NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Nokia N8 cor-de-rosa

Nokia N8 cor-de-rosa

sábado, 07 maio, 2011 /

O Nokia N8 cor de rosa já está disponível em Portugal por 469,90 euros e mantém todos os aspectos característicos do Nokia N8, tais como a câmara de 12 MP.

O Nokia N8 cor de rosa já está à venda em Portugal com um custo de 469,90 euros. Esta nova versão cor de rosa mantém os aspectos originais do Nokia N8, tais como a câmara de 12 MP com lentes Carl Zeiss para fotos de alta qualidade, ou a capacidade de gravação HD a 720p.

O Nokia N8 cor de rosa também pensa nos amantes de imagem e permite editar fotos e vídeos no seu ecrã táctil, ou fazer upload directamente para o Facebook. O Nokia N8 possui tecnologia USB-on-the-go e permite transferir dados directamente do telemóvel para uma unidade de disco externo.

Com aplicações WebTV (CNN, E! Entertainment, etc), este telemóvel Nokia permite visualizar conteúdos multimédia em alta definição num televisor de maiores dimensões. E não se preocupe, o Nokia N8 traz os Mapas OVI pré-instalados, não

 Press Release Nokia N8 cor-de-rosa 

2,850
Comentários

Autores

João Fonseca

Uber passa de carros… para barcos

Por João Fonseca | 30 junho 2015

Lauro Lopes

Músicas grátis para telemóveis

Por Lauro Lopes | 25 junho 2015

João Paulo Almeida

Phonebloks, finalistas no INDEX: Award 2015

Por João Paulo Almeida | 12 junho 2015

Henrique Vieira

Países para investir em apps

Por Henrique Vieira | 15 dezembro 2014

Colaborações

iOnline - Tecnologia

7 utilidades das impressoras 3D

Por iOnline - Tecnologia | 26 maio 2015

Tecnologia e Gadgets

IMEI. Porque todos deveriam saber o do seu telemóvel

Por Tecnologia e Gadgets | 10 fevereiro 2015

Colunistas

Rute Gil

O inferno são as redes

Por Rute Gil | 09 junho 2015

Paulo Rossas

O Community Manager não é a mãe, é a babysitter

Por Paulo Rossas | 03 junho 2015

Ricardo Miranda

Vi, ri e venci

Por Ricardo Miranda | 30 março 2015