NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
25 Exemplos de menus digitais para restaurantes

25 Exemplos de menus digitais para restaurantes

quarta, 30 agosto, 2017 /
25 Exemplos de menus digitais para restaurantes

 

Quando decidimos analisar os 28 menus digitais para restaurantes que compõem este artigo, pretendíamos atingir dois objectivos: realizar uma análise detalhada à oferta existente e perceber como poderia a adopção de ementas digitais beneficiar os restaurantes.

Contudo, por questões práticas e devido ao grande número de serviços encontrados, decidimos focar-nos nas características gerais dos serviços em si; reservámos as vantagens dos sistemas de cardápio digital para um outro artigo.

Mas podemos resumir os benefícios económicos e práticos a:

 

  • Actualizações ilimitadas, imediatas
  • Menu sempre actualizado
  • Multi-idioma
  • Reduz custos de impressão de menus em papel
  • Informação mais visual
  • Complementáveis com vídeos e imagens
  • Informação personalizável
  • Maior componente de entretenimento ao cliente
  • Melhora a experiência do cliente
  • Rentabilizado com publicidade ou vendas de produtos adicionais

 

Os pontos acima referidos estão, de um modo bastante geral, reflectidos na maioria dos cardápios digitais que analisámos. Na sua maioria, as ementas digitais focam-se muito na resolução dos mesmos problemas; o que muda são as abordagens às soluções, como veremos a seguir.

Passemos assim directamente às ementas.

 

#1. Emenuk (Portugal)

  • Preços sob consulta (preencher formulário)
  • Multi-idioma
  • Mais informações em www.emenuk.pt

Começamos pelo Emenuk por ser um menu digital para tablets Android com o qual o Telemoveis.com tem uma relação e o projecto com o qual estamos mais familiarizados.

A proposta do Emenuk é bem simples: ser um substituto digital dos menus de papel.

O Emenuk é um menu digital para tablets Android, simples, onde os conteúdos dos cardápios são geridos a partir de um editor de texto disponível na app. Em alternativa, os restaurantes podem actualizar as ementas acedendo a um backoffice no seu navegador de internet.

Está disponível em vários idiomas, inclui menu do dia e conta com uma opção mais económica que exibe só texto nos produtos de cada categoria. No entanto, sendo um menu digital, seria um desperdício ao menos não considerar tirar partido da componente visual das cartas digitais para tablets.

É possível ter uma ideia de como é a experiência Emenuk através da demonstração disponível no site. Também encontramos dicas de utilização no site, úteis para quem não está familiarizado com o ambiente digital.

Os preços variam consoante o número de páginas do menu. Inclui uma opção mais económica, que permite exibir só em texto os produtos de cada categoria. Também é possível adicionar 'sponsors' para divulgação adicional de marcas.

 

#2. Menu Digital (Portugal)

  • Pagamentos por mensalidade (€19,90)
  • Língua Portuguesa
  • Mais informações em www.menudigital.pt

O Menu Digital é uma carta digital para Android e iOS. Para usá-lo é necessário descarregar a aplicação (iTunes ou Google Play) e configurar o dispositivo com um código de acesso enviado pelo Menu Digital.

Após a instalação, procedemos à configuração do dispositivo com um código do local do restaurante na página de entrada da aplicação. O acesso à configuração requer a introdução de uma palavra-passe fornecida pelo Menu Digital.

O código do local do restaurante é fornecido quando acede ao Backoffice, depois de aceder à área reservada. Cada restaurante adicional exige um código do local correspondente para aceder aos menus.

Disponibiliza suporte técnico e apoio personalizado.

Permite criar ou importar a partir de software de restauração popular no mercado. Também é possível adicionar 'sponsors' para divulgação adicional de marcas.

 

#3. Menu Digital (Brasil)

  • Três planos de pagamento (Prata; Ouro; Sistema de Pedidos)
  • Multi-idioma (12 línguas diferentes)
  • Mais informações em www.digitalmenu.com.br

O Menu Digital brasileiro funciona por QR Code (uma espécie de código de barras). Quando um cliente chega ao restaurante, usa a câmara do smartphone/tablet para ler o código e aceder aos conteúdos da ementa digital.

