NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Simens, Ericsson e Vodafone: um negócio de milhões

Simens, Ericsson e Vodafone: um negócio de milhões

segunda-feira, 27 novembro, 2000 /
A Mannesmann juntou a Simens e a Ericsson para lançar a 3G na Alemanha A Siemens e a Ericsson associaram-se à Mannesmann (a representante alemã da Vodafone) num negócio de 840 milhões de dólares (mil milhões de euros) para construir a rede de terceira geração (3G) na Alemanha. O contrato, que é o segundo a ser estabelecido por uma das seis operadoras alemãs com licenças 3G, poderá ser um sucesso para os dois grupos, que de outro modo teriam de enfrentar uma dura concorrência entre as suas infra-estruturas. A Siemens começará com a concepção de uma rede de testes em Munique, enquanto a Ericsson fará o mesmo em Dussledorf, onde a Mannesmann tem a sua sede. Os primeiros elementos das redes deverão estar prontos em 2001 e os contratos duram até 2002. Esta é a primeira aliança cujo financiamento teve de ser organizado pela operadora fornecedora - Siemens e Ericsson receberam cada uma 500 milhões de euros -, o que é visto como um indicador de considerável concorrência entre infra-estruturas americanas e europeias e como uma aumento de tensão financeira entre operadoras.
3,281