NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

Instagram e Twitter expõem armas em Natal norte-americano

quinta-feira, 27 dezembro, 2012 /
Instagram e Twitter expõem armas em Natal norte-americano

Instagram e Twitter servem para mais do que exibir fotos tiradas a pratos com comida; vários utilizadores nos EUA usaram o Instagram e o Twitter para exibirem as suas prendas de Natal - armas de fogo.

Instagram e Twitter expõem armas em Natal norte-americano

Não há dúvidas de que a questão das armas de fogo é uma das mais debatidas actualmente no cenário político norte-americano, especialmente após terem ocorrido recentemente uma série de tiroteios que trouxeram novamente o assunto à tona - sendo que um dos quais, o tiroteio de Sandy Hook, ocorreu numa escola primária e vitimou dezenas de crianças. E se este é um tema que conta com os seus apoiantes e opositores, dúvidas não sobram em relação à exótica paixão norte-americana pelas armas de fogo - a qual se manifesta também através de um dos lobbies mais poderosos actualmente nos EUA.

E eis que entram em cena as redes sociais: o Instagram e o Twitter, duas das redes sociais mais populares da actualidade, revelaram-se especialmente marcantes para o Natal dos norte-americanos que apoiam a segunda emenda da sua constituição - a que defende que cada cidadão dos EUA tem direito a ter consigo uma arma de fogo. Foram vários os Tweets que fizeram referência a armas de fogo, embora também o Instagram tenha sido invadido por apoiantes incondicionais da segunda emenda da constituição norte-americana.

Instagram e Twitter expõem armas em Natal norte-americano

Uma das armas de fogo mais populares nas redes sociais parece ter sido a AR-15, uma arma semi-automática (na primeira imagem) que se tornou especialmente polémica por ter sido uma das utilizadas pelo atirador de Sandy Hook. Este é um modelo que conta com várias variantes e é muito popular nos EUA, além de ser de um acesso relativamente fácil, segundo o The Verge.

Estas imagens e mensagens de 'apoio' surgem numa altura particularmente polémica no cenário político norte-americano, já que se anda a debater a possibilidade de controlar mais rigorosamente o acesso e a posse de armas - uma questão que parece dividir a opinião pública nos EUA. E o que é que acontece quando há o risco de que o acesso a um bem termine? Não fugindo à tendência, a compra e venda de armas de fogo parece ser agora mais popular do que nunca nos States.

O que acham os leitores em relação à questão das armas de fogo nos EUA? Acham que 'mais armas' são, de facto, uma solução? Ou que realmente deve haver maior controlo? Deixem-nos o vosso feedback!

3,102