O QR Code é exibido em locais estratégicos dentro do restaurante para potenciar ao máximo os seus benefícios. As ementas digitais são exibidas no idioma nativo do smartphone do cliente. A vantagem deste formato está em não precisar da instalação de aplicações.

Quando um cliente acede ao Menu Digital também ganha acesso a outras funcionalidades, incluindo a capacidade para efectuar pedidos através do menu digital, informar mesa, nome e telefone.

Os pedidos são depois transferidos para a cozinha, que os processa. O fecho da conta só ocorre quando o cliente selecciona a opção 'solicitar conta' e este é processado. A gestão do cardápio digital é feita através de um backoffice.

 

#4. Tabletech (Espanha)

  • Preços sob consulta
  • Multi-idioma
  • Mais informações em www.elmenudigital.com

O Tabletech foi criado a pensar em restaurantes e cadeias hoteleiras. O serviço está dividido em três ofertas distintas, cada qual com as suas próprias características. É compatível com Android, iOS e Windows.

A empresa promete ter o sistema implementado em uma semana. Oferece um período experimental de 30 dias.

 

4.1. Carta Digital

A entrega das cartas digitais acontece após recolher informações fornecidas pelo restaurante acerca do menu. Inclui funcionalidades de pesquisa para filtragem de resultados mais específicos.

A proposta do Tabletech é uma das mais próximas dos conceitos tradicionais de menu: as ementas são fornecidas antes de cada refeição, e recolhidas logo após a conclusão da selecção de pratos.

4.2. Menú Digital

Semelhante à Carta Digital, mas com funcionalidades adicionais (incluindo efectuar pedidos directamente a partir do tablet). Quando o cliente do restaurante faz o pedido, um sistema integrado encarrega-se de processar o pedido. No fim pode usar o mesmo sistema para pedir a conta.

4.3. Waiterman

Não tão completo como o Menú Digital, mas com funcionalidades que não estão incluídas na Carta Digital. Permite seleccionar oa produtos de consumo, enviar os pedidos para a cozinha e solicitar a conta.

Oferece um período experimental gratuito por 30 dias. A adição de patrocinadores também é possível. Ver aspecto visual.

 

#5. Consumer (Brasil)

O Cardápio Digital funciona por QR Code. Através do seu próprio smartphone ou tablet, o cliente acede à ementa do restaurante e faz pedidos. Através do menu digital também é possível chamar o empregado e deixar uma avaliação final.

O serviço oferece um período experimental de 30 dias.

 

#6. Alfredo (Portugal)

O Alfredo é um menu em forma de app para Android. Conta com uma versão, gratuita, disponível para demonstração.

 

#7. Goomer (Brasil)

O Goomer permite efectuar pedidos através do tablet. A gestão dos menus é feita através de um navegador de internet. Se necessário, a empres também disponibiliza tablets para aluguer.

 

#8. Trumenu (Portugal)

O Trumenu é uma ementa digital online que permite efectuar reservas através da web. A gestão da ementa é feita no navegador de internet, que pode ser acedida a partir do tablet ou smartphone dos clientes do restaurante.

Através da Trumenu, o utilizador cria um website com reservas online e ementa digital, consoante a subscrição. Para consultarem a ementa, os clientes do restaurante devem depois aceder ao website.

Também permite vender produtos complementares.

 

#9. eComanda (Brasil)

  • Brasil
  • Pacote básico com opções adicionais
  • Multi-idioma (Inglês, Espanhol e Português)
  • Mais informações em http://www.ecomanda.com.br/

Não requer tablets nem suportes específicos. Pode ser acedido a partir de dispositivos Android ou iOS. Disponibiliza 15 dias gratuitos de período experimental.

 

#10. Carta Menú Digital (Argentina)

A Carta Menú Digital é uma carta digital para restaurantes, personalizada. O serviço cria um menu digital à medida para cada restaurante, no lugar das mais tradicionais plataformas comuns em vários restaurantes. As aplicações são desenvolvidas para iOS, Android e Windows.

Permite requisitar uma demonstração da aplicação. Também permite rentabilizar o menu digital através de patrocínios. As funcionalidades estão descritas aqui.

