NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Mobitto: entrevista ao CEO José Simões

Mobitto: entrevista ao CEO José Simões

sexta-feira, 14 dezembro, 2012 /
Mobitto: entrevista ao CEO José Simões

Mobitto: uma start-up/app made in Portugal que contou recentemente com a adesão do craque Cristiano Ronaldo ao seu quadro de investidores. O Telemoveis.com foi falar com José Simões, CEO do Mobitto!

Mais do que uma start-up ou uma aplicação, o Mobitto é uma iniciativa portuguesa a dar cartas no segmento mobile. Depois de ter dado que falar em 2011, aquando da sua participação num concurso europeu de apps, o Mobitto tornou-se especialmente mediático quando apresentou ao mundo o seu novo Brand Ambassador, um craque do futebol que todos os portugueses conhecem: Cristiano Ronaldo.

 

Mobitto: entrevista ao CEO José Simões

Como é que apresentas o Mobitto a quem não o conhece? Ou por outras palavras: podes apresentar-nos este projecto e falar-nos da sua visão?

Resumidamente o Mobitto é uma aplicação móvel de lifestyle que dá vantagens às pessoas por estas interagirem com as marcas e comerciantes que mais gostam. No fundo, funciona com um cartão de fidelização global onde as pessoas ganham pontos pelas coisas que já fazem no dia a dia.

Por exemplo, entrar numa loja, almoçar num restaurante, recomendar coisas que gostam aos seus amigos ou mesmo partilhar experiências nas redes sociais. Os pontos são acumulados numa conta unificada e depois podem ser trocados por produtos ou serviços em qualquer um dos nossos parceiros. No fundo, os mesmos têm o valor monetário real.

Este é o conceito base. No entanto, o que é realmente interessante é a possibilidade de qualquer pessoa poder usar o Mobitto para criar o seu próprio clube de pontos ou fidelização. Dentro da aplicação, caso o utilizador não consiga obter pontos nos lugares que mais gosta, nós fornecemos as ferramentas necessárias para que qualquer pessoa possa adicionar os seus bares, restaurantes ou lojas favoritas ao clube de pontos. Agora não há desculpa, mesmo para cidades mais pequenas ou lugares mais remotos. Tudo depende dos utilizadores. E acreditem que nós recompensamos esses esforços...

Mobitto: entrevista ao CEO José Simões

No vosso website referem que o Mobitto foi fundado 'oficialmente' em Junho de 2011, mas a relação que têm com o Mobile parece ser mais antiga do que isso. Quando é que tiveram esta ideia e quando é que a decidiram pôr em prática? E porque optaram pelo segmento mobile?

O base do projeto teve origem na minha tese de doutoramento (Key Enablers for User-centric Advertising across Next Generation Networks) que começou em 2008 na Universidade Técnica de Berlim. Nessa altura já era óbvio que o futuro da publicidade iria passar por mobile pois  o telemóvel já era um dispositivo indispensável à vida de qualquer pessoa. Agora com smartphones os pequenos hábitos tornaram-se vícios.

No entanto a concretização da ideia só avançou depois de ter conhecido o Diogo (co-fundador) e participar no acelerador de empresas StartupBootcamp. A ideia original era bem diferente da atual e só com o tempo e feedback dos nossos clientes e utilizadores é que conseguimos chegar onde estamos hoje.

Mobitto: entrevista ao CEO José Simões

A Mobitto também deu que falar recentemente graças ao novo investidor e Brand Ambassador do vosso projecto. Como é que uma start-up tão jovem conseguiu captar a atenção de uma celebridade como o Cristiano Ronaldo? Podes explicar-nos como é que o craque se cruzou com o Mobitto?

A verdade é que com trabalho tudo se consegue. Não pensem que foi de um dia para o outro. Demorou algum tempo mas só aconteceu porque houve um "match" no que diz respeito à filosofia e objetivos.

Do nosso lado era importante ter um brand ambassador pois essa é uma das proposições de valor que nós trazemos aos nossos clientes (marcas e comerciantes). Quando começámos a pensar em nomes sabíamos que o mesmo teria de ter um impacto global, à medida das nossas ambições. O Cristiano Ronaldo esteve sempre no topo da lista. Depois através dos contatos que tínhamos tentámos chegar a ele. Quando tal aconteceu, percebemos que havia um alinhamento claro entre o ADN do projecto e do Ronaldo.

Mobitto: entrevista ao CEO José Simões

Supomos que nesta fase, e tendo em conta os posts que vão surgindo na vossa página oficial de Facebook, as vossas agendas se encontrem praticamente lotadas. Assim sendo, o que é que podemos esperar da Mobitto para 2013? Que planos têm na manga?

Uma app diferente do que se tem visto até agora. Apesar de estarmos a entrar num mercado bastante competitivo o nosso objetivo é claramente mudar o paradigma das apps de fidelização, ofertas e descontos, utilizando um modelo de crowdsourcing e colocando o utilizador no centro da experiência. Em termos concretos, esperamos atingir uma escala global e passar a barreira do milhão de utilizadores antes do final do ano.

Entrevista a José Simões, CEO da Mobitto

Achamos que é altura de uma questão mais abstracta! Tendo em conta que 'só' se passaram 5 anos desde que o primeiro iPhone foi apresentado, como é que vês o segmento mobile, e por consequência o Mobitto, dentro dos próximos 5 anos?

No que diz respeito ao segmento mobile vejo-o como uma "commodity". Não acredito que seja sob a forma de um smartphone mas sim numa variedade de objetos que comunicam entre si. Acredito que esse segmento irá fundir-se com o que hoje chamamos de "Internet-of-Things".

Em relação ao Mobitto é um pouco difícil prever onde iremos estar daqui a 5 anos. Numa startup raramente sabemos onde vamos estar em 3 meses. A nossa prioridade é estar onde os nossos clientes e utilizadores estão e atender às suas necessidades. A nível pessoal dava-me imenso gozo que pelo menos parte da nossa tecnologia estivesse ligada ao dia a dia de todas as pessoas.

Saibam mais: Website Oficial | Facebook | Twitter | Blog

Já conheciam o Mobitto? O que acham deste projecto made in Portugal? Deixem-nos o vosso feedback!

50,269