NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Mulheres vs Homens: como ambos usam os smartphones nas relações

Mulheres vs Homens: como ambos usam os smartphones nas relações

quarta-feira, 12 fevereiro, 2014 /
Mulheres vs Homens: como ambos usam os smartphones nas relações

Sabia que 75% dos homens apreciam receber fotografias sensuais nos seus smartphones? O que não sabia é que esta é exactamente a mesma percentagem de mulheres que NÃO gosta de as receber

? Wiko Highway traz Full HD e "verdadeiro" octa-core por 349 euros

? Como simular a experiência stock Android no seu smartphone Android

? Nokia Lumia 1520: análise ao maior Windows Phone 8 do mercado (vídeo)

Tecnologias como a internet e, mais recentemente, smartphones ou tablets, foram concebidas acima de tudo para ligar as pessoas entre si. Neste sentido, o seu impacto foi tão significativo e transformador que praticamente todas as áreas de intervenção da humanidade foram de alguma forma convertidas ao formato digital - o que também inclui encontros e relações amorosas.

Este fenómeno é particularmente observável em mercados onde estas tecnologias se encontram profundamente integradas, tais como os EUA. Este contexto motivou também a monitorização e acompanhamento do seu impacto nestas áreas - no caso dos relacionamentos amorosos ou encontros, por exemplo, a organização Singles in America realiza todos os anos um inquérito com propósitos académicos, liderado pela antropóloga Helen Fisher, que também é professora na Universidade Rutgers.

(Nota: importa referir que o mesmo estudo é patrocinado pela Match.com, um site de encontros de enorme popularidade nos EUA)

A mais recente edição deste estudo procurou padrões entre o seu universo de inquiridos para determinar quais as regras de etiqueta tecnológica que prevalecem na actual era digital. E se alguns resultados foram expectáveis, outros revelaram algumas perspectivas curiosas.

? Um em dez norte-americanos não passa sem smartphone durante sexo

? Já há uma app para smartphones que monitoriza a sua actividade sexual

1. No primeiro encontro - Menos de metade do total de utilizadores solteiros olha para os seus smartphones durante o primeiro encontro com uma pessoa. Do universo dos solteiros, as mulheres heterossexuais são as que mais cedem a esta tentação (47% olha para o seu smartphone num primeiro encontro), seguidas pelas mulheres homossexuais (40%), homens heterossexuais (38%) e homens homossexuais (37%).

2. Argumentos para não mexer no seu smartphone num primeiro encontro - Conhece o conceito de uma "primeira impressão"? Aparentemente o tipo de aparelho que utiliza pode contribuir para causar uma impressão sobre si. 37% dos inquiridos no estudo admitem julgar os outros com base nos dispositivos que utilizam. Mais especificamente: 36% dos solteiros na casa dos 20, 28% dos solteiros na casa dos 30, 25% dos solteiros na casa dos 40 e aproximadamente 20% dos solteiros acima dos 50.

3. O que não enviar numa SMS - Enviou uma SMS à sua cara metade e ela ainda não lhe respondeu? Então saiba que não é boa ideia enviar outra mensagem de texto enquanto não obtiver uma resposta: 59% dos homens e mulheres do universo de inquiridos admitiu não gostar de receber mais do que uma mensagem antes de enviarem eles próprios uma resposta.

? Poderia a publicidade online afectar a vida sexual dos utilizadores?

? Facebook e Twitter prejudicam vida sexual de utilizadores

4. Do que eles NÃO gostam - No caso dos homens, o envio de mensagens durante o horário laboral é visto com maus olhos por 45% dos inquiridos, ao passo que escrever uma mensagem de texto em calão digital - ex: Lindo vs Winduh - também não cai nas graças de 39% deste universo.

Em parte, estes dados são explicados com a arquitectura cerebral do sexo masculino: os homens tendem a não dar-se bem num ambiente multi-tarefa. Isto significa que preferem realizar uma tarefa de cada vez, o que lhes permite ter um foco muito aprofundado naquilo que estão a fazer - em contrapartida, a sua tolerância a distrações como um e-mail ou uma SMS é suficiente para distraí-los do seu foco principal, segundo afirmou Helen Fisher.

5. Do que elas gostam - Talvez para alimentar um pouco da confusão que pode reinar nos relacionamentos digitais entre homens e mulheres, cerca de 63% afirmou apreciar receber mensagens de texto durante o seu horário laboral. Esta estatística tão oposta à do sexo masculino poderia ser explicada pelo facto de que as mulheres pensam de maneira diferente dos homens: o sexo feminino interliga pensamentos e faz mais ligações entre os dois hemisférios do cérebro, o que as torna mais eficientes a lidar com multi-tarefas e a tolerarem mais distracções no seu trabalho.

6. O que ambos pensam do envio de fotografias - Não, as mulheres não apreciam especialmente o envio de fotografias sensuais para os seus smartphones, de acordo com 75% das inquiridas. O mesmo se aplica a selfies (fotografias tiradas a si próprios/as), com 61% a admitir que não as apreciam especialmente. Fotografias de cariz não-sexual, contudo, são do agrado de 79% das inquiridas do sexo femino. O mesmo se aplica a emoticons (76%).

Já os homens, que são criaturas mais visuais, apreciam fotografias sensuais (não surpreendentemente, 75% dos inquiridos enquadra-se neste segmento), não sexuais (77%) e de emoticons (73%).

7. Quando as coisas ficam picantes (Sexting) - De acordo com o estudo, 36% das mulheres inquiridas admitiu já ter enviado uma fotografia sensual ao parceiro/a, contra 35% dos homens. Olhando para o universo de solteiros de ambos os sexos, contudo, aproximadamente um quarto (26% dos homens, 23% das mulheres) admite já ter partilhado com outras pessoas uma fotografia sensual que recebeu do parceiro. E se acha que esta percentagem é elevada, saiba que na casa dos 30 é ainda maior (31%).

Por sexting também se entende o envio de mensagens sexualmente explícitas - 40% das mulheres já enviou uma mensagem destas, comparado com 48% dos homens.

? Eve Online honra jogadores com monumento físico, na Islândia

? Nokia regressa ao hardware em 2014 como fabricante de relógios inteligentes (rumor)

? LG G Flex a 690 euros na Vodafone

Mulheres vs Homens: como ambos usam os smartphones nas relações

6,355