Entrevista a Miguel Pedro, Program Manager da Nokia Portugal

Miguel Pedro, Program Manager da Nokia Portugal, respondeu a algumas questões do Telemoveis.com. Leia a entrevista ao Program Manager da Nokia Portugal.

Tanto o Nokia N9 como a série Lumia foram apresentadas bastante recentemente. Como é que a Nokia vê estas duas apostas distintas (MeeGo e Windows Phone)? Qual é a estratégia para concorrer com outras plataformas populares, como o Android e o iOS?

Em relação ao Nokia N9, é um produto fascinante, que oferece uma experiência de utilizador riquíssima e que vale por si. É impossível não ficar rendido à sua interface swipe e ao seu design. Aliás, acreditamos que quem compra um Nokia N9 está, acima de tudo, focado no design, na simplicidade da sua interface e no tipo de experiência que o telefone oferece.

Quanto à estratégia, quando a Nokia fez a parceria com a Microsoft deixou claro que o objectivo era que os seus smartphones assentassem, principalmente, na plataforma Windows Phone. A proposta de ambas as empresas é oferecer um terceiro ecossistema aos utilizadores e, com os Windows Phone, a Nokia está certa de que conseguirá oferecer uma experiência competitiva e diferenciadora e, ao mesmo tempo, chegar a diferentes países, com portfolios a abranger os mais variados preços.

Com estes dois primeiros Nokia com Windows Phone acreditamos que a Nokia irá trazer massa crítica ao sistema operativo Windows Phone, através do Lumia 800, e chegar ao mercado de massas através do Lumia 710.

Entrevista a Miguel Pedro, Program Manager da Nokia Portugal

O Symbian continua a ser uma imagem de marca da Nokia e continua a ter muitos seguidores. Quais são os planos da Nokia para o seu sistema operativo? Vai deixar de assumir o mesmo protagonismo, agora que o Windows Phone entrou em jogo?

A Nokia irá continuar a lançar produtos Symbian e irá dar suporte de software, hardware e serviços, pelo menos até ao final de 2016. No entanto, e como afirmámos aquando a nossa parceria com a Microsoft, a plataforma principal da Nokia na gama de smartphones será a Windows Phone.

Como é que a Nokia vê o segmento dos tablets actualmente? Existe alguma estratégia para entrar neste segmento?

Os tablets são, de facto, produtos a considerar no mercado dos smart devices, mas para já a Nokia não tem qualquer anúncio a fazer neste sentido. Como disse Stephen Elop, CEO da Nokia, não queremos lançar “mais um” tablet no mercado. A entrar no mercado dos tablets, terá de ser com a convicção de que marcaremos uma diferença, através de um produto que acrescente algo de novo.

 Entrevista a Miguel Pedro, Program Manager da Nokia Portugal

E quanto à tecnologia NFC? Como é que vê esta tecnologia ser implementada em Portugal?

Com o lançamento dos Symbian Belle (Nokia 600, 700 e 701), a Nokia conta já com seis equipamentos Symbian com NFC, sendo que os outros três são o C7, o Nokia Oro e o Nokia N9. Isto faz da Nokia a fabricante móvel com mais telemóveis com NFC no mercado. De resto, todos os futuros smartphones Symbian contarão com NFC. Mas já agora, um parêntesis para dizer que a Nokia lançou o seu primeiro equipamento comercial com NFC em 2004; o Nokia 5140!

Para além dos telemóveis, a Nokia oferece ainda uma série de acessórios NFC, como são exemplo disso o auricular Bluetooth Nokia Essence; as colunas wireless Nokia Play 360º; e o headset Nokia BH-505. Esta tecnologia está a ser rapidamente adoptada em diversos mercados e a Nokia tem sido das empresas que mais tem contribuído para que assim seja, graças ao portfolio de produtos com NFC que já lançou e que oferecem funcionalidades realmente úteis no dia-a-dia dos utilizadores.

A Nokia acredita que o Open NFC (que permite emparelhar dispositivos, partilhar conteúdos e usar os dispositivos para ler tags, fazer check-ins, etc) permite enriquecer a forma como utilizamos os dispositivos no nosso quotidiano e as potencialidades desta tecnologia aumentarão ainda mais com a introdução do Secure NFC (que já integra pagamento e bilhética). A Nokia espera disponibilizar soluções de secure NFC em telefones Symbian na primeira metade de 2012 .

Seja como for, e apesar da Nokia estar totalmente empenhada em levar para a frente esta tecnologia, através da criação de um ecossistema aberto entre developers, fornecedores de serviços e de software e fabricantes, para que esta tecnologia tenha sucesso é necessária a parceria entre diferentes players, como fabricantes móveis, bancos, developers, operadores, fabricantes de cartões SIM, etc, de modo a ser criada uma infra-estrutura capaz de fazer com que o NFC se possa desenvolver.


Quarta, 16 Novembro 2011 14:00 Este artigo foi lido 3612
Classifica este artigo
(3 Voto)
Publicidade

BANNER-PASSATEMPO-iPHONE-01

Oferta da Semana

 

 

banner_alugar_ipads

Subscrever Newsletter

Easy call blocker on Google play