beats Music e Beats Electronics por uns avultados 3 mil milhões de dólares, algo que Tim Cook justificou como negócios que «complementam os nossos produtos e irão ajudar a ampliar o ecossistema Apple no futuro».

Tim Cook com Dr.Dre, fundador da empresa Beats

TimBeats
VIDA PESSOAL
 

Nomeado em 2011 como uma das pessoas mais poderosas do mundo pela aclamada revista Forbes, em 2012 foi considerado o CEO mais bem pago do planeta, desta feita com base num artigo publicado pelo jornal The New York Times. Por essa altura, Tim Cook auferia um valor na ordem dos 900 mil dólares anuais, valor que, contemplando outras formas de compensação, ascende a mais de 300 milhões de dólares ganhos… apenas em 2011.

Apaixonado pelo fitness e saúde, Tim Cook sempre foi um ávido desportista, característica parcialmente espelhada no lançamento do Apple Watch, o primeiro equipamento verdadeiramente novo a ser lançado pela Apple durante o seu reinado.

Em Outubro de 2014, Cook admitiu ser homossexual num artigo de opinião para a revista Bloomberg Businessweek, no qual afirmou que nunca negou a sua orientação sexual, apenas não a assumiu publicamente contudo, por ser o CEO de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, afirmou ser da opinião de que se a revelação da sua privacidade pudesse ajudar outros em situações similares, então valeria a pena abdicar da mesma.

Tim Cook é também das personalidades que mais preocupação demonstra com causas relativas a caridade, tendo afirmado em Março deste ano que planeia doar parte senão mesmo toda a sua fortuna para caridade no futuro, assumindo um cenário em que poderá eventualmente criar uma fundação semelhante àquela criada por Bill Gates.


 

 
3,612