 

#11. Menu Board Digital (Brasil)

O Menu Board Digital, ao contrário de outras ementas digitais, é para ser exibido em ecrãs fixos. Destina-se a cadeias de fast food ou a serviços de atendimento rápido que exibam sinalização digital.

Este software para restaurantes inclui um backoffice na web, para gerir os conteúdos do menu board. Tem versões disponíveis para Android e Windows.

Oferecem um período experimental de 30 dias.

 

#12. Picky (Portugal)

O Picky não requer a instalação de aplicações. Requer, contudo, um smartphone para aceder ao conteúdo da ementa. Inclui a opção de filtrar os conteúdos do menu de acordo com as preferências do utilizador.

Os utilizadores do Picky também podem votar nos seus pratos favoritos, fornecendo dados estatísticos úteis para os restaurantes.

O acesso ao menu é feito através de QR Code, NFC ou online.

 

#13. ChefApp (Brasil)

O ChefApp é um cardápio digital para restaurantes com sistema de atendimento, disponível para Android, iOS e Web. Quando o utilizador realiza o pedido, este é processado imediatamente para a cozinha.

A gestão dos conteúdos da ementa é feita num backoffice online. Para um cliente de restaurante aceder à ChefApp, necessita ler um QR Code (disponível na app). Requer instalação de app.

É possível agendar uma demonstração.

 

#14. Atendi (Brasil)

O Atendi é uma ementa digital para Android, iOS, Windows e Mac. Pode ser usada pelos clientes dos restaurantes para efectuar pedidos, pelos funcionários para procesar pedidos e ao balcão, para processar pedidos dos clientes.

Oferece um período experimental de 15 dias.

 

#15. laCarte (Brasil)

O laCarte é uma carta digital para iPad. A ementa é gerida pelo restaurante no próprio tablet, não havendo necessidade de equipamentos adicionais. Está acessível através da App Store.

 

#16. SmartMenu (Estados Unidos/Espanha)

O Smart Menu é um menu digital para tablets Android. Além de exibir a oferta do restaurante, permite efectuar pedidos e fazer pagamentos através da aplicação. Oferece um mês experimental.

 

#17. Next Menu (Brasil)

O Next Menu é um cardápio digital para Android e iOS, disponível desde 2011. Permite efectuar pedidos online, que depois são encaminhados para a gerência do restaurante. A gestão dos pedidos pode ser feita num PC ou tablet.

Os preços variam consoante a quantidade de tablets no estabelecimento.

 

#18. Menú Digital Soft Restaurant (México)

Menú Digital Demo from National Soft Academia online on Vimeo.

O Menú Digital é uma carta digital para restaurantes que permite efectuar pedidos e chamar o empregado de mesa. Nele também é possível consultar as contas e ter acesso a mais detalhes sobre os pedidos.

 

#19. Cardápio Moura (Brasil)

O Cardápio Moura é compatível com tablets e smartphones. Este menu digital permite efectuar pedidos através da aplicação, que depois é impressa na cozinha.

 

#20. Menú Digital (Espanha)

O Menú Digital para tablets Android foi pensado para restaurantes, bares e hotéis. Permite descarregar gratuitamente a aplicação para uso em até três tablets diferentes, sem compromissos.

 

#21. My Menu (Espanha)

O My Menu é uma ementa digital em app para tablets Android. Disponibiliza um painel de controlo para gestão de conteúdos (alterar preços, adicionar/remover pratos, etd) a partir do computador, telemóvel ou tablet (sendo necessário ter acesso à internet).

Ao contrário de outras ofertas desta listagem, o My Menu é um menu digital com particular foco no aspecto visual. O sistema de menu digital para restaurantes é complementado por serviços de fotografia, elaboração e apresentação dos pratos.

 

#22. MenuQR (Brasil)

O MenuQR é uma ementa online gratuita (por enquanto), ainda em fase beta. É necessário o utilizador criar uma conta e registar o seu menu digital. O cardápio pode depois ser acedido por qualquer smartphone, tablet ou computador com leitor de QR Codes ou NFC.

Futuramente serão adicionados planos de pagamento.

