NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Entrevista de Nicolau Mesquita da Nokia para Telemoveis.com

Entrevista de Nicolau Mesquita da Nokia para Telemoveis.com

segunda-feira, 30 agosto, 2010 /
Entrevista de Nicolau Mesquita da Nokia para Telemoveis.com Fomos perguntar a Nicolau Mesquita quais são as novidades, quais as preocupações da Nokia ao servir os seus clientes e como será no futuro. Partilhar

Nicolau Mesquita é o Iberian Music & Messaging Business Manager & Portugal Services Coordination na Nokia, função que ocupa desde Maio de 2009. Foi trabalhar para a Nokia em 2006, desenvolver a área de Marketing da recém criada NSeries. Cursou no Instituto Superior de Gestão e o seu percurso profissional nas tecnologias de comunicação teve início em 1997 na Optimus, como Gestor de Produto, passando depois pela OniWay e pela PT Comunicações como Responsável de Marketing.

Uma das suas principais tarefas é ser o elo de ligação entre a fabricante de telemóveis e os consumidores locais da península Ibérica, acautelar as necessidades dos consumidores para a área de Conteúdos e Aplicações, funcionando também como elo de ligação com as Empresas locais de conteúdos.

É um dos principais impulsionadores da actividade na OVI Store, quer em termos de desenvolvimento de novas aplicações, quer na divulgação dos diversos canais OVI - Music, Maps, Mail.

O Telemoveis.com quer apresentar o Nicolau Mesquita - que vibra com as aplicações e funcionalidades dos produtos da Nokia e trabalha intensamente para todos os dias tornar melhores e mais eficientes os seus produtos e serviços. Fomos perguntar quais são as novidades, quais as preocupações da Nokia ao servir os seus clientes e como será no futuro.


Telemoveis.com: Uma das áreas lideradas por si está relacionada com a navegação GPS, o OVI Maps. Confessamos ser fãs deste vosso produto, e o Nicolau, como e quando usa esta aplicação e é verdade que ajuda a reduzir a nossa pegada ecológica, os serviços associados à localização geográfica terão futuro?

Nicolau Mesquita:  A navegação GPS faz cada vez mais parte do quotidiano das pessoas e, obviamente, eu não fujo à regra. Até há pouco tempo, conceitos como navegação por voz e GPS não eram muito familiares à maioria dos consumidores, no entanto, hoje, já são facilmente identificáveis e utilizáveis e a Nokia tem contribuído bastante para isso. Quando, no início do ano, a Nokia disponibilizou o acesso gratuito à navegação pedestre e automóvel através dos seus smartphones, permitiu massificar esses conceitos e torná-los acessíveis a muito mais pessoas. Aliás, o sucesso e a receptividade desta iniciativa foi de tal ordem, que em apenas uma semana registámos 1 milhão de downloads da aplicação e em três meses registámos 10 milhões de downloads. E é fácil perceber o porquê. Afinal, o Mapas Ovi da Nokia oferece gratuitamente orientação por voz "turn-by-turn" para 74 países e em 46 idiomas, informações de trânsito relativas a uma dezena de países, mapas detalhados para mais de 180 países, disponibiliza 6.000 pontos de referência em 3D, para 200 cidades a nível mundial, permite que os utilizadores acedam, gratuitamente, aos guias de viagem Lonely Planet e Michelin e muito mais.

De qualquer modo, não ficámos por aqui. Em Maio deste ano voltámos a contribuir para esta massificação, quando apresentámos uma série de packs de navegação que conjugam equipamentos móveis com o software Mapas Ovi integrado, car-holder e carregador de isqueiro. Ou seja, a Nokia pretende que os utilizadores utilizem as funcionalidades de navegação de forma tão intuitiva e natural, como quando fazem uma chamada.

Quanto ao futuro da navegação GPS, acreditamos que estará muito associada à geolocalização. Neste sentido, a Nokia antecipa o futuro, ao oferecer, através do  Mapas Ovi, funcionalidades que para além de localizar permitem descobrir, personalizar e partilhar. Por exemplo, com o Mapas Ovi o utilizador pode tirar uma foto com o dispositivo, localizá-la no mapa, ver se os seus amigos estão online e actualizar o seu perfil nas redes sociais. Pode, ainda, partilhar todo o percurso e pontos de interesse com a minha comunidade.

