NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

Já têm uma desculpa para o vício nos videojogos

quinta-feira, 02 maio, 2013 /
Já têm uma desculpa para o vício nos videojogos

Os jogos de vídeo podem não só travar o declínio mental ligado ao envelhecimento, como parecem ainda ser capazes de reverter os efeitos já provocados.

Como prevenir o declínio mental depois dos 50 anos? Simples, basta jogar jogos de vídeo. Segundo um estudo realizado pela Universidade do Iowa, EUA, publicado na passada quarta-feira, os jogos de vídeo permitem não só a prevenção do declínio mental como parecem ainda poder reverter a situação, melhorando a capacidade cognitiva das pessoas.

Já têm uma desculpa para o vício nos videojogos

Ao todo foram observadas, durante um ano, cerca de 681 pessoas, tendo sido divididos em quatro grupos constituídos por escalóes etários dos 50 aos 64 anos de idade. Enquanto que um dos grupos estaria encarregado de fazer palavras cruzadas num computador, os restantes três tiveram de jogar um jogo de dificuldade progressiva. Independentemente da velocidade inicial de processamento mental de um indivíduo, 'o treino pode permitir a um jogador aumentar em 70% a sua velocidade', segundo Fredric Wolinsky, autor do estudo citado na TVI24. 'Não só prevenimos o seu declínio como melhorámos as suas faculdades'.

Os efeitos parecem ter sido realmente bastante positivos e mais notáveis nos 'gamers' do que no grupo que realizou as palavras cruzadas: segundo o Sol, os grupos que jogaram pelo menos durante 10 horas de poderão ter adquirido o equivalente a três anos de boa saúde mental, ao passo que mais quatro horas adicionais terão contribuído para reverter o declínio cognitivo em cerca de quatro anos. Em alguns casos, inclusive, essas melhorias poderão ter equivalido a sete anos de boa actividade cognitiva.

3,021
Tags
Jogos