NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Microsoft perde 6,2 mil milhões de dólares

Microsoft perde 6,2 mil milhões de dólares

terça, 03 julho, 2012 /
Escrito por Lauro Lopes

Microsoft anunciou perda de 6,2 mil milhões de dólares. Aquisição da aQuantive por parte da Microsoft na origem de perdas avultadas.

A Microsoft anunciou ter perdido cerca de 6,2 mil milhões de dólares, tendo apontado a aquisição da aQuantive - uma agência de publicidade - em 2007 como causa desta mais recente desvalorização.

Microsoft perde 6,2 mil milhões de dólares

A Microsoft terá adquirido a aQuantive de forma a aumentar as suas receitas de publicidade online e competir com a Google, a sua principal concorrente no segmento da publicidade online.

A aquisição não acelerou o crescimento para o nível esperado o que contribuiu para a desvalorização [do património] da Microsoft, referiu a Reuters. A aquisição da aQuantive por parte da Microsoft foi uma das maiores aquisições da gigante norte-americana, tendo sido superada apenas pela compra do popular serviço Skype - um negócio que rondou os 8,5 mil milhões de dólares.

As acções da Microsoft registaram ontem quedas na Nasdaq.

Veja também:

Skype já é da Microsoft

1,156
Comentários

Autores

João Fonseca

Expositor: novidades da semana

Por João Fonseca | 25 abril 2015

Lauro Lopes

9 aplicações Android sem as quais eu já não vivo

Por Lauro Lopes | 23 abril 2015

Henrique Vieira

Países para investir em apps

Por Henrique Vieira | 15 dezembro 2014

João Paulo Almeida

Alugar iPad

Por João Paulo Almeida | 12 novembro 2014

Colaborações

iOnline - Tecnologia

Crítica a The Order: 1886 para PS4. Mais video do que jogo

Por iOnline - Tecnologia | 18 abril 2015

Tecnologia e Gadgets

IMEI. Porque todos deveriam saber o do seu telemóvel

Por Tecnologia e Gadgets | 10 fevereiro 2015

Colunistas

Ricardo Miranda

Vi, ri e venci

Por Ricardo Miranda | 30 março 2015

Paulo Rossas

Um "viral" de 13 minutos que deu "viral"

Por Paulo Rossas | 04 março 2015

Rute Gil

Ano Novo, pouca rede

Por Rute Gil | 31 dezembro 2014