 

#23. MenuScreen - Ementa Digital (Portugal)

O MenuScreen permite agendar a ementa digital para toda a semana e pode ser gerido a partir de um computador, tablet ou smartphone. Após o agendamento, o MenuScreen encarrega-se de exibir automaticamente a ementa digital para cada dia. Também conta com integração com o Facebook, para partilhar a ementa na página.

Está disponível em dois formatos: uma ementa digital fixa para snack-bar e uma versão para tablets.

 

#24. Smush Digital (Espanha)

O software de menus digitais para restaurantes da Smush Digital não se destina tanto a tablets. A partir de uma mensalidade fixa, permite aos restaurantes instalarem todos os pontos de sinalização digital.

Oferece um mês de utilização gratuita.

 

#25. SIMI (Portugal)

A SIMI é uma ementa digital muito focada na experiência visual. Não existem, contudo, informações concretas acerca do serviço no seu website.

 

Conclusões & Notas adicionais sobre ementas digitais para restaurantes

 

 Não foi possível compilar integralmente todos os serviços de ementa digital que encontrámos, pelo que os serviços aqui listados são apenas uma pequena amostra da oferta actual. No entanto tecemos algumas observações críticas sobre a informação que encontrámos.

Em alguns serviços não nos foi possível identificar qualquer tipo de informação sobre as suas características ou funcionamento. Isto é, a nosso ver, negativo, especialmente tratando-se as ementas digitais de um produto tecnológico pouco convencional, destinado a um público tradicionalmente não tão familiarizado com novas tecnologias. A nosso ver, a ausência de informação disponível dificulta uma tomada de decisão esclarecida.

Muitos dos principais benefícios sobre a utilização de ementas digitais também não nos pareceram suficientemente convincentes. De facto, à excepção dos benefícios da poupança nos custos de impressão dos menus de papel, as restantes vantagens enumeradas parecem-nos pouco substanciais. Compreendemos a importância que uma imagem sofisticada possa ter na percepção de um restaurante, mas fazer do fogo de vista um factor diferenciador não traduz os reais benefícios destas tecnologias.

Um claro benefício destas tecnologias é a sua capacidde para reunir numa só plataforma todo um leque de características essenciais, tais como a possibilidade de efectuar pagamentos a partir do tablet, enviar pedidos directamente para a cozinha, pedir a conta ou simplesmente chamar o empregado. São funcionalidades simples, mas que transformam - na nossa opinião para melhor - toda a experiência de comer fora.

 

Mas nem sempre é fácil traduzir de forma simples as funcionalidades de um menu digital. A nossa experiência sugere-nos que os consumidores procuram as soluções mais simples e eficientes para problemas muito específicos; isto significa que é má ideia criar barreiras e camadas que dificultem o caminho para a solução. Por outras palavras: quanto mais difícil for usar o cardápio difital, mais contra-producente a experiência se revelará. A simplicidade deve ser, portanto, um dos focos principais.

Constatámos que não só a oferta é variadíssima, como também as propostas assentam em diferentes abordagens. Ficámos partiularmente agradados com a simplicidade de utilização dos QR Codes, por serem mais abrangentes no número de dispositivos compatíveis e também mais fáceis de usar que uma aplicação convencional.

Ainda assim, será que vale a pena aderir às ementas digitais? Sim e não; por enquanto este ainda é um mercado em amadurecimento, mas conto como positivas as diferentes abordagens ao conceito. Ter funcionalidades em excesso ou um bom design, contudo, não chega - o restaurante tem de ter a digitalização presente na sua estratégia, tem de fazer sentido para o negócio e para os clientes.

Como definir uma boa oferta/proposta? Bem, nós consideraríamos os seguintes elementos:

  • A conveniência. Exactamente como é que a ementa digital vai ajudar o restaurante? Podem os tablets entreter os clientes do estabelecimento enquanto esperam pela comida? Vai permitir agilizar o negócio?
  • Relação preço-qualidade. O que recebe juntamente com a ementa? Qual é a expectativa de resultados face ao investimento realizado?
  • O funcionamento.  A ementa digital é fácil de utilizar? Qual é a curva de aprendizagem necessária para um cliente que a usa pela primeira vez? Como explicar aos clientes que a usarem pela primeira vez o processo de utilização?

 

1,000
Comentários
close