NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Reuniões contraprodutivas? Há uma solução

Reuniões contraprodutivas? Há uma solução

sexta, 18 dezembro, 2015 /
Reuniões contraprodutivas? Há uma solução

Não perca tempo com reuniões desnecessárias.


Imagem por: Barretmosbacker
 
 

Se trabalha numa empresa e ocupa um cargo executivo, identifica-se certamente com este intemporal problema: reuniões contraprodutivas.

As desvantagens são inúmeras, mas a principal é sem dúvida a perca de tempo. Tempo esse que podia ter sido utilizado para realizar alguma actividade frutífera, ao invés de o perder a marcar presença numa reunião cujo produto final não vai ao encontro das expectativas.

Então, qual a solução para tornar as suas reuniões mais rendosas?

A resposta é dada pela “Do, uma empresa especialmente dedicada à organização de reuniões. Apesar de poder parecer – admito, de facto parece – descabido, depois de saber alguns dos clientes com os quais a Do trabalha, a temática das reuniões será certamente repensada. 

Ficam aqui apenas algumas das empresas que recorrem à Do para marcar e conduzir as suas reuniões.

 

  • Apple
  • Google
  • Facebook
  • Netflix
  • Dropbox
  • Twitter
  • Microsoft
  • Spotify
  • Disney

O que faz estas grandes empresas recorrerem ao software da Do para se organizarem?

Jason Shah, CEO da Do, respondeu recentemente a algumas questões da revista “Inc.” a este respeito.

- O que faz a sua empresa?

«A Do é um software que é explicitamente focado em reuniões. A nossa pesquisa mostra que os executivos passam cerca de 23 horas semanais em reuniões. Isto é muito tempo, logo, quer-se ter a certeza que o retorno é positivo. O nosso produto pega nos principais problemas na cultura das reuniões e cria processos que sistematicamente os elimina».
 

- Qual é que acha ser o maior problema nas reuniões?

«Existem diversos problemas, mas um dos piores é a falta de seguimento. Existe uma horrível tendência em esquecer duas distinções bastante básicas – o que foi feito e o que é preciso fazer. Frequentemente as pessoas saem das reuniões confusas acerca de ambas e, como resultado, as suas acções acabam sempre por ficar incompletas. Em última instância, este facto torna a reunião numa perca de tempo.
Basicamente, nós queremos simplificar a questão “O que é que eu preciso mesmo de fazer?”, através da disponibilização de um local central para os trabalhadores poderem ficar ocorrentes daquilo que é mais importante no que às suas reuniões diz respeito».

Estas são apenas duas questões entre muitas outras que poderiam ser colocadas, contudo, as respostas dadas por si só já são elucidativas das consequências que reuniões desnecessárias e contraprodutivas podem trazer.

Assim sendo, da próxima vez que desejar realizar uma reunião com a garantia da mesma ter retorno, já sabe. A “Do” é o caminho a seguir. 


 

P.S: Gostava de ser mais produtivo no trabalho? Saiba como, aqui

2,844