NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

LG G Flex: as nossas primeiras impressões

quarta-feira, 12 março, 2014 /
LG G Flex: as nossas primeiras impressões

Hoje foi dia de LG G Flex na redacção do Telemoveis.com. O popular smartphone "banana", como já tem sido apelidado online, chegou ao mercado europeu em Fevereiro e encontra-se actualmente disponível por 889 euros (desbloqueado), ou por 690 euros bloqueado a operador

Este é um smartphone que se situa na gama alta do mercado, e tudo nele parece querer recordar-nos disso mesmo - desde a embalagem minimalista, também ela em formato curvo, ao fantástico (e gigante) ecrã de alta definição com que vem equipado.

Uma breve passagem pelas suas especificações técnicas: o G Flex suporta 4G, o seu ecrã curvo mede 6 polegadas (P-OLED, resolução HD ou 720p) e foi equipado com Gorilla Glass 2, este smartphone apresenta 32 GB de espaço de armazenamento (sem suporte microSD) e 2 GB de RAM, além de trazer consigo todas as opções de conectividade obrigatórias numa gama destas: BLuetooth 4.0, NFC e Wi-Fi, além de infravermelhos. A câmara digital é de 13 MP e filma em Full HD (1080p).

O LG G Flex corre Android 4.2 e é actualizável para 4.4 KitKat (que poderá permitir-lhe gravar vídeos em 4K). Apresenta um potentíssimo processador quad-core de 2.2 GHz e uma bateria de 3500 mAh.

? Mulheres dominam redes sociais, de acordo com infográfico

? Sugestão Android: importe os aniversários do Facebook para o calendário do seu smartphone

? Midia InkPhone, o smartphone Android com duas semanas de autonomia

Os seus grandes destaques vão para o seu design pouco convencional: além do ecrã curvo, a distribuição dos botões também é muito pouco convencional - os botões de volume e de ON/OFF encontram-se localizados nas costas deste gigante, mesmo por debaixo da câmara digital.

O LG G Flex é um gigante pesado - pesa 177g e, embora não seja tão pesado como o Nokia Lumia 1520 que testámos recentemente, essa diferença não parece ser notável. Não que tenhamos algum problema com dispositivos pesados: confere-lhes uma certa sensação de resistência e durabilidade, além de que deve ser quase impossível reduzir, actualmente, este peso de forma significativa num aparelho de 6 polegadas. O que em parte justifica a sua forma e design.

O seu peso, em conjunto com o seu formato curvo, tornam-no num aparelho relativamente confortável de segurar para o seu tamanho. Sempre nos queixámos da dificuldade em utilizarmos aparelhos gigantes com uma só mão, mas a LG parece ter tomado estas queixas em consideração ao ter adaptado a interface dos seus botões físicos para as costas do G Flex. Não é belíssimo e causa estranheza, mas é prático.

? Como cancelar uma compra e ser reembolsado na Google Play

? LG Maximo L7 II - análise no Telemoveis.com (vídeo)

? Apple iPhone Air: vídeo conceptual mostra como poderia ser o próximo iPhone

A disposição dos botões, que admitimos ter-nos parecido estranha inicialmente, em especial quando contemplámos o G Flex apenas em imagens, passou a fazer muito sentido quando o utilizámos pela primeira vez - reduz a ginástica que teríamos que fazer com os dedos num aparelho de design mais convencional, e o seu formato curvo é também ergonómico na medida em que permite agarrá-lo com maior segurança.

O ecrã está longe de apresentar a resolução mais elevada do mercado, mas é sem dúvida um marco na história da LG ter conseguido produzir um dispositivo em formato curvo com uma resolução de alta definição.

O seu formato também levou-nos a querer testar algumas informações que fizeram do LG G Flex um smartphone bastante popular online: a sua capacidade de auto-regeneração, o seu factor ergonómico e a sua flexibilidade.

? Apple iPhone é o smartphone com maiores probabilidades de ser roubado

? Sugestão Android: AirDroid permite gerir e aceder remotamente ao seu smartphone

? Cortana: assistente virtual do Windows Phone mostra "cara" em vídeo

Passámos com as chaves nas suas costas na esperança de que o LG G Flex correspondesse aos vídeos que sobre ele circularam online, mas foi com alguma desilusão que constatámos que o mito se sobrepôs à realidade - o LG G Flex tem capacidade para recuperar de danos superficiais, mas de forma bastante leve. Esta tecnologia, ainda que seja interessante, encontra-se numa fase muito embrionária e ainda não justifica a sua integração num aparelho desta gama (os custos excessivos não compensam o retorno que o utilizador terá).

Supomos, a seu favor, que o LG G Flex seja a última coisa que irá querer colocar juntamente com as suas chaves no mesmo bolso - mais não seja porque este aparelho é demasiado grande para conseguir levar as duas coisas no mesmo compartimento. Pelos riscos que encontrámos nas suas costas pudemos constatar que, muito provavelmente, não fomos os únicos a querer colocar esta característica à prova.

? Samsung Galaxy S5 vs LG Nexus 5

? Sugestão Android e iOS: Free Zone, uma app para encontrar Wi-Fi gratuito

? Samsung Galaxy S5 desbloqueado custa 699 euros, na Roménia

O seu formato curvo, por sua vez, superou as nossas expectativas. Vamos ser honestos e referir que os aspectos ergonómicos, ainda que optimizem a experiência de utilização, tendem a ser facilmente ignorados por nós, uma vez que tendem a acrescentar muito pouco valor real à utilização de um aparelho. No caso do LG G Flex, contudo, o seu formato torna a sua utilização mais confortável, adapta-o melhor à nossa cara durante chamadas e concede-lhe uma bem-vinda resistência.

Esta resistência é útil em situações que tendem a ser mais comuns do que se imagina: quando um utilizador se senta em cima do smartphone, por exemplo, ou em situações onde o aparelho seja obrigado a suportar peso excessivo. Nestas situações o formato curvo do G Flex brilhou, e perguntámo-nos qual será a sua real tolerância de peso (colocámos três edições dos clássicos dicionários da Porto-Editora em cima dele e nem isso foi o suficiente para ele se flexionar).

Embora adorássemos desenvolver mais esta matéria, o tempo que passámos com ele ainda não foi o suficiente para podermos formular uma opinião definitiva. Iremos disponibilizar brevemente a nossa análise completa em vídeo.

Também recomendamos:

? JayBird SportsBand 2 Bluetooth: auscultadores wireless para levar para o treino

? Huawei Ascend P6 introduz análises do Telemoveis.com em 2014

? Nokia Lumia 1520: análise ao maior Windows Phone 8 do mercado (vídeo)

? Samsung Galaxy Note 3 e Samsung Galaxy Gear: as nossas primeiras impressões

LG G Flex: as nossas primeiras impressões

LG G Flex: as nossas primeiras impressões

LG G Flex: as nossas primeiras impressões

LG G Flex: as nossas primeiras impressões

LG G Flex: as nossas primeiras impressões

5,006