Relativamente à forma como o Mapas Ovi ajuda a diminuir a pegada ecológica, a resposta é simples: com este serviço o utilizador pode escolher o percurso mais curto e adequado e, desta forma, perdem-se menos na estrada, demoram menos tempo, e assim os carros consomem menos combustível e, consequentemente, reduzem-se as emissões de CO2. 


Telemoveis.com:
Ainda relacionado com as aplicações para telemóveis e smartphones, a Nokia apresentou recentemente um kit para programadores que simplifica o desenvolvimento das aplicações móveis. Temos já algumas novidades? Foi bem acolhida a vossa iniciativa pelos Techies portugueses?

Nicolau Mesquita: A Nokia está a apostar bastante neste tipo de soluções. A ferramenta Nokia Qt SDK contribui, por um lado, para que os developers desenvolvam aplicações de uma forma fácil e rápida e, por outro, incentiva-os a desenvolverem aplicações na Loja Ovi. Acreditamos que a aceitação desta ferramenta será muito boa, dada a facilidade de utilização e o facto de proporcionar aos developers todos os meios necessários para
desenvolverem aplicações num único ambiente e num único computador, quer se esteja a desenvolver para Windows ou Linux. Os developers podem, assim, desenvolver uma aplicação uma única vez e recompilá-la em dispositivos baseados em Symbian e MeeGo; o que significa que poderão chegar a milhares de equipamentos e, consequentemente, a milhares de utilizadores.

Para além destas claras vantagens, não nos podemos esquecer que ao desenvolverem aplicações para a Loja Ovi, os developers poderão chegar a milhares de pessoas, tendo em conta que a nossa loja está presente em mais de 190 países e conta já com 1,7 milhões de downloads por dia; mas também porque se for uma aplicação paga recebem 70% dos lucros gerados.  


Telemóveis.com: A Nokia prepara a entrada no mercado dos chamados super-phones com o N8. O Nicolau já deve ter testado esse equipamento, pelo que não resistimos a perguntar-lhe sobre a sua experiência global na utilização?

Nicolau Mesquita: Estamos muito entusiasmados com o Nokia N8 e acreditamos que vai ser um caso de sucesso. O consumidor vai encontrar neste dispositivo características superiores, que não se equiparam a qualquer outro produto existente no mercado.
Para começar, o Nokia N8 é um verdadeiro centro de entretenimento portátil, que se distingue pela câmara de 12 megapixels, lente Carl Zeiss de 28mm, flash Xénon e um sensor equiparado ao oferecido pelas câmaras digitais compactas. Além disso, permite gravar vídeos a 30 frames por segundo a 720p (HD), com som surround Dolby Digital Plus. Permite, ainda, visualizar essas gravações num televisor, através da ligação HDMI.
Outras funcionalidades interessantes oferecidas por este equipamento é o facto de permitir ao utilizador desfrutar de programas de TV-on-demand, através de web TV widgets, assim como o acesso fácil, e em tempo real, às principais redes sociais, como é o caso do Facebook e do Twitter. O N8 integra ainda todos os serviços Ovi, que funcionam como um complemento perfeito no sentido de transformar este smartphone num produto único. Entre estes serviços está o Mapas Ovi, que garante navegação GPS gratuita e vitalícia; a Loja Ovi, onde é possível descobrir uma grande diversidade de aplicações; e a solução de correio electrónico mais fácil de configurar: o Nokia Messaging. sendo que  este serviço funciona como uma porta de acesso  não só ao seu email, como também às suas comunidades sociais.
O Nokia N8 tem também como grande vantagem o facto de integrar o sistema operativo da Nokia, o Symbian^3. Enfim, como já disse, argumentos não faltam para fazer deste equipamento um caso de sucesso.


Telemóveis.com: Ouvimos falar em Cognitive Radio e nas pesquisas que a Nokia está a efectuar nesta área Para quando estas soluções? (http://www.youtube.com/watch?v=E3W43pyEgSk)
Nicolau Mesquita: Antes de mais, convém explicar que esta tecnologia permite uma  melhor gestão do espectro radiofónico, permitindo utilizar frequências que até à data têm sido utilizadas noutras "classes" de dispositivos. Ou seja, a Cognite Radio possibilita, por exemplo, combinar o espectro de várias redes, o que facilita a largura de banda disponível num local. Por outro lado, esta tecnologia vai permitir não só um optimização do espectro, como também criar novas oportunidades em áreas ligadas à geolocalização e partilha. Trata-se de um passo importante nesta indústria, uma vez que tem um impacto directo na forma como agimos e interagimos com o nosso telemovél, ao abrir um leque de opções nos nossos comportamentos diários.
Quanto à pergunta "para quando esta solução?", o que posso dizer é que ela irá aparecer de forma gradual.


Telemoveis.com: Sendo Portugal um dos países com maior taxa de penetração de telemóveis, como vê os consumidores a utilizarem produtos Nokia?
Nicolau Mesquita: Para responder a esta questão, é importante sublinhar que, a nível mundial, temos já uma comunidade de mil milhões de pessoas a utilizar dispositivos Nokia. Quanto a Portugal, podemos dizer que os utilizadores sempre tiveram uma grande afinidade à marca. Já no que diz respeito ao perfil do consumidor Nokia, tanto nacional como internacional, revela-se cada vez mais ecléctico, e é por essa razão que apostamos numa vasta gama de dispositivos, com vista a responder a todas as necessidades, exigências e carteiras. Assim, na gama-alta apostamos no desenvolvimento dos Mobile Computers; na gama-média a nossa aposta vai para os Smartphones com symbian^3; e, na gama-baixa, oferecemos telefones Série 40, com várias funcionalidades e serviços.
Seja como for, o que constatamos cada vez mais é que independentemente da gama, o consumidor quer um equipamento móvel multi-funções, não só a nível tecnológico, onde encaixam funcionalidades relacionadas com a imagem, navegação, música e características touch e Qwerty; mas também rico em termos de experiências, onde é implícito o acesso à Internet, ao e-mail e, como não podia deixar de ser, às redes sociais.


Telemoveis.com: E o Nicolau, que tipo de utilizador de telemóvel é? Serve só para falar usa no seu dia a dia de trabalho? Qual é o seu telemóvel? Qual foi o seu telemóvel preferido até hoje e que marcou a sua vida ou mudança?

Nicolau Mesquita: Tal como a maioria dos portugueses, também eu não consigo imaginar o meu dia-a-dia sem telemóvel, uma vez que o uso tanto para trabalhar, como também na minha vida pessoal. Em relação à pergunta sobre qual o telemóvel que tenho, não posso dar uma resposta linear, visto que no meu caso estou sempre a mudar de equipamento, de modo a experimentar todas as novidades lançadas pela Nokia.
Já o desafio de eleger um único telemóvel é ainda mais difícil, até porque se o fizesse deixaria de fora telefones que também são muito bons e dos quais gostei muito. Posso dizer que, normalmente, gosto sempre mais dos últimos que estou a experimentar. Neste momento posso destacar o Nokia C6, um dispositivo que apresenta um ecrã táctil, mas também um teclado físico, o que proporciona uma óptima experiência de utilização da Internet e de acesso às redes sociais; também gostei imenso do Nokia 5230, um telefone touch onde o design está associado ao entretenimento e onde se destaca o acesso simples à biblioteca multimédia e às redes sociais; o Nokia X6 16GB, um dispositivo direccionado para a música que permite aceder facilmente à Nokia Music Store (que disponibiliza um catálogo de cerca de oito milhões de músicas); e obviamente que neste momento estou desejoso de ter um Nokia N8 que, como já referi, é único em termos de características de imagem e de vídeo.
Quanto a modelos mais antigos, posso dizer que um dos meus preferidos é o Nokia N95, uma vez que continha um conjunto de funcionalidades e dava-nos a possibilidade de usufruir de várias experiências, tendo sido o primeiro a ter navegação, já para não falar na sua câmara fantástica.

Telemoveis.com: Quem serão os grandes players da cena mobile dentro de 5 anos, para além da Nokia, claro e porquê?

Nicolau Mesquita: A Nokia não faz previsões, mas podemos garantir que vamos dar continuidade ao nosso compromisso de oferecer os melhores produtos e serviços ao utilizador. Estamos constantemente atentos às tendências do mercado e o nosso empenho em responder às exigências e às necessidades do consumidor irá continuar. Não é por acaso que a Nokia investe cerca de 16 milhões de euros por dia em R&D; sempre colocando as necessidades, interesses e exigências do consumidor em primeiro lugar.

Muito Obrigado!


Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. - Telemoveis.com

*** Este texto NÃO foi escrito de acordo com o novo Acordo Ortográfico***

 
Telemoveis.com on Facebook
Siga-nos no Twitter!